CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 58 - Extravagante

O Príncipe das Trevas (PDT)

Capítulo 58 - Extravagante

Autor: Kouhei Kagami | Revisão: yuukari

Yu e os outros saíram da loja de roupas acompanhados por Xia Zhi, que ficou cabisbaixa.

“Xia Zhi, não há necessidade de se rebaixar ainda mais. A partir do momento que você compreendeu sua ações e já pagou por elas, eu não irei maltratá-la.” – Yu respondeu indiferente.

Xia Zhi estremeceu ao ouvir seu nome, mas no instante seguinte se surpreendeu com as palavras de Yu. Foi como se enfim seu corpo se aquecesse depois de um balde de água fria ser jogado na sua cara.

“M-Muito obrigada, Jovem Mestre!” – Xia Zhi agradeceu profundamente.

Ao lado, En Long travou sua visão nas protuberâncias de Xia Zhi. Dentre todas as mulheres da loja, Xia Zhi estava classificada em 5º lugar aos olhos do garoto.

“Nada mal. Nada mal.” – Murmurou En Long satisfeito.

“En Loooong.. Você não quer que eu te pendure em um cabide novamente, quer?” – Contudo a voz de Yaoiyin interrompeu os pensamentos lascivos de En Long, que imediatamente endureceu todo o corpo, passando a caminhar igual um robô.

“Hehe. Parece que compartilhamos do mesmo destino tortuoso.” – Ye Qing brincou silenciosamente.

Não muito tempo depois que saíram da loja de roupas, o nome de En Long se espalhou por toda a Cidade do Lago Verdejante.

Rumores da fortuna que En Long possuía se espalharam como se fossem levados pelo vento, em pouco tempo quase todos na feira anual já tinham ouvido falar do nome En Long, e sobre como ele havia comprado todo o estoque de uma das lojas mais caras da cidade.

Yu já esperava por esse resultado, não importa o quanto ele se destacasse, ao assumir que o dinheiro não lhe pertencia, naturalmente os boatos se distorceriam apontando para En Long como a origem de tudo.

Quando Li Shui e Yaoiyin ouviram os boatos rolando e diversos olhares continuaram a cair constantemente sobre o grupo, os dois jovens estremeceram. Eles ficaram muito surpresos pois não esperavam que Yu fosse calcular até mesmo esse resultado.

No entanto, se havia uma coisa que Yu não previu foi Xia Zhi ingressando ao grupo.

Xia Zhi os acompanhando pelos próximos dois dias era algo totalmente fora de seus planos, que acabou por ser uma surpresa positiva, deixando Yu extremamente satisfeito.

Em seguida os jovens foram a um restaurante para almoçar.

“O que você está fazendo?” – Yu perguntou a Xia Zhi quando a moça parou a frente do estabelecimento.

“E-Eu vou esperar aqui.” – Respondeu Xia Zhi gaguejando.

“O que você está dizendo? Ande, venha nos acompanhar, você também precisa comer algo.” – Yu pegou Xia Zhi pelos pulsos e arrastou para dentro do restaurante.

Coincidentemente esse era o mesmo restaurante que Ye Qing fora expulso um dia mais cedo.

Ao entrar, o gerente se preparou para expulsá-lo novamente, mas dando uma nova olhada sobre o grupo de jovens extremamente bem vestidos, o gerente notou a presença de En Long que havia ganho uma certa fama recentemente.

O gerente suspirou aliviado por não ser precipitado e decidiu então ignorar a presença de Ye Qing, só bastava não mandar mulheres para atendê-lo ou aqueles próximos a ele, que no fim tudo terminaria bem.

En Long foi o primeiro a sentar-se à mesa, extremamente excitado como se já tivesse esquecido do ocorrido na loja de roupas.

Os olhos de En Long varreram os arredores procurando a garçonete do dia anterior, ao avistá-la ele lambeu os lábios de modo lascivo.

Li Shui que viu toda a cena se distanciou e sentou próximo a Xia Zhi.

Diversos olhares examinaram Yu e companhia, principalmente Xia Zhi, que foi quem mais caiu nos olhos dos outros clientes. Xia Zhi se sentiu extremamente envergonhada pois ela era a menos bem vestida do grupo, timidamente Xia Zhi baixou a cabeça.

“Eu já disse, não se rebaixe.” – Yu apoiou uma mão no ombro de Xia Zhi a fazendo levantar o rosto.

“A menos que você seja culpada, nunca se rebaixe para os outros.” – Yu disse com uma voz suave.

O coração de Xia Zhi estremeceu de felicidade. Ela ficou perdida em seus sentimentos, confusa com o fato de Yu estar a tratando tão bem mesmo depois dela ter sido tão arrogante.

“O-Obrigada..” – Xia Zhi corou e baixou a cabeça novamente, dessa vez para esconder sua expressão.

Alguns momentos depois, um garçom veio atender o grupo.

“Em que posso ajudá-los?” – Perguntou o garçom com um sorriso, ignorando somente Xia Zhi.

“Xia Zhi, você faz os pedidos. Peça o que quiser para você e para mim.” – Yu disse com um tom casual.

Yaoiyin foi a primeira a compreender as intenções de Yu e seguiu seu exemplo.

“Pra mim também.” – Yaoiyin sorriu gentilmente para Xia Zhi.

“Eu também. Faça seu melhor, Xia Zhi.” – Li Shui sorriu para a moça de cabelos ruivos sentada à mesa com eles.

“Eu vou querer iss.. AAAiiii!” – Quando Ye Qing estava para dizer algo, Yaoiyin lhe deu um murro por trás da cabeça, o fazendo interromper a fala imediatamente.

Como En Long escolheu uma mesa redonda com assentos unidos em um semicírculo, todos do grupo ficaram extremamente próximos.

En Long sentou-se em uma das pontas. Xia Zhi sentou na ponta oposta com Li Shui ao seu lado, então em sequência os jovens se posicionaram na seguinte ordem: Li Shui, Ye Qing, Yaoiyin, Yu, Chou Bai e En Long.

Chou Bai encarou Xia Zhi e acenou com a cabeça, a qual entendeu suas intenções.

“Pequeno En também vai deixar por sua conta.” – Yaoiyin falou com um sorriso casual.

“Ãhhnnn? Mas eu quero comer..” – En Long estremeceu e parou instantaneamente ao ver um olhar demoníaco vindo de Yaoiyin.

“..eu quero comer o que a irmãzona escolher!” – Respondeu En Long suando frio.

Yaoiyin sorriu para En Long, então virou-se para Xia Zhi.

O garçom ficou pasmo, todos haviam jogados seus pedidos para Xia Zhi, a única pessoa a qual ele havia ignorado, tudo isso por causa de um único jovem, Yu.

Yu cruzou os punhos acima da mesa, apoiando a cabeça sobre os mesmo. Escondendo seu sorriso sombrio Yu observou o garçom atender involuntariamente Xia Zhi.

“Ernn.. P-Por favor.. Me dê isso.. Isso e isso.. também vou querer isso, e para sobremesa… Humm.. Traga a recomendação da casa, por favor.” – Xia Zhi fez os pedidos gaguejando.

“Então é assim?” – Yu observou a reação de Xia Zhi parecendo notar algo.

Xia Zhi era extremamente arrogante, mas principalmente devido a seu trabalho. Naturalmente por ter agido dessa maneira durante tanto tempo, suas personalidade acabou moldada em pura arrogância. Contudo, se Xia Zhi não fosse uma pessoa de bom coração, ela nunca teria se oferecido para acompanhar Yu e os outros.

Cada vez mais Yu começou a colocar Xia Zhi em seus olhos, ela era realmente uma mulher digna de respeito.

Pelo pouco tempo na loja, Yu notou que grande parte das atendentes eram falsas e esconderam seus verdadeiros pensamentos. Pelo modo que Yi Yuan agiu, esse detalhe ficou claro para Yu. Xia Zhi só acabou por ser um cordeiro em meio aos lobos, que para não ser devorada se deixou influenciar, juntando-se aos mesmos.

“Muito interessante. Apesar de ainda possuir certa arrogância, se Xia Zhi se livrar dessas atitudes desprezíveis, ela será alguém que vale a pena nutrir.” – Analisou Yu.

Logicamente Xia Zhi só não ousava ser arrogante à frente de Yu, depois da humilhação a qual enfrentou ela seria louca se o fizesse.

Yu continuou a observá-la ao longo do almoço, ficando cada vez mais curioso. Quando não estava a agir de modo arrogante, Xia Zhi até que era um pouco meiga.

Talvez fosse por seu trauma ainda estar muito recente, mas desde que fora humilhada por Yu, Xia Zhi não teve forças para se impor contra ninguém. É claro, se ela tivesse um tempo para se recuperar do choque, fácilmente retornaria a atitude vil de antes.

Yaoiyin notou que Yu não parava de observar Xia Zhi e se sentiu levemente deprimida.

Li Shui notou a reação de Yaoiyin e acenou para Chou Bai cutucar Yu.

“Ouch..” – Yu murmurou de repente, então encarando Chou Bai em seguida.

Chou Bai fez um gestos com a cabeça apontando para Yaoiyin. Quando Yu olhou em direção a Yaoiyin, entendeu a situação e sorriu fracamente.

“Obrigado irmão Chou.” – Yu murmurou de modo que somente Chou Bai pudesse escutar.

Nesse momento o garçom retornou trazendo alguns pratos e os deixou na mesa.

Yu passou a comer ainda perdido em pensamentos. Se lembrando da noite anterior, uma possibilidade passou pela sua cabeça.

Será que Yaoiyin gosta de mim?” – Pensou Yu tomando uma colherada de sopa.

Analisando a situação, Yaoiyin não o tratou da mesma maneira que tratava Ye Qing ou En Long, mesmo ele tendo sido ‘pervertido’. Até mesmo Yu, um tapado por completo no quesito relacionamento conseguiu ligar os pontos e perceber isso.

Xia Zhi comeu silenciosamente observando o olhar pensativo de Yu, ela realmente não conseguia ler aquele garoto.

En Long, no entanto, vendo Yu pensativo sorriu dissimuladamente.

“Irmão mais velho Yu, como foi sua noite? Você e a irmã Yaoiyin se divertiram?” – En Long disse como se fosse a coisa mais natural do mundo.

Yaoiyin se lembrou da cena de Yu ficando ‘duro’ e corou instantaneamente, quase se tornando um pimentão. Yu por sua vez, cuspiu toda a sopa que estava tomando, lavando a mesa.

“D-Do que você está falando En Long? N-Não aconteceu na-nada.” – Gaguejou Yu.

“Ehh? Então por que irmã Lin está toda corada? Não me diga que vocês.. vocês fizeram?” – En Long forçou um olhar de surpresa e malícia ao mesmo tempo.

Li Shui e Ye Qing congelaram, eles não faziam ideia disso. Haviam Yu e Yaoiyin, realmente passado a noite juntos?

Contudo, interrompendo o momento de surpresa de todos um prato brotou voando por cima da mesa e acertou em cheio a cara de En Long, que caiu de seu assento estirado no chão.

Todos olharam com certo temor para o lado e viram Yaoiyin cabisbaixa, ainda envergonhada. Seu prato não estava mais lá, como se tivesse sumido magicamente.

“Q-Que me-medo…” – Ye Qing estremeceu.

Chou Bai fez uma cara de tristeza, ele ainda não conseguia aceitar ver alguém desperdiçar comida sem que ele se sentisse deprimido.

Xia Zhi por sua vez, apesar de chocada ainda sorriu meigamente, como se fosse uma bela donzela.

O sorriso de Xia Zhi quebrou o gelo e todos caíram na gargalhada, todos exceto En Long, que permaneceu estirado ao chão sem reação alguma durante um tempo. Obviamente porque uma garçonete estava próxima de passar e o pequeno pervertido queria dar uma leve ‘espiada’.

Por Kouhei | 17/06/18 às 00:40 | Ação, Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Wuxia, Xianxia, Elementos de Cultivo, Romance, Brasileira