CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 164 - Quem sou eu…?

Pursuit of the Truth (POT)

Capítulo 164 - Quem sou eu…?

Tradução: João Pedro | Revisão: Willy

A névoa havia diminuído e as memórias fluíam como um rio. Quando elas mudaram, cenas familiares passaram diante dos olhos de Su Ming.

Essas lembranças se tornariam seus tesouros mais preciosos, porque apareceram diante de seus olhos quando ele foi pego entre uma situação de vida e morte, e brilhavam brilhantemente entre aquele que possuía e o que estava possuído.

Su Ming começou a cair em transe, mas ele continuou olhando para frente. Ele queria saber o que havia nas lembranças que havia perdido ...

Han Kong também estava olhando para as memórias de Su Ming. Como ele devorou a vontade de Su Ming, ele também refinou seu corpo em sua réplica.

Dentro dessas memórias, Su Ming viu as cenas que ele tinha visto antes quando ele veio a este lugar. Eles apareceram mais uma vez à medida que o tempo voltava e ele foi ao momento há quatro anos, quando um raio trovejou e a chuva caiu do céu. A gigantesca fenda que causou a mudança do céu e da terra apareceu. Ele fez o raio parar e a chuva congelar.

'É isso!'

Su Ming tremeu instintivamente. A habilidade de He Feng só durou até essa cena antes que ele não pudesse mais suportar o poder de absorção aterrorizante que vinha dos detritos de pedra no corpo de Su Ming. O esforço teve que ser abandonado então.

No entanto, Han Kong assumiu o controle, e sua Divindade Nascente era mais forte do que o Corpo Espiritual de He Feng por várias vezes. Su Ming esperava que ele pudesse ver algo diferente!

"Huh? O que há dentro da sua Esfera Espiritual? O que é isso!"

A voz de Han Kong de repente o alcançou. Havia surpresa e perplexidade em sua voz, até sinais de alarme e descrença.

"Isto é impossível…"

No momento em que a voz de Han Kong chegou, a névoa em frente à Su Ming se dissipou e a cena mudou abruptamente. Desta vez, ele viu o que estava dentro da fenda que apareceu durante a noite de tempestade, e o tempo fluiu para a frente em vez de para trás na fenda.

A cena mudou e uma escuridão sem fim apareceu diante dos olhos de Su Ming. No entanto, estranhamente, mesmo que tudo à vista estivesse escuro, Su Ming ainda podia sentir um corpo flutuando nessa escuridão.

O corpo estava imóvel, os olhos fechados enquanto ele flutuava por dentro. Su Ming podia sentir uma sensação familiar vindo dessa pessoa. Ele sabia que essa pessoa era ele mesmo.

"Eu finalmente ... vi o que havia lá dentro ... mas eu estava inconsciente naquele momento, é por isso que não tenho lembranças deste lugar ... Isso não é considerado como perdendo minhas memórias!" Su Ming murmurou.

A visão diante dele parecia ter congelado e não mudou por muito tempo. Quando isso aconteceu, Su Ming sentiu como se algo ruim estivesse prestes a ocorrer. Ele ficou extremamente nervoso e teve a sensação de que ele parecia ter entendido alguma coisa.

'Minhas lembranças estão presas aqui há um longo tempo ... Quanto tempo passou neste lugar ...?'

"Maldição! Apenas o que é essa coisa! Mesmo se você me perguntasse, como eu devo possuí-lo com isso por perto ?!"

A voz alarmada de Han Kong ecoou na mente de Su Ming. Naquele momento, a gigantesca divindade nascente de Han Kong estava encolhendo a uma velocidade incrível. Era como se houvesse um buraco negro dentro de seu corpo que estivesse absorvendo rapidamente tudo dentro dele.

Su Ming não tomou conhecimento de nada disso. Ele olhou para a cena por trás da névoa com uma expressão atordoada no rosto. Ele olhou para a escuridão calmo e imóvel e não conseguia entender quanto tempo havia passado naquele lugar.

Ele não sabia quanto tempo se passara. Quando os rugidos furiosos de Han Kong ficaram mais fracos, pela primeira vez desde muito tempo, Su Ming viu uma mudança na escuridão!

Desta vez, a mudança veio de uma voz rouca falando calmamente!

"Por quê?"

No momento em que ouviu a voz, a mente de Su Ming tremia tão fortemente que ele sentiu como se estivesse prestes a desmoronar e ser apagado. O olhar atordoado em seus olhos foi instantaneamente substituído por choque. Ele conhecia bem essa voz. Pertencia a si mesmo!

"Quando eu disse isso ...?" ele murmurou, e então viu uma cena que nunca esqueceria em sua vida!

Naquela cena, ele se viu!

Ele se viu parado na escuridão. Cinco correntes gigantescas atravessaram seus braços, pernas e cabeça, amarrando-o no vazio. Esses cinco grilhões então se expandiram para o nada, e não se sabia para onde elas levavam.

Os olhos dele estavam fechados. Ele poderia estar pendurado e seu corpo poderia estar coberto de sangue, mas não havia indícios de que ele fosse incapaz de suportar essa dor no rosto.

"Esse ... sou eu ..?"

Su Ming nunca havia se sentido tão abalado antes. Ele percebeu que a cicatriz que estava esculpida em seu rosto quando ele estava na Montanha Negra não estava no rosto de Su Ming.

Ele se viu pendurado no nada, e bem diante dele havia uma cabeça enorme. Essa cabeça era do tamanho de centenas de Su Ming somadas. Ele tinha cabelos ruivos e o olhar imponente em seu rosto exalava ferocidade.

Essa cabeça usava brincos feitos de ossos de cobra. Na testa havia uma marca de raio. Havia também um grande número de marcas em seu rosto. Parecia que ele nasceu com elas, e essas marcas exalavam uma presença selvagem e bárbara.

Os olhos da cabeça estavam abertos. Eles podem ter sido monótonos e sem vida, mas mesmo que esses olhos estivessem mortos, Su Ming ainda sentia como se o céu estivesse se despedaçando e a terra se abrindo quando ele viu a cabeça. Havia um poder indescritível nele que desprezava tudo o que vivia.

Todos os que viviam tinham que abaixar a cabeça e adorar com medo trêmulo diante da cabeça.

No entanto, ainda estava morto. Uma chocante espada vermelha estava presa no crânio. Ela penetrou em toda a cabeça e metade da lâmina saiu do outro lado.

Su Ming também viu mais de nove agulhas vermelhas presas na cabeça.

Com um olhar atordoado e vazio no rosto, Su Ming olhou para a cabeça e para o Su Ming pendurado no ar. Ele desviou o olhar para a direção que Su Ming estava olhando e viu uma pessoa sentada no cabo da espada na cabeça.

Essa pessoa usava túnicas largas e seu rosto não podia ser visto com clareza, mas no momento em que Su Ming a viu, sentiu um calafrio percorrer toda a mente, que logo se transformou em ansiedade e medo.

"Este é o seu destino, você não pode nega-lo."

Uma voz fria que parecia viajar de um lugar distante caiu em seus ouvidos. Ele ecoou no vazio como se fosse uma lei, e foi forçado a ele. Essa voz ficou por muito tempo, e todos os que se opusessem à vontade da lei seriam punidos.

"Di ... Di Tian ..."

A voz trêmula e fraca de Han Kong carregava consigo respeito e medo, como ecoou na vontade de Su Ming. Ele havia perdido a maior parte do poder de sua Nascente Divindade para contrabalançar a força de absorção cada vez mais forte. O que restou do poder em sua Divindade Nascente viu o que Su Ming viu.

Quando Han Kong viu a cabeça gigante, ficou com medo; depois, quando viu a pessoa no cabo da espada acima da cabeça e ouvir a voz, esse medo ficou tão forte que era como se estivesse olhando para um demônio em seu pesadelo. Isso o deixou extremamente aterrorizado, mas cheio de respeito ao mesmo tempo.

"Eu recuso."

Su Ming viu o Su Ming amarrado abrir seus olhos. Eles estavam mortais ainda e tão silenciosos que era assustador. No momento em que ele o abriu, Su Ming viu uma linha de sangue aparecer sob seus olhos. Aquela linha de sangue parecia ter surgido do nada e logo se revelou inteiramente. Era o ferimento deixado em seu rosto quando ele estava na Montanha Negra ... a cicatriz que ele não queria perder.

"Você realmente ... me decepciona ... mas você não pode recusar minha vontade."

A pessoa sentada no topo da espada levantou a cabeça. Seu rosto ainda não podia ser visto, mas o olhar impiedoso e distante em seus olhos podia ser.

Quando Su Ming viu seu olhar, um rugido estrondoso correu por sua mente e uma dor aguda como se estivesse sendo dilacerado explodiu, fazendo com que tudo à sua frente se quebrasse abruptamente e se transformasse em incontáveis estilhaços.

"Di Tian, você mentiu para mim! Você mentiu para mim ... eu ..."

Ao mesmo tempo, um grito estridente ecoou no ar. Essa voz pertencia a Han Kong. Seus gritos rapidamente enfraqueceram até que finalmente desapareceram.

Tudo desapareceu. Esse rugido continuou ecoando na mente de Su Ming, como se houvesse centenas e milhares de raios trovejando em sua mente. Isso fez tudo o que viu desaparecer.

O nevoeiro diante dele rapidamente engrossou até parecer que todas essas coisas nunca haviam acontecido antes. Somente aquele olhar distante parecia penetrar no nevoeiro das memórias, pousando no corpo de Su Ming.

"Você realmente ... me decepciona ..."

Um arrepio percorreu Su Ming e ele abriu os olhos. Todo o seu corpo estava encharcado de suor. No momento em que ele abriu os olhos, o sangue escorreu pelo canto dos lábios e ele não pôde deixar de tossir um bocado de sangue.

Até sua máscara caiu para o lado quando ele tossiu sangue, revelando seu rosto pálido e confuso por baixo.

Em seu rosto, a cicatriz embaixo dos olhos deixada para trás desde o tempo na Montanha Negra ficou vermelha.

Sons de respiração rápida vieram de Su Ming. Ele ofegou severamente. Seus olhos estavam vermelhos, e quando ele colocou as duas mãos no chão, seu corpo tremia.

"Isso faz parte das lembranças que eu perdi ..?"

Depois de um longo tempo, Su Ming limpou o sangue do canto da boca e murmurou enquanto olhava ao redor da caverna escura da montanha.

‘Algumas de minhas memórias foram realmente apagadas ... A pessoa que apagou minhas memórias foi esse Di Tian que Han Kong falou?

'Quem é ele? De onde ele veio? O que ... ele é para mim ..?‘O que eu estava recusando nas memórias que perdi ..?

‘Aquela cabeça debaixo daquela pessoa obviamente pertence a um Berserker. Quem é ele ...? Su Ming tremeu. Lembrou-se de Nan Tian falando sobre o segundo Deus dos Berserkers que perdeu a cabeça. ‘É apenas uma cabeça, e só isso me deu a sensação de que eu estava olhando para uma divindade ... Essa cabeça poderia pertencer ao segundo Deus dos Berserkers?

'Di Tian ... Di Tian ... Han Kong estava gritando que Di Tan mentiu para ele antes de morrer. Quem é esse Di Tian ...?'

A perplexidade em seu rosto era como uma inundação que abafava todas as outras emoções.

"Quem ... eu sou ..? Destino ... Su Ming ..?" Su Ming se perguntou em voz baixa.

Ele levantou a cabeça, mas não rugiu ou rosnou, ele simplesmente murmurou com uma voz que só ele podia ouvir.

"Quem sou eu..?"

Ele riu com espanto.

Ele se sentiu perdido.

Ele era como um animal ferido que tinha que sobreviver sozinho, como uma pessoa que havia perdido suas memórias e se recusava a acreditar no que estava vendo, como uma árvore adulta que esquecia quantos anos tinha ...

Como a água em uma palma que seria perdida no momento em que fosse lançada. NT: chineses...

Su Ming ajoelhou-se no chão como se estivesse perdido. Ele originalmente pensou que poderia obter uma resposta, mas essa resposta só o fez afundar em uma confusão mais profunda.

‘Esse é o destino ..? É como uma bola de cabelo. A cabeça não pode ser encontrada e nem o fim.' NT: chinese..!

Su Ming fechou os olhos. Ele não conseguia envolver a cabeça em torno disso. Ele não queria sair, preferindo sentar-se sozinho na escuridão para encontrar a resposta em silêncio.

Sua mente já havia ignorado o fato de Han Kong ter morrido dentro dele. Além de algumas partes de sua Divindade Nascente quebrada que foi absorvida pelos pedaços de pedra em seu corpo, o resto se transformou em pontos brilhantes de luz que circundavam a Esfera Espiritual de Su Ming antes de serem absorvidos lentamente.

Ele também ignorou o osso Berserker revertido do Reino da Alma Berserker, trazido por Han Kong e deixado dentro de seu corpo. Devido à morte de Han Kong, foi lentamente sendo assimilado no corpo de Su Ming. Enquanto derreteu, o sangue de Su Ming também estava circulando e absorvendo-o a uma velocidade chocante ...

Era exatamente como Han Kong havia dito: se ele não morresse, isso se tornaria seu tesouro!

Por João Pedro | 22/10/19 às 15:27 | Ação, Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Tragédia, Xianxia, Chinesa