CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 165 - Prelúdio

Pursuit of the Truth (POT)

Capítulo 165 - Prelúdio

Tradução: João Pedro | Revisão: Willy

Em um piscar de olhos, outro mês se passou.

Desde um mês atrás, os terrenos ocultos sob a Cidade da Montanha Han se tornaram coisa do passado. Já não estava escondido e ninguém podia entrar como quisesse, sem ter que enfrentar mais nenhuma limitação.

O segredo que cercava a Cidade da Montanha Han por anos desapareceu.

Além dos líderes das três tribos e de uma quantidade limitada de membros da tribo, pouquíssimas pessoas sabiam que uma mudança incrível havia acontecido nesse local durante o mês passado. O resto sabia apenas o que eles viram, que durante uma noite, um mês atrás, quando um chocante estrondo ecoou no céu, a figura de uma pessoa saiu correndo dos cânions profundos sob a Cidade da Montanha Han. Atrás daquela pessoa havia um monstro gigantesco rugindo enquanto o perseguia.

Ao mesmo tempo, quando a pessoa voou para fora do canyon, uma pessoa saiu da Tribo Leste Tranquilo e da Tribo Puqiang. Eles o interceptaram e lutaram contra ele.

Essa batalha não durou muito. A pessoa finalmente morreu e foi decapitada.Os que não estavam envolvidos não sabiam quem era essa pessoa, mas os líderes das três tribos sabiam que essa pessoa era o ancestral da Montanha Han ...

A morte do ancestral da Montanha Han permitiu que as três tribos não fossem mais escravas. Eles finalmente obtiveram sua tão esperada liberdade, o que lhes permitiu ficar livres das correntes que os prendiam para sempre à Montanha Han. Eles poderiam finalmente expandir e tornar suas tribos maiores.

A Tribo Lago das Cores obteve todo o legado do ancestral da Montanha Han deixado para trás no navio-espada. O Clã Céu Congelante não exigiu nada deles. O velho de túnica vermelha levou a espada com ele antes de partir com seu povo.

Como a Tribo Lago das Cores entendeu o segredo por trás da Arte de Realocação da camada quadridimensional, eles foram considerados como tendo contribuído muito. A Tribo Lago das Cores decidiu migrar antes do silencioso Leste Tranquilo e Puqiang. Eles desistiram voluntariamente do controle da Cidade da Montanha Han e emitiram um aviso para dispensar todos os seus convidados. Eles usariam um ano para afastar toda a sua tribo.

A Tribo Lago da Cores também deu todas as ervas na terra originalmente escondida sob a Cidade da Montanha Han à Puqiang e Leste Tranquilo. As duas tribos não tiraram muitas ervas, mas deixaram para trás a maioria delas para aliviar a tensão entre elas. Afinal, as três tribos trabalharam juntas no desenvolvimento da cidade por centenas de anos e alguma forma de aliança foi feita entre elas. Se fosse destruído por causa disso, não valeria a pena.

Quando as pessoas na Cidade da Montanha Han descobriram sobre isso e exploraram os terrenos anteriormente escondidos com sua curiosidade para com o desconhecido, alguns deles conseguiram encontrar algumas ervas e obtiveram tesouros, mas a maioria voltou de mãos vazias.

No entanto, como os estrangeiros podiam chegar ao lugar que antes estava envolto em mistério e ver com seus próprios olhos o lugar que unira as três tribos ali, sua curiosidade com o mistério do lugar era satisfeita.

Durante este mês, o lugar antes misterioso recebeu uma grande quantidade de pessoas, mais do que nunca. A maioria dos Berserkers da Cidade da Montanha Han foi para lá, fazendo com que o local perdesse lentamente seu mistério.

Após o ato da Tribo Lago das Cores se livrar de todos os seus convidados, a Tribo Puqiang fez a mesma coisa, já que eles não possuíam mais nenhum desejo pelos terrenos escondidos. Eles também dispensaram seus convidados porque não precisavam mais de sua ajuda.

A Tribo Leste Tranquilo fez a mesma coisa. As três tribos fecharam suas portas para forasteiros, o que causou certas mudanças em alguns estados da Cidade da Montanha Han.

No entanto, essas mudanças foram minúsculas em comparação com o evento de grande importância do Clã Céu Congelante vindo a Cidade da Montanha Han para receber discípulos, um evento que ocorria apenas uma vez a cada dois anos.Toda a Cidade da Montanha Han ficou animada mais uma vez. Na maioria das vezes, a única coisa falada pelos estrangeiros era o Clã Céu Congelante vindo à cidade para receber discípulos.

Era um desejo de quase todos os Berserkers na Terra do Sul da Manhã se Juntar ao Clã Céu Congelante ou ao Clã Mar Ocidental. Também ficou claro que aqueles que vieram para a Cidade da Montanha Han escolheram o Clã Céu Congelante como alvo.

O Clã Céu Congelante era incrivelmente rigoroso quando se tratava de receber discípulos. Eles tinham um sistema único para aqueles que queriam participar.

Tomemos, por exemplo, Cidade da Montanha Han. Se aqueles que não pertencem às três tribos quisessem se unir, precisariam desafiar as Correntes da Montanha Han para mostrar seu valor.

No entanto, isso foi apenas para mostrar o seu valor. Ainda não havia certeza se eles seriam levados.

Ao mesmo tempo, durante este mês, um nome começou a circular entre um pequeno grupo de pessoas até que acabou se transformando em uma discussão de toda a Cidade da Montanha Han. Esse nome foi pronunciado pelos lábios de Nan Tian, foi reconhecido silenciosamente por Xuan Lun, foi pesquisado por Han Fei Zi, da Tribo Lago das Cores e, gradualmente, ninguém na Cidade da Montanha Han não sabia desse nome.

Esse nome era Mo Su!

Devido às inúmeras discussões sobre esse nome, as pessoas da Cidade da Montanha Han gradualmente se familiarizaram com ele, e a partir dessa familiaridade elas sentiram a força e o mistério dessa pessoa.

Ele era um novo convidado da Tribo Leste Tranquilo, e seu nível de cultivo não podia ser estimado. Yan Guang, da Tribo Lago das Cores, morrera em suas mãos, mas a Tribo Lago das Cores não o responsabilizava por isso.

A Tribo Leste Tranquilo demitiu todos os convidados, exceto um, e essa pessoa era o misterioso Mo Su!

Corria o boato de que essa pessoa já havia acordado. Há um mês, quando ele estava nos terrenos ocultos da Montanha Han, ele estava em pé de igualdade com Nan Tian e conseguiu atordoar Xuan Lun. Ele também lutou contra Han Fei Zi.

Essa batalha não havia terminado com a morte de nenhum participante, mas, uma vez que Han Fei Zi retornou à Tribo Lago das Cores, ela começou a procurar essa pessoa com frequência, o que fez com que todos os que assistiam percebessem o que havia acontecido.

Cada aparição de um poderoso Berserker no Reino do Despertar causaria tumulto na Cidade da Montanha Han. Além das três tribos, havia originalmente apenas cinco pessoas que haviam despertado. Além de Xuan Lun e Nan Tian, havia também Ke Jiu Si da Tribo Lago das Cores.

As outras duas pessoas não se juntaram a nenhuma tribo. Seu objetivo em ir para a Cidade da Montanha Han era claro - eles queriam se juntar ao Clã Céu Congelante.

Essas cinco pessoas eram como o sol brilhante ao meio-dia. Se qualquer um deles se juntasse a qualquer tribo, todos se tornariam convidados principais.

No entanto, o sexto Berserker Desperto apareceu, causando o crescimento das discussões em torno dele. A causa disso estava em grande parte relacionada a essa pessoa que ainda se recusava a aparecer.

Parecia que o mistério em torno de Mo Su aumentou porque essa pessoa ainda não havia aparecido. As pessoas só sabiam que ele usava uma túnica preta e que a característica mais óbvia era a máscara preta que ele usava.

Ninguém sabia como era o rosto dele por baixo da máscara.

Nan Tian havia dito uma vez casualmente uma frase.

"Mo Su é alguém com quem não posso comparar, nem Xuan Lun, nem nenhum dos Berserkers Despertos na Cidade da Montanha Han!"

O significado por trás das palavras em si era surpreendente, mas quando ele disse isso e Xuan Lun concordou com isso silenciosamente, junto com Ke Jiu Si, que assentiu, causou um tumulto na Cidade da Montanha Han.

Este misterioso sexto Berserker Desperto na Montanha Han foi o tópico mais discutido, além do evento do Clã Céu Congelante vir receber discípulos.

Talvez essa discussão obviamente instigada tenha feito com que todos os que estavam na Cidade da Montanha Han prestassem atenção a todos ao lado deles. Todos procuravam subconscientemente aquele misterioso Mo Su.

Han Fei Zi estava sentada quieta em uma câmara na montanha pertencente à Tribo Lago das Cores. Sentado diante dela estava um homem de meia idade com um comportamento agradável. Este homem usava uma túnica verde. Ele olhou para Han Fei Zi e riu levemente antes de falar.

"Eu já fiz o que você queria e empurrei essa pessoa até os dentes da tempestade, mesmo que eu não saiba por que você quer fazer isso."

"Obrigado, sênior Jiu Si", Han Fei Zi disse calmamente.

"Está tudo bem, só estou curioso. Quão boa é essa pessoa? Você não está apenas procurando por ela, mas até a Tribo Leste Tranquilo está trabalhando com você para causar uma tempestade, tudo com o objetivo de encontrá-la também.

"É bom que a Tribo Puqiang tenha fechado sua tribo depois que eles dispensaram os convidados e não têm mais nenhuma conexão com o mundo exterior; caso contrário, se eles se unissem, eu ficaria ainda mais surpreso com isso. Mo Su."

O homem de meia idade sorriu fracamente.

Han Fei Zi ficou em silêncio e não falou. Depois de um longo tempo, o homem de meia idade soltou uma risada que ele não pôde reprimir antes de se levantar e sair.

Um breve momento se passou depois que ele saiu, e um brilho estranho apareceu nos olhos de Han Fei Zi enquanto ela murmurava: "Mo Su, eu não acredito que você morreu. Você ainda me deve uma promessa!"

A Tribo Leste Tranquilo também estava procurando por Su Ming. Sob a persistência do líder da Tribo Leste Tranquilo e de sua irmã mais nova, Han Cang Zi, toda a Tribo Leste Tranquilo foi acionada e começou a procurar em larga escala, o que incluía a busca na área em que Su Ming havia desaparecido. jardins escondidos da montanha Han.

No entanto, ninguém conseguiu encontrá-lo quando outro mês se passou e, assim, Mo Su tornou-se cada vez mais misterioso.

Nos cânions profundos, centenas de milhares de pés abaixo da Cidade da Montanha Han, as silhuetas de pessoas costumavam ser vistas correndo entre os vales sob o solo.

Durante os últimos dois meses, havia muitas pessoas que procuravam, mas ninguém sabia que havia uma estranha caverna nas montanhas dentro de um determinado vale.Ninguém seria capaz de perceber esta caverna.

Nesse momento, um murmúrio podia ser ouvido ecoando dentro desta caverna.

"Quem sou eu..?"

Su Ming estava sentado dentro da caverna com os olhos abertos. Seus olhos estavam cheios de vermelho e seu olhar estava confuso e vazio. Ele havia esquecido o tempo e esquecido onde estava. Tudo o que ele conseguia pensar era na pergunta que não tinha resposta.

A caverna da montanha não estava escura. Durante esses dois meses, a luz vermelha encheu gradualmente a caverna. A luz vermelha veio do corpo de Su Ming. Muitas veias de sangue cobriam seu corpo densamente e soltaram uma luz trêmula à medida que continuavam aumentando.

O osso Berserker dentro dele derreteu e foi absorvido pelo seu Qi enquanto circulava em seu corpo, fazendo com que as veias de sangue de Su Ming aumentassem para 926!

Suas veias ainda estavam aumentando, mas Su Ming não notou nada disso. Toda a sua mente estava submersa em um único pensamento. Esta foi a primeira vez em suas memórias em que ele ponderou sobre seu destino e ... quem ele era com um estado de espírito tão estranho.

Durante esses dois meses, ele viveu em um estado confuso, como se estivesse perdido. Enquanto ele continuava pensando nessa condição, sua presença mudou. Essa mudança foi fraca e difícil de descobrir, mas estava lá. Era exatamente como ele havia mudado quando trilhou o caminho vermelho e chegou a um entendimento.

As pessoas raramente se afundam em uma linha de pensamento em que pensam sobre sua própria identidade. Eles, naturalmente, pronunciavam palavras como "Eu sou quem sou", mas essas palavras foram ditas sem pensamento prévio; era simplesmente uma afirmação falsa de que a própria pessoa não podia verificar se era verdadeira porque não sabia a resposta. 

"Se eu sou quem eu sou, então quem ... eu sou ..?" Su Ming murmurou.

Ele não conseguia envolver a cabeça em torno disso. Ele queria saber a resposta.

A resposta parecia vaga e distante. Talvez ninguém pudesse explicar isso para ele.

Naquele momento, era como se ele estivesse no meio de uma multidão de pessoas com os olhos fechados, e só ele conseguiu forçar a abrir os olhos, uma fenda que se fechava a qualquer momento, no segundo em que ele não podia mais suportar mais.

Era como se ele estivesse lutando para subir um abismo e, diante do perigo de recuar a qualquer momento, lutou muito para erguer a cabeça e olhar o mundo fora do canyon.

Ele não sabia o que viu. Ele só conseguiu lutar para tentar vê-lo mais claramente.

Em seu estado confuso, lembrou-se de uma frase deixada para trás por alguém na pele de animal que o ancião lhe dera. Era também a frase que ele não conseguia entender mais.

"Você não pode ver o mundo ... que eu vejo ..."


Por João Pedro | 28/10/19 às 18:45 | Ação, Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Tragédia, Xianxia, Chinesa