CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 52 - Começa a Feira (Parte 1)

O Príncipe das Trevas (PDT)

Capítulo 52 - Começa a Feira (Parte 1)

Autor: Kouhei Kagami | Revisão: yuukari

Um forte som de algo caindo soou do corredor, seguido pelo som de vozes discutindo.

“E-Eu vou checar o que está acontecendo!” – Yu imediatamente ficou de pé e caminhou a passos largos até a porta.

Yaoiyin se sentou no meio da cama com as pernas cruzadas enquanto abraçava um travesseiro como se fosse um ursinho de pelúcia. Seu rosto branco como a neve, levemente corado encostou no travesseiro de modo a esconder seu sorriso.

Yaoiyin agiu como uma criança de tanta felicidade, essa era definitivamente a primeira vez que Yu havia a enxergado como mulher.

<rangido de porta>

Quando Yu saiu do quarto, ele ficou atordoado com a visão.

Mubai Yong estava caído ao chão encostado na porta a frente, ao seu lado estava En Zhao não muito diferente.

Os dois soluçavam e riam descaradamente, acordando diversos hóspedes. Era visível que estavam bêbados devido ao bafo de álcool impregnando o corredor, ambos tinham expressões extremamente engraçadas.

“Che-.. Tio Mu!” – Exclamou Yu.

Mubai Yong ainda caído ao chão, depois de ouvir Yu chamá-lo se levantou com muito esforço e caminhou cambaleando em direção ao garoto.

“M-Meu-so-HICK-sobrinho..pre-pre-preferido-P-Por..que não-a-ajuda o -HICK-tio aqui a se-HICK-deitar..” – Mubai Yong falou com muito esforço, ainda soluçando.

A face do Chefe Mu estava cheia de marcas de batons, ele claramente havia tido uma noite de muita diversão, En Zhao também não era muito diferente nesse quesito. A única diferença entre os dois atualmente é que En Zhao já havia desistido de chegar ao seu quarto e dormiu ali mesmo, enquanto Mubai Yong ainda se esforçava para alcançar uma aconchegante cama.

“Che-chefe Mubai! Por favor.. se controle! Você está acordando os outros hóspedes!”

Contudo, uma voz jovem chamou a atenção de Yu.

Um jovem rapaz com aproximadamente 22 anos de idade e longos cabelos castanhos, vestindo um uniforme representando os organizadores do evento seguia chefe Mu.

“Quem é você? Por que está junto ao meu tio?” – Interrogou Yu com um olhar afiado, ainda ajudando Mubai Yong a se manter de pé.

“Jovem Mestre! Me desculpe por minha indelicadeza. Me chamo Feng Wu, fui contratado para carregar os pertences de seu tio durante o período de estadia na Cidade do Lago Verdejante.”

Feng Wu materializou um artefato de armazenamento e mostrou o conteúdo, ele realmente carregava os pertences de Mubai Yong. Dentro do artefato de Feng Wu não só havia a armadura prateada casual de Mubai Yong, mas até mesmo diversos objetos que o último compara na noite anterior a feira.

“Ah, entendo. Pode deixar que eu mesmo cuido do tio Mu daqui em diante. Apenas ajude tio Zhao a encontrar seu próprio quarto, por favor.” – Yu respondeu casualmente.

“Entendido, Jovem Mestre.” – Feng Wu cruzou os punhos em respeito.

Em seguida, Yu carregou Chefe Mu para seu respectivo quarto enquanto Feng Wu carregava En Zhao.

Vários hóspedes haviam saído irritados para checar o que estava acontecendo, no entanto graças ao gerente, eles foram acalmados e nenhum problema maior ocorreu. Mas tudo isso só se deve ao fato de que os ‘baderneiros’ eram ninguém menos do que a dupla Mubai Yong e En Zhao, dois velhos extremamente famosos por sempre comparecer ao evento anual da Cidade do Lago Verdejante.

Se não fosse por suas identidades especiais e a insistência do gerente, essa bagunça não teria acabado de maneira tão simples.

Após ajudar Mubai Yong a se deitar, Yu silenciosamente deixou o quarto do mesmo e seguiu para seu próprio, onde estava Yaoiyin.

No entanto, no meio do caminho, Feng Wu o interrompeu.

“Jovem mestre! Eu tenho um recado para lhe passar.”

“Hum? O que seria?” – Yu ficou levemente curioso.

Feng Wu retirou um pequeno pedaço de papel contendo um endereço e nome de uma loja, então o entregou nas mãos de Yu.

“Chefe Mubai disse que não poderia acompanhá-lo nas compras da parte da manhã, então pediu que fosse por conta própria. Ele também deixou esse saco de dinheiro para eu entregar ao Jovem Mestre.”

Feng Wu retirou de seu cinto um pequeno saco pendurado, mas sem que tivesse a oportunidade de entregar a Yu, ele foi interrompido.

“Não há necessidade.” – Respondeu Yu.

“M-Mas jovem mestre.. Eu recebi instruções explícitas de entregar pessoalmente em suas mãos..” – Feng Wu começou a suar frio, ele não esperava que o sobrinho de Mubai Yong fosse lhe dar problemas.

“Acho que você entendeu errado. Eu quis dizer que você pode manter para si esse dinheiro.”

“Ãhn?” – Feng Wu pareceu não entender as palavras de Yu, ficando atordoado.

“Eu disse: pode manter para você mesmo.” – Tornou a dizer Yu balançando a mão casualmente.

“M-Mas jovem mestre! Eu não posso aceitar! Isso é uma fortuna! Além do mais, Chefe Mubai já pagou por meus serviços!” – Feng Wu tentou recusar.

“Entendo, se é assim então considere como um bônus. Depois compre alguma coisa para si, e se meu tio perguntar, diga que foi entregue, eu farei questão de confirmar.” – Yu respondeu inexpressivo.

“Se é assim, então aceito humildemente. Meus sinceros agradecimentos ao Jovem Mestre!”

Feng Wu se curvou tanto que pareceu fazer kowtow de pé. Quando Yu deu as costas para o jovem na casa dos 20 anos, um sorriso escapou pelo canto de sua boca.

Por mais que essa fosse uma ação simples, era o primeiro passo a ser dado para mudar o mundo. Seja bom com aqueles que são bons, e puna os maus. Essa era a nova filosofia de vida que Yu seguia nos últimos tempos.

Como Feng Wu se mostrou um jovem simples sem traços de arrogância, Yu considerou o ajudar com esse pequeno ‘presente’, pois apesar dele já ter estar na casa dos 20, ainda não havia sequer atingido o Rank Prata.

Yu quase entrou em seu quarto quando foi interrompido novamente por Feng Wu.

“Jovem Mestre, quase me esqueci de dizer, Chefe Mu também pediu que levasse En Long junto em seu passeio na parte da manhã.”

Só de ouvir o nome ‘En Long’ Yu já sentiu dores de cabeça, mas o último não respondeu e apenas acenou com a cabeça.

Ao entrar em seus aposentos, Yaoiyin o encarava com um olhar tímido enquanto o sol da manhã iluminava o quarto com um deslumbrante brilho levemente alaranjado, revelando as silhuetas da jovem nua por trás de um lençol.

Yaoiyin ainda cobrindo seu corpo desviava constantemente o olhar.

“Vai ficar olhando até quando..?” – Yaoiyin perguntou com uma voz tímida.

“Ah-Ah, me desculpe, me desculpe!” – Yu se virou e começou a andar em direção a porta.

“Espere! Você não precisa sair.. Só prometa não espiar, okay?” – Disse Yaoiyin com uma voz fraca.

“C-CERTO!”

A única coisa impedindo Yu de enxergar os detalhes do corpo nu de Yaoiyin, era o fino lençol branco que a jovem segurava firmemente.

Ainda de costas Yu escutou cada movimento do corpo da garota se vestindo, então uma sensação levemente incômoda surgiu na parte inferior de seu corpo.

Para se distrair, Yu tentou puxar assunto. Contudo, por ainda estar maravilhado com a bela jovem atrás de si, de sua boca saiu a primeira coisa que veio em mente.

“Porque você estava nua?” – Yu perguntou subitamente.

Yaoiyin parou por um momento com espanto, não esperando receber essa pergunta de Yu.

“Como você estava demorando para voltar.. Decidi me trocar.. Mas aí você chegou.” – Yaoiyin respondeu com uma voz tímida, mas também decepcionada.

Em sua mente ela se perguntava quanto tempo levaria para Yu adquirir maturidade suficiente e tomar uma atitude. É claro que, se demorasse muito, Yaoiyin já estava decidida a tomar as rédeas por ela mesma, dando o primeiro passo.

“Pronto.. Já pode se virar..” – Uma voz doce e meiga soou atrás de Yu.

Yu virou e então sorriu desajeitadamente. Em seguida ele olhou para o relógio e recolheu o livro que havia deixado no chão.

“Bom, vou acordar En Long e os outros. Não podemos perder tempo, vamos aproveitar a feira. Hehe” – Disse Yu apressadamente à medida que se retirava do quarto.

“Tudo bem.” – Respondeu Yaoiyin.

“Nos encontramos na recepção em alguns minutos.” – Concluiu Yu deixando Yaoiyin a sós.

A próxima ação de Yu não foi acordar os outros, mas sim se dirigir a recepção resolver alguns assuntos com o gerente para somente então voltar ao corredor onde os outros estavam hospedados.

Voltando, Yu primeiramente bateu a porta de Ye Qing e o chamou. Sem resposta.

<toc> <toc>

“Irmão Ye! Acorde!” – Chamou Yu.

Silêncio..

Quando Yu estava para bater novamente, ele viu a figura de Yaoiyin saindo e a chamou no mesmo instante.

“Irmã Lin! Ótima hora! Você pode acordar o irmão Ye por mim? Hehe” – Yu sorriu maliciosamente.

Yaoiyin ficou pasma por um breve momento, começando a rir meigamente logo em seguida.

Era a primeira vez que Yaoiyin via Yu agir dessa maneira, tão empolgado e energético.

“Tudo bem, pode deixar comigo.” – Yaoiyin respondeu com um sorriso também malicioso.

“ACORDEI! ACORDEI!”

Contudo, sem que Yaoiyin tivesse a oportunidade de sequer chegar à porta de Ye Qing, o último saiu por ela suando frio. Era como se o nome ‘Yaoiyin’ fosse seu nêmesis, capaz de até mesmo despertá-lo do mais profundo dos sonos.

Yaoiyin e Yu se entreolharam com um leve toque de zombaria, seguindo cada um para uma direção logo após.

Yu continuou a acordar os outros, e Yaoiyin passou por Ye Qing arrastando-o para a recepção. Como não haviam banheiros nos quartos, se alguém quisesse lavar o rosto depois de acordar, primeiro teria de se dirigir à recepção.

“EI! EI! Não precisa me arrastar!” – Ye Qing se opôs.

“Ah, cala essa boca, Ye Qing. Não queira estragar meu humor já de manhã.” – Respondeu Yaoiyin com um sorriso aterrorizante ainda puxando-o pela gola.

Por Kouhei | 17/06/18 às 00:30 | Ação, Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Wuxia, Xianxia, Elementos de Cultivo, Romance, Brasileira