CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 77 - Calmaria antes da Tempestade

O Príncipe das Trevas (PDT)

Capítulo 77 - Calmaria antes da Tempestade

Autor: Kouhei

O leilão seguiu com cada item sendo leiloado mais rápido que o esperado. A previsão de duração para o evento deste ano era aproximadamente três horas, contudo, no ritmo atual, se chegasse a duas horas já seria muito.

Yu finalmente passou a dar lances menores após mais da metade dos itens terem sido vendidos. Assim como seu interesse pelos artefatos fora diminuindo, Yu deixou de comprar.

Lei Xang observou a expressão decepcionada de Yu, curioso a respeito. Ao mesmo tempo, Yu pareceu não mais se importar com o leilão à medida que começava a ler um livro.

Sem palavras, Lei Xang fechou os olhos e começou a meditar, depois de atingir o pináculo da Classificação Ancião Marcial, não havia muito mais que pudesse fazer. Em teoria o caminho do Dao Marcial deveria ser sem limites, mas o gargalo que Lei Xang havia tropeçado atualmente era nada menos do que demasiadamente grande.

Já faziam anos que tentara romper esse gargalo, mas sem resultado. Essa parecia uma tarefa impossível, e então pouco a pouco o ciclo da vida começou a preocupá-lo, não haviam mais muitas medicinas restantes que fossem efetivas para retardar sua morte.

Mesmo a medicina que Yu o presenteara anteriormente não era tão eficaz, sua única chance de viver por outros cinquenta anos seria romper o gargalo do 5º Nível do Rank Ancião Marcial.

Com menos de três anos sobrando, Lei Xang já havia desistido dessa ideia. Se não fosse pela Medicina da Grama Yang, no muito restariam apenas alguns meses de vida na melhor das hipóteses.

Originalmente a Medicina da Grama Yang seria capaz de estender a vida do cultivador por aproximadamente quinze ou vinte anos, e mesmo sendo uma medicina extremamente rara, Lei Xang já havia a tomado anteriormente, motivo pelo qual estava familiarizado com a mesma.

Enquanto cultivava Lei Xang analisou em sua mente todas as atitudes anteriores de Yu. Algo o incomodava profundamente a respeito do garoto, uma sensação incômoda a respeito de Yu o deixou levemente inquieto, mesmo que não soubesse dizer o que exatamente.

“Humpf.” – Lei Xang bufou desistindo de continuar a meditar.

Yu o encarou brevemente com um olhar sereno, como de um discípulo prestando respeitos ao mestre, então voltou a ler casualmente o livro em suas mãos.

Xia Zhi sentava-se ao lado de Yu, aliviada por enfim poder descansar. Gotas de suor escorriam por sua testa, resultado de ficar correndo pra lá e pra cá diversas vezes para retirar os artefatos de Yu.

Mesmo que tentasse ser o mais discreta possível, Xia Zhi não conseguia esconder sua presença completamente, por esta razão as coisas saíram do controle a deixando apreensiva.

Tão logo Yu retomou a atenção ao seu livro, Lei Xang o encarou pelo canto dos olhos. Apesar de não demonstrar, no fundo Lei Xang tinha uma certa admiração por Yu. Ainda em silêncio, Lei Xang fechou os olhos como se fosse voltar a meditar, quando na verdade estava a considerar certas assuntos.

“Talvez seja sua ousadia?” – Indagou Lei Xang.

A essa altura o leilão estava próximo de acabar. Kuomintai Jin se acalmou gradualmente ao Yu não demonstrar mais sinais de competição.

Ainda que não tivesse conseguido comprar absolutamente nada, o que era uma profunda vergonha para si, Kuomintai Jin relaxou sobre sua poltrona.

As maioria dos artefatos ofensivos e defensivos já haviam sido vendidos e atualmente estavam sendo leiloados apenas algumas medicinas raras de mais alta qualidade.

Mesmo que fossem consideradas raras e realmente possuíssem a mais alta qualidade, poucas medicinas foram capazes de despertar o interesse de Yu, fazendo com que ele mantivesse uma postura indiferente a medida que permanecia entretido com seu livro.

En Long sentado em umas das primeiras fileiras suspirou. Depois que Yu parou de competir as coisas se acalmaram grandemente.

De certo modo ainda restava uma pequena comoção devido ao feitos de Yu, alguns torciam por ele enquanto outros lamentavam terem perdido a oportunidade de pôr as mãos em muitos artefatos preciosos.

Houve até mesmo aqueles que não se importaram e comemoraram enfim poder comprar alguma coisa.

Depois que várias medicinas foram vendidas, algumas pessoas começaram a se retirar, deixando para trás somente o seleto grupo das grandes influências, apenas a elite de poderosas seitas e clãs permaneceram junto a alguns poucos cultivadores solitários influentes.

Além dos grupos anteriormente citados, também haviam alguns curiosos ansiando pelo desfecho do evento, os quais podiam ser desconsiderados a partir do momento que se tornaram meros espectadores.

Faltando ainda os dois itens de destaque do leilão, aqueles que tinham algo melhor para fazer se retiraram de modo a não perder tempo, afinal esperar por algo que não poderiam competir seria improdutivo.

Quando cerca de ⅔ dos convidados já haviam se retirado, o grupo de Yu que sentava-se ao lado de Mubai Yong e En Zhao puderam enfim, desfrutar do evento.

Essa fora outra razão pela qual Yu não deu tanta importância para essa parte do evento. Não havia necessidade de obter medicinas por si próprio, seus companheiros poderiam fazê-lo para si, além é claro de também se divertindo dando alguns lances.

Cerca de quinze minutos depois, o apresentador preparou-se para anunciar o próximo item, que vinha sendo empurrado acima de um carrinho, coberto por um longo pano branco.

“Humpf. Ainda não é o suficiente.” – Em sua sala particular, Kuomintai Jin bufou friamente encarando a moça que empurrava cuidadosamente o carrinho contendo um precioso artefato.

Os representantes das grandes seitas por outro lado, se remexeram em seus assentos com olhares eufóricos. O segundo momento mais esperado do leilão, havia enfim, chegado.

Com um movimento extravagante, sem fazer introduções demoradas, o apresentador arrancou o pano branco sobre o carrinho revelando um reluzente escudo de cristal.

No momento que a luz tocou a superfície do escudo, um brilho refletiu iluminando completamente o salão. Sua superfície parecia frágil, mas ao mesmo tempo transmitia uma sensação misteriosa.

O escudo de cristal era basicamente quase que completamente transparente, e apesar de sua aparência frágil, ninguém ousou subestimá-lo. Não era por razão nenhuma que tal objeto seria classificado como o segundo item mais importante do leilão.

Com uma mão o apresentador tocou o escudo e inseriu um pequeno fio de energia espiritual que fez com que o escudo brilhasse de maneira cegante. As expressões dos discípulos e representantes das maiores seitas do continente encaravam a cena com absoluto espanto.

Mesmo sem anunciar o artefato, todos imediatamente reconheceram sua preciosidade. Não era pra menos que esse era o item número 2 do leilão.

“Escudo da Alma.. Em troca uma pequena porção de sua energia vital, é capaz de refletir QUALQUER ataque abaixo do 2º Nível do Rank Ancião Marcial. Um tesouro inigualável, que apesar de não poder ser utilizado continuamente, para situações desesperadoras, é excelente como último recurso.”

“O lance inicial é de Vinte e Oito milhões.” – Concluiu o apresentador.

A princípio demorou um tempo para alguém finalmente se manifestar. O apresentador em um primeiro momento ficou apreensivo ao considerar a possibilidade que tal artefato realmente não tivesse cativado a atenção de ninguém, até que..

“Quarenta milhões.” – Uma moça encapuzada, aparentemente discípula de uma grande seita ofertou.

A moça escondia sua aparência por debaixo de um longo manto negro, contudo tal frieza e arrogância contida em suas palavras entregaram imediatamente que deveria ser ninguém menos do que alguém muito importante de alguma grande seita. Ainda assim, por alguma razão desconhecida, a jovem optou por esconder sua identidade, mesmo tendo provavelmente um poderoso suporte por trás.

Kuomintai Jin permaneceu imóvel na sala vip três, por mais que o escudo lhe chamasse atenção, ele tinha outras prioridades. Naturalmente, ele não se contentaria apenas com o número dois e guardaria seu dinheiro para brigar pelo item número um.

Com um vislumbre em seu saco de dinheiro, um sorriso sombrio se formou na face de Kuomintai Jin, revelenado uma aparência extremamente desprezível.

“Eu não comprei absolutamente nada, somente por este momento. Quando a hora chegar, você se arrependerá por gastar tanto dinheiro com coisas fúteis ao não conseguir comprar o mais precioso artefato do leilão. Heh” – Murmurou Kuomintai Jin friamente.

“Quarenta e dois milhões!”

“Quarenta e três!”

Aos poucos os compradores foram ficando mais animados. Por outro lado, os líderes de grandes seitas permaneceram inexpressivos. Tão logo o Escudo da Alma foi anunciado, todos ficaram agitados, mas depois de ouvir a breve explicação de sua utilidade, muitos imediatamente perderam o interesse.

“O que está acontecendo? A sala dois não pretende mais comprar?”

“Ele gastou demais, deve estar sem dinheiro.” – Comentou outro cultivador dando de ombros.

Em sua sala, Yu continuou inexpressivo. Quando descobriu que o segundo item mais importante do leilão seria enfim anunciado, parou por um momento sua leitura para analisar.

Felizmente Yu não se precipitou como no começo do leilão, onde saiu comprando artefatos sem sequer conhecer suas utilidades, ou então estaria encalhado com algo inútil em mãos.

Por não ter muito tempo de vida restante, Yu jamais usuária tal artefato de qualquer maneira, e se chegasse a tal ponto, poderia muito bem depender de seu Selo de Sangue ao invés, que além disso era muito mais confiável e não precisaria pagar por ele.

Quanto aos seus companheiros, Yu jamais lhes daria algo que os prejudicasse, mesmo que fosse uma emergência, Yu abdicaria de sua própria vida, mas não permitiria que seus companheiros jogassem a própria vida fora.

Naturalmente, por ser algo inútil para si, Yu ignorou o Escudo da Alma e voltou a ler seu livro.

Lei Xang ficou surpreso pela indiferença de Yu, mas ao mesmo tempo assentiu com a cabeça. Por mais que fosse um artefato “inestimável”, não vale a pena se sua própria vida for posta em risco em troca do poder.

Mesmo que fosse como um último recurso, Lei Xang jamais usaria tal coisa, abdicar de sua própria energia vital é o mesmo que danificar a fundação de seu cultivo, então mesmo que escapasse com vida, qual seria o sentido se terminasse com um futuro limitado? Não seria melhor simplesmente morrer?

Yu novamente havia subido no conceito de Lei Xang, mesmo que inconscientemente.

“Oitenta e Cinco Milhões!” – Um último lance soou antes do escudo ser enfim vendido.

Quando o Escudo da Alma foi vendido a uma astronômica quantia de oitenta e cinco milhões, Yu novamente pausou sua leitura e franziu as sobrancelhas, confuso com a situação.

Percebendo a reação de Yu, Lei Xang não pode deixar de perguntar.

“Qual o problema, garoto?”

“Ah, não é nada demais Sênior Lei.. Eu só estou confuso com uma coisa..” – Comentou Yu.

Lei Xang permaneceu em silêncio esperando com que Yu continuasse após uma breve pausa.

“Não importa o quanto eu tenha gasto hoje, mesmo que tenha superado as grande influências no quesito riqueza, ainda assim eles não deveriam ser tão pobres.. Esse foi o item número dois e ainda assim recebeu somente oitenta e cinco milhões como lance final..” – Explicou Yu.

Por Kouhei | 29/07/18 às 00:07 | Ação, Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Wuxia, Xianxia, Elementos de Cultivo, Romance, Brasileira