CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 224 - Torneio Dos Melhores (14)

O Último Herdeiro Da Luz (UHL)

Capítulo 224 - Torneio Dos Melhores (14)

Autor: Rafael Batista | Revisão: JFae p

"Iiiiaaaahahahahaha..." Assim que aquela autorização do Cruz soou, diversas risadas sinistras soaram em sua mente; A expressão dele mudou, fazendo-o sorrir como se estivesse tomado pela mais intensa loucura.


"Irmãos... Nós estamos livres!!!!" Um grito comemorativo, que soou como um grito de guerra, ecoou na cabeça do Cruz.


"O que... Está acontecendo?" No solo, Singrid percebeu que a aura do Cruz oscilava loucamente. A cada segundo, a aura dele se expandia e recolhia.


"Não!!!" De repente, enquanto o Cruz era 'dominado' pelos seus 'demônios interiores', uma voz grave e firme soou em sua mente.


"Nate... Seu..." imediatamente ao cair daquele grito, a expressão do Cruz sofreu uma grande alteração. Era como se ele estivesse sendo forçado a acordar de um sono bastante profundo. Também, aquela voz irritante que antes tinha atiçado o Cruz, demonstrou um forte descontamento.


"Todos vocês... Voltem para os buracos de onde saíram!!!" Nate, que era a voz que gritava com as outras, ordenou aos berros, antes de continuar: "Cruz... Mantenha o controle de si mesmo! Se você quer tanto assim ganhar esse torneio, nós lutaremos ao seu lado, mas enquanto eu estiver aqui... Eu não permitirei que você liberte aqueles malditos sanguinários!!!"


Lentamente, sob a influência do Nate, Cruz foi se acalmando, até que ele finalmente retomou o controle de si mesmo...


"Obrigado, Nate!" Um sussurro agradecido saiu da boca do Cruz enquanto ele dava um sorriso contente. Era como se o Nate fosse a coisa mais próxima de um amigo que ele já teve.


"Não precisa me agradecer! Eu só existo porque você existe, então... Vamos deixar essas coisas de lado e vamos lutar!" Nate respondeu.


"Sim!" Cruz concordou enquanto projetava o seu corpo para baixo e começava a descer feito um míssil.


Tudo aquilo aconteceu em um curto lapso de tempo. Dessa forma, Singrid, que estava começando a ficar tensa por causa daquelas grandes oscilações de poder do Cruz, não pôde deixar de ficar inquieta quando percebeu que após a última oscilação de poder, o Cruz ficou estável.


"Qual é o problema daquele cara?" Singrid murmurou enquanto o Cruz descia ao seu encontro.


Enquanto isso, na plataforma dos competidores, Ragnar percebeu a inquietação da Singrid, cruzou os braços e murmurou: "Singrid, acalme-se... Limpe a sua mente..."


Ninguém percebeu, mas enquanto o Ragnar murmurava aquilo, ele liberava algumas sutis ondas elétricas que viajaram uma longa distância e chegaram até a Singrid...


"Singrid, acalme-se... Limpe a sua mente..." No campo de batalha, as ondas elétricas alcançaram a Singrid e transmitiram aquela mensagem.


"Ragnar... Você não precisava me dizer isso!" Imediatamente, Singrid se acalmou e fechou olhos enquanto abria a sua guarda.


*Wooooosshhh...* No ar, Cruz já tinha percorrido uma boa distância e estava a apenas alguns metros da Singrid.


"Cruz... Tem algo errado! Recue!" Assim que percebeu a postura inesperada da Singrid, Nate alertou.


"Commutationem." Imediatamente, Cruz olhou para uma pedra que estava a uns 100 metros de distância e murmurou.


*Woosh.* "Jormungand." *Barrraaaauuuummmm...* Enquanto o Cruz fazia aquilo, Singrid abriu os olhos e os cabelos dela se levantaram enquanto ela murmurava. Logo após isso, um imenso relâmpago azul foi criado a partir de cada poro do seu corpo e disparou na direção do Cruz.


*Dzzzzzzttt...* *Craasshh...* Uma imensa serpente de raios abriu a sua grande boca e engoliu a figura que estava à sua frente. Imediatamente, aquela figura foi pulverizada, antes que até mesmo o pó desaparecesse.


Enquanto aquela serpente continuava subindo, os olhos da Singrid se moveram para a esquerda, e ela falou: "De novo... Usando a mesma técnica..."


*Dzzztt...* De repente, um rastro de relâmpagos surgiu no solo.


"Atrás de você!" Num piscar de olhos, Singrid percorreu toda a distância necessária para chegar ao Cruz e cortou para baixo com a sua espada. Imediatamente, a voz do Nate soou na cabeça do Cruz, que instantaneamente se virou e ergueu a mão direita.


*Claaaaaaaaaang...* A espada desceu, mas não tocou a pele do Cruz, pois um longo bastão de metal já tinha surgido na mão dele e bloqueado a espada.


"À sua esquerda!" De repente, uma voz feminina soou na cabeça do Cruz, alertando-o sobre algo.


*Dzzzttt...* Coberta de relâmpagos azuis, a perna direita da Singrid se dirigia ao Cruz.


"Repulsu Reiectae." *Boooomm...* Imediatamente, outro sussurro saiu da boca do Cruz, antes que tudo o que havia ao seu redor, incluindo a Singrid, fosse lançado para trás.


"Finalmente... Ele está se mostrando!" Enquanto era lançada para trás e usava o seu escudo para se defender de qualquer dano que aquela repulsão poderia causar, Singrid sorriu e murmurou.


"Você é forte!" Após lançar a Singrid para longe e esta pousar suavemente, Cruz se levantou e elogiou. Depois, ele girou o seu bastão e esticou o braço direito, antes de dizer: "Que tal a gente parar de esconder as nossas verdadeiras forças!?"


"Hum... Era exatamente isso o que queria!" *Clang.* Singrid respondeu, antes bater sua espada contra o seu escudo.


"Vamos começar!" Cruz ficou em posição de luta e falou.


"Sim! A sua técnica espacial ou a minha velocidade... Vamos ver qual delas é a mais eficaz!" *Dzzzzztt...* Singrid respondeu, antes de disparar na direção do Cruz.


"Eu tenho muito mais para oferecer!" Cruz comentou, antes de trocar de lugar com uma pedra que estava bem no meio da trajetória da Singrid.


"Aaaahhhh..." *Booooooooommmmm...* Os dois gritaram enquanto golpeavam. O bastão e a espada colidiram, gerando uma aterrorizante onda de choque, que ficou ainda pior, devido aos raios e a força gravitacional que seguiram os golpes.


Finalmente, o nível de poder da Singrid foi revelado! O pico do 9° nível do reino Opressor, esse era o atual nível de poder daquela mulher. Contudo, mesmo que ela ainda estivesse no reino Opressor, a força daquele golpe não perdia em nada para um Atroz de nível um.


Do outro lado, aquele que golpeou com uma força equivalente a dela, continuou liberando uma aura impossível de se medida com precisão.


*Vuuuuuuup...* *Baraaaauuummm...* Singrid foi novamente empurrada para trás devido à força de repulsão, porém ela já tinha descarregado uma forte carga elétrica contra o Cruz.


Dessa vez, Singrid sentiu levemente o golpe do Cruz. Contudo, ela, ainda assim, cuspiu o pouco de sangue que havia em sua boca, antes de gritar num tom irritado: "Você continua se escondendo!"


*Dzzztt...* Do outro lado, Cruz estava de pé, mas os seus músculos estavam vibrando e as suas veias saltavam para fora. A eletricidade entrou no seu corpo, fazendo com que ele espasmasse, mas apesar da dor, ele se manteve firme no mesmo lugar, antes de responder: "Não me entenda mal, mas... Eu não controlo a minha aura! As minhas técnicas me impedem de mostrar o meu verdadeiro nível de força! Porém... Eu afirmo que eu não me segurei no último golpe e que os nossos níveis de poder estão muito próximos!"


O Cruz não precisava dizer aquilo, mas ele disse, porque ele queria dar uma explicação para a sua oponente e garantir que ele não estava se segurando. Ele não queria ferir o orgulho dela.


"Humph. Que seja..." Assim que escutou aquela explicação, Singrid bufou, antes de dizer: "Hoje... Eu descobrirei os seus segredos e qual é o seu limite!"


*Dzzzztt...* Assim que terminou de dizer aquilo, Singrid direcionou uma grande parte do seu poder, para os seus pés, e começou a inundar a floresta com os seus raios.


"Cuidado, Cruz! Ela está tentando te encurralar!" Enquanto o Cruz era cercado pelos relâmpagos da Singrid, que continuavam aumentando e cobrindo uma área ainda maior, Nate alertou.


"Isso não é um ataque! Ela está preparando o campo de batalha, para que ele se torne vantajoso a ela!" Assim que a voz do Nate caiu, outra voz surgiu na cabeça do Cruz e fez uma análise mais precisa do que estava acontecendo.


Enquanto isso, na plataforma, Hildeval estampava com um largo sorriso e comentava: "Ela realmente lutará com tudo..."


"Sim!" Ragnar, que estava ao lado dele, concordou, antes de comentar: "Vamos ver o que aquele cara tem para nos mostrar..."


*Dzzzzztt...* No campo de batalha, os relâmpagos da Singrid cobriram uma grande área, mas não tocaram no Cruz e nem demonstraram nenhuma agressividade. Eles simplesmente ficaram lá... Como se fossem dezenas de estradas de raios.


*Swoosh.* Sem nenhum aviso prévio, Singrid se moveu e simplesmente desapareceu das vistas do Cruz.


Num piscar de olhos, Cruz foi informado sobre uma ameaça que vinha da sua direita, e projetou o seu corpo para o lado...


*Swing.* *Dzzzzt...* Assim que o Cruz se moveu, uma lança, feita do mais puro relâmpago azul, passou ao seu lado, estalando e cortando o ar.


*Crash.* *Crash.* *Crash.* *Crash...* Assim que passou pelo Cruz, a lança seguiu em frente, perfurando tudo o que estava em seu caminho. Sejam árvores ou rochas, a lança atravessava tudo como se fossem feitos de manteiga. Contudo, o mais preocupante era o que acontecia com as coisas atingidas pela lança... Elas ficavam com enormes buracos incandescentes, que queimavam até mesmo as pedras.


"À sua esquerda!" "À sua direita!" "Atrás de você!" De repente, enquanto aquela lança de raios desaparecia no horizonte, Cruz recebeu outros três avisos.


*Swoosh.* *Swoosh.* *Swoosh.* Primeiro, o Cruz fez um giro e inclinou o corpo para trás, desviando da primeira lança, que vinha da esquerda; Depois, ele saltou para o ar e ficou com o corpo na horizontal, entre a segunda lança, que vinha da direita, e a primeira; Depois, ele simplesmente desapareceu, trocando de lugar com a terceira lança, que estava prestes a atingi-lo.


*Craaashh...* Sem conseguir sequer encostar no Cruz, as três lanças seguiram as suas trajetórias, destruindo uma grande quantidade de árvores.


"Ele é hábil..." Enquanto isso, Singrid, que se movia pelos relâmpagos como se fosse a própria eletricidade, viu o seu adversário desviar de uma combinação de ataques que parecia ser indefensável, e não pôde deixar de se surpreender com aquela velocidade de reação e os instintos de luta do Cruz.


*Swing.* *Swing.* *Swing.* *Swing.* *Swing.* *Swoosh.* Dessa vez, cinco lanças disparam na direção do Cruz enquanto a própria Singrid se lançava junto com elas.


"São muitas para desviar!" "Ela, também, está avançando, às cinco horas!" Novamente, as vozes soaram na cabeça do Cruz, que girou na direção da Singrid enquanto esticava o seu braço esquerdo e usava a sua mão direita, que segurava o bastão, para receber a Singrid.


"Nigrum Foraminis." *Woooooossshhhh...* De repente, da mão esquerda do Cruz, uma energia extremamente pesada e negra, surgiu; Essa energia, emanada por ele, se transformou em um grande vórtice escuro, que causaria calafrios em qualquer pessoa que se aproximasse dele.


*Woooossshhh...* *Swing.* *Swing.* *Swing.* *Swing.* *Swing.* Tudo ao redor começou a convergir para o vórtice, que simplesmente engolia tudo que se aproximava. Mesmo as cinco poderosas lanças de raios não escaparam deste destino. Elas foram sugadas para dentro daquele buraco negro, que não deixava escapar nem mesmo o mais fino fio de luz das lanças.


"O que é isso?" *Tap.* Sem entender absolutamente nada do que tinha acontecido, Singrid, que estava a uns 10 metros do Cruz, imediatamente freou o seu avanço e arregalou os olhos.


"Você vai dar trabalho!" *Vuuuppp...* Enquanto a Singrid parava de avançar, Cruz comentou e usou a força daquele buraco negro, para puxá-la em sua direção.


*Claaaaaannnnggg...* Os pés da Singrid saíram do chão e mesmo contra sua vontade, ela foi direto ao encontro do Cruz. Passado o susto inicial, os instintos de sobrevivência da Singrid falaram mais alto e ela encolheu o seu corpo e levou o escudo a frente, se defendendo de um poderoso golpe de bastão.


*Craaaaaaaasssshhhh...* Após uma colisão ensurdecedora, o escudo da Singrid e o solo se racharam enquanto o Cruz continuava aumentando a pressão do ataque.


*Bang.* *Bang.* *Bang.* *Bang.* *Bang.* *Bang...* Finalmente, Singrid sucumbiu no embate de forças e foi lançada para longe. Ela quicou no chão e criou um longo rastro de destruição e poeira enquanto tentava inutilmente parar de bater nas coisas e ficar de pé.


Naquele momento, a Singrid não foi derrotada, mas era como se ela nem estivesse mais na arena, pois cada olho que ali estava, focava-se em apenas uma pessoa... O Cruz.


Um a um, os espectadores se levantaram e tremeram enquanto olhavam para as telas, como se estivessem tendo a confirmação de uma lenda.


Praticamente congelado, Zao Tian, arregalou os olhos e, incrédulo, murmurou: "Isso... Não vai me dizer que..."


"Hahahahaha... É isso mesmo, moleque! Aquele maluco... Tem o poder da escuridão! Hahahahahahahaha!" Em meio a gargalhadas divertidas, Gold confirmou os pensamentos do Zao Tian.


Por Rafael Batista R. Ferreira | 01/06/18 às 11:08 | Ação, Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Romance, Harém, Maduro, Seinen, Adulto, Comédia