CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 13 - Surpresa

O Príncipe das Trevas (PDT)

Capítulo 13 - Surpresa

Autor: Kouhei Kagami | Revisão: yuukari

Todos permaneceram em silêncio conforme Yu realizava o processo de Ligação da Alma novamente. O ar pesava tanto que qualquer ruído era facilmente notado por aqueles presentes.

Dentro do Dantian de Yu quatro entidades estavam obstruindo seu caminho mais uma vez. O fluxo de energia era desviado a todo momento com as interrupções e por isso Yu teve de se esforçar além do normal somente para conseguir se manter estável.

A energia de Yu estava próxima de se esgotar, gotas de suor estavam escorrendo e sua respiração começou a pesar. O rosto de Yu passou a se contorcer revelando diversas expressões esquisitas à medida que sentia cada vez mais impaciente.

“Maldição! Por quê não me deixam em paz!?”

A adaga que Yu recebeu de seu pai não apresentava indícios de substituir a ligação da alma atual, portanto para todos que observavam era só questão de tempo até que Yu falhasse.

Vendo sua energia cada vez mais próxima do fim, Yu intensificou o fluxo de energia da alma, mas foi inútil. Os esforços de Yu só serviram para machucá-lo, tentar realizar a ligação forçadamente gerou um rebote, fazendo com que seu corpo fraquejasse.

Quando fraquejou, Yu sentiu a adaga sugando sua força vital enquanto tentava desvincular seu artefato de armazenamento. Entretanto algo surpreende aconteceu: quando tudo parecia perdido, uma das quatro entidades absorveu a adaga.

Quando sentiu a adaga sendo absorvida para dentro de seu corpo, mas não necessariamente para si mesmo, a compreensão de Yu a respeito das entidades em seu Dantian se expandiu. Outra coisa que chamou sua atenção foi que as entidades pareciam imitar seu comportamento.

“É isso que vocês querem? Muito bem.”

Como um último esforço, Yu redirecionou o fluxo de energia da alma. Após desistir da ligação, começou a injetar sua energia em uma das entidades no seu Dantian.

À medida que sua energia espiritual era sugada, uma das identidades dentro do corpo de Yu começou a criar um leve traço de forma, no entanto ainda não era possível distinguir sua aparência.

Enquanto essa entidade se alimentava de energia espiritual ao mesmo tempo em que subjugava a adaga, a sensação de ter seu Dantian destruído começou a incomodar Yu. Essa era uma sensação muito familiar, entretanto Yu nunca teve seu Dantian destruído, portanto isso o deixou apreensivo.

Felizmente, quando seu dantian pareceu enfim estar para se romper, a entidade obteve sucesso em subjugar o artefato. Então toda a pressão sobre Yu se dissipou e sua respiração começou a se acalmar.

“Ele.. conseguiu..” – Murmurou Ghuo Ren, atônito.

Todos ficaram boquiabertos ao vislumbrar Yu tendo sucesso no processo de substituição da alma. Por ser um método muito perigoso e arcaico, há muito fora abandonado, no entanto, alguém sem experiência nenhuma conseguiu completá-lo.

Se alguém dissesse não estar surpreso nesse momento, isso obviamente seria uma mentira. Contudo o mais surpreso era o instrutor; Ghuo Ren foi o único a notar algo que passou despercebido pelos olhos dos outros.

“Ele conseguiu! Isso.. quão grande é a sorte desse pirralho?!” – Alguém gritou ao fundo da sala.

Enquanto Yu era elogiado por todos, seu rosto se contorceu de maneira quase imperceptível. Uma pequena sensação de dor percorreu seu corpo, mas ainda assim Yu pôde sentir uma segunda ligação da alma sendo formada dentro de si.

Com toda a agitação, diversos curiosos de outras turmas foram bisbilhotar, mas quando chegaram o show já havia acabado. Alguns ainda foram capazes de escutar coincidentemente comentários sobre o que aconteceu e só puderam sair desacreditados, afinal é impossível um completo novato fazer uma substituição da alma.

A comoção, apesar de não ter se alastrado muito, foi suficiente para chamar a atenção do diretor, que fez questão de ir verificar pessoalmente.

Com suor ainda escorrendo, Yu esfregou o suor sob seus olhos e ficou surpreso quando viu todos o observando.

“O que foi?” – Perguntou Yu desajeitadamente enquanto sorria.

“V-v-vo-vo-cê s-sabe o que fez?” – Ye Qing indagou com seu corpo ainda tremendo e sua voz gaguejando.

Yu só conseguiu franzir a testa de modo a passar uma expressão de quem não fazia ideia do tinha acontecido. Vendo tal reação, e Qing só podia suspirar em resposta.

“Aquele é.. ?!” – Indagou uma moça passando em frente a sala de Yu.

“A senhorita o conhece?” – Questionou um servo próximo.

“Não. Não conheço.” – Respondeu de maneira fria a jovem antes de voltar a caminhar.

“Interessante.. Para chamar a atenção da senhorita, certamente não é um garoto ordinário. O mestre ficará muito satisfeito com isso.. Heh” – Murmurou o servo enquanto encarava Yu.

“Você sabe como isso foi perigoso!?” – Xingou Lin Yaoiyin.

“O que você teria feito se seu Dantian fosse destruído!? Você foi muito irresponsável, Yu.”

“Agradeça aos deuses por sua sorte, caso contrário, o caminho para reconstruir seu Dantian seria extremamente tortuoso. Isso se você conseguisse reconstruí-lo.” – Exclamou Lin Yaoiyin batendo o pé no chão demonstrando preocupação.

“Eu não entendo.. o que você quer dizer com isso?” – Perguntou Yu.

<suspiro>

“Seu idiota! Por mais que seja possível reconstruir o Dantian, não é algo fácil. Ainda mais para alguém que acabou de começar a cultivar, sendo otimista, isso beira o impossível!”

“Do que você está falando?” – Perguntou Yu confuso.

“Esse idiota..” – Murmurou Ye Qing cobrindo a própria face com uma das mãos.

“Irmão menor Yu, talvez você não esteja ciente, mas o que você fez foi muito perigoso.” – Comentou Li Shui.

“Se você não tivesse tido a sorte de concluir a substituição da alma e expulsar o artefato anteri..” – De repente Li Shui parou por um momento e bateu o olho ao redor como se estivesse a procurar por algo.

Nesse momento Chou Bai foi o único a compreender o que Li Shui estava fazendo, além do mestre Ghuo Ren.

<coff> <coff>

“Ahem.. Se você não tivesse tido sorte, seu Dantian teria sido destruído.” – Continuou Li Shui.

“É impossível ter duas ligações da alma, isso é algo que nunca aconteceu. Todos que já tentaram tiveram o Dantian destruído ou a ligação da alma quebrada..”

Quando todos estavam aparentemente aliviados e surpresos, Xiao Zhong observava a situação silenciosamente. Até mesmo os instrutores de outras turmas não eram exceção e estavam surpresos, no entanto Xiao Zhong já havia compreendido a gravidade do que aconteceu.

De repente Xiao Zhong deu um passo à frente e todos se assustaram.

“D-Di-re-tor! O que o senhor faz aqui?!” – Perguntou Ghuo Ren surpreso.

“Não se preocupe com minha presença, só estava passando por aqui e decidi ver o motivo de toda essa comoção.”

O que assustou a todos não foi exatamente a presença do diretor da Academia Celestial, Xiao Zhong, mas sim o fato de ninguém tê-lo notado até que ele mesmo decidisse se mostrar. Com isso se tornou evidente o poder daqueles com classificação Ancião Marcial.

Anciões Marciais são o ápice da cultivação; apesar de haver quem suspeite da existência de reinos superiores, ninguém nunca se atreve a afirmar tal coisa. O motivo é simples: todos que foram para a Terra Celestial jamais voltaram, ou se voltaram, não revelaram nenhuma informação a respeito.

Portanto, aqueles de cultivação Ancião Marcial são todos tratados como mestres supremos onde quer que forem. Anciões Marciais são existências insondáveis para muitos, existências que carregam consigo o poder para mover montanhas se assim desejarem.

Antes de se retirar, Xiao Zhong liberou sua majestosa aura de Ancião Marcial e usou uma estranha técnica, logo após seu corpo desapareceu como se nunca tivesse aparecido. Por um momento quase todos ficaram atordoados, exceto Yu, Ghuo Ren, Li Shui, Chou Bai, Lin Yaoiyin e Ye Qing.

Dentre os que não foram afetados, apenas Ghuo Ren, Li Shui e Chou Bai compreenderam as intenções de Xiao Zhong: ele usou uma técnica ilusória para confundir os sentidos de todos, impedindo-os de discernir o que realmente havia acontecido.

Por Kouhei | 22/04/18 às 04:09 | Ação, Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Wuxia, Xianxia, Elementos de Cultivo, Romance, Brasileira