CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 268 - Tribo Lagarto Xamã!

Pursuit of the Truth (POT)

Capítulo 268 - Tribo Lagarto Xamã!

Tradução: João Pedro | Revisão: Evlin Huth

O velho Xamã sabia que um prodígio como o jovem à sua frente não teria pisado na terra dos Xamãs tão facilmente. Uma vez que uma pessoa como essa morresse, seria um grande golpe para a Tribo Berserker.

"Certa vez, ouvi um Seguidor Xamã  do Grande Patriarca do Sul dizer que existem alguns prodígios realmente excelentes na Tribo Berserker. Eles são treinados com todos os recursos disponíveis fornecidos e são conhecidos como as pessoas com maior probabilidade de se tornarem o quarto Deus dos Berserkers!"

“Ouvi dizer que Bai Chang Zai era um desses prodígios, mas devido a um acidente ele foi excluído. Uma pessoa como ele, que foi excluída, já contém tal poder assustador e proeza de batalha." 

"Então, os prodígios que estão na lista de pessoas treinadas para ser o Deus dos Berserkers devem ser muito mais fortes. Este jovem definitivamente deve ser um deles!”

O velho Xamã estava absolutamente certo de seu julgamento. Ele tinha visto alguns Berserkers antes, e nenhum deles tinha tantas habilidades divinas quanto Su Ming, muito menos a proteção do Clone Divino de Bai Chang Zai.

Se alguém dissesse ao velho Xamã que um prodígio como esse não estava na lista de pessoas treinadas para se tornar o Deus dos Berserkers, ele definitivamente não acreditaria!

"Se eu puder transformá-lo em minha Marionete Xamã para a Tribo Lagarto Xamã e oferecê-lo ao Grande Patriarca do Sul, minha posição no Templo do Deus dos Xamãs certamente aumentará exponencialmente!"

Enquanto esses pensamentos corriam na cabeça do velho Xamã, ele continuou recuando. Seus olhos brilhavam intensamente quando ele os fixou no homem de armadura branca caminhando no ar em sua direção.

Uma expressão séria que nunca apareceu no rosto do velho formou-se ali. Bai Chang Zai era tão famoso que se podia dizer que seu nome era conhecido em toda a região. Os rumores que o cercavam circularam por muitos anos nas muitas tribos Xamãs perto da Barreira da Névoa do Céu.

Su Ming imediatamente sentou-se no ar e pegou muitos comprimidos medicinais, colocando-os rapidamente na boca. Ele observou o velho Xamã com um olhar indiferente, e a luz em seus olhos cintilou.

Ele estava pensando se deveria usar esta chance para escapar imediatamente e ganhar tempo para evitar a perseguição subsequente do velho, ou ficar para trás e ver se ele teria a chance de desferir um golpe pesado no velho Xamã antes do Clone Divino de tio mestre Bai desaparecer.

“Se tio mestre Bai estivesse aqui pessoalmente, então aquele velho Xamã definitivamente morreria, mas é apenas seu Clone Divino... Tio mestre Bai me disse naquele dia que eu poderia usá-lo para me proteger quando ele me deu a escama.”

“Pelo que parece, quando ele disse que poderia me oferecer proteção, ele quis dizer que seu Clone Divino poderia conter inimigos poderosos enquanto me dava tempo suficiente para escapar...”

A luz nos olhos de Su Ming cintilou e um brilho arrepiante apareceu ali.

“Eu... provavelmente não serei capaz de cumprir minha promessa com o Mestre... Ainda falta um dia. Com meus ferimentos atuais e com esta pessoa me perseguindo, será difícil para eu voltar vivo para o lado do meu Mestre.

“Se for esse o caso...”

Su Ming ergueu a cabeça rapidamente e determinação junto com resolução firme apareceu em seu rosto. Ele virou a cabeça para trás para olhar para o céu à distância. Era o lugar de onde ele veio. Era onde a barreira da névoa do céu estava localizada, e nessa direção, seu Mestre estava esperando por ele.

Su Ming nunca esperou que as experiências que obteve com o aparecimento de seu Mestre vestido de púrpura terminassem em separação. As coisas aconteceram rápido demais, tão rápido que ele não teve tempo de se preparar para nada.

A fusão de He Feng com as Asas da Lua ainda estava em andamento dentro de sua morada na caverna no nono cume. Se Su Ming não voltasse por um período prolongado de tempo, então não haveria ninguém que pudesse acalmar a agitação de He Feng, e o desastre definitivamente ocorreria.

Também havia Zi Che, que ainda guardava sua residência na caverna e esperava por suas ordens.

Em seguida, havia seu segundo irmão mais velho, que levantava a cabeça para olhar para o céu para que a luz do sol incidisse em seu perfil lateral enquanto ele sorria, e havia seu terceiro irmão mais velho, que sorria tolamente enquanto se gabava de quão inteligente ele pensava ser.

Havia também seu irmão sênior, que mostrou seu amor por ele em silêncio e deu-lhe um tesouro para se proteger.

Lá estava seu Mestre também... Talvez ele nunca os visse novamente. Talvez levasse uma quantidade desconhecida de anos e meses antes que ele pudesse se reunir com ele...

Havia também Bai Su, a garota que se parecia incrivelmente com Bai Ling. Su Ming nem mesmo precisava que ela ficasse na frente de seu rosto, e sinais de que seu coração estava mudando apareceram dentro dele. Ele poderia escolher destruí-la, lutar contra alguém ou escolher esquecê-la.

Todas essas coisas fizeram Su Ming ficar em silêncio. Bem diante de seus olhos, ele viu o garoto que o encarava atordoado enquanto ele permanecia ali aturdido e em pânico com um arco bruto em suas mãos depois que Su Ming matou o Alma Dividida de manto branco.

“Um momento de fraqueza, um erro e o preço que tenho que pagar... é tão grande.”

Su Ming fechou os olhos. Quando ele os abriu novamente, ele viu que o Clone Divino do tio mestre Bai já havia se aproximado do velho Xamã e agora estava longe dele.

Filetes de fumaça branca saíram da armadura branca que cobria seu corpo. Ele flutuou para o céu e, uma vez que a fumaça se dissipasse completamente, aquela pessoa também desapareceria.

Su Ming sabia disso, e o velho Xamã também sabia. Ele estava recuando para ganhar tempo, mas mesmo sendo rápido, o forte golpe no peito que quase causou sua morte não só fez sua velocidade enquanto ele recuava lenta, mas também permitiu que o Clone Divino do tio mestre Bai se aproximasse dele como um raio.

A distância entre os dois não aumentou devido ao recuo do velho Xamã. Em vez disso, eles apenas se tornaram mais próximos um do outro. No momento em que Su Ming abriu os olhos, já havia menos de 30 metros entre Bai Chang Zai e o velho Xamã.

Com um olhar indiferente brilhando através da armadura, o Clone Divino do tio mestre Bai ergueu uma palma e empurrou-a no espaço de cerca de 30 metros que os separava.

No instante em que ele atacou, as pupilas do velho Xamã encolheram mais uma vez. Uma forte sensação de perigo cresceu abruptamente dentro dele. Naquele instante, ele parou de repente, ergueu os braços e os empurrou em direção ao Clone Divino de Bai Chang Zai com um rugido.

Muitas escamas rapidamente se espalharam por seu corpo e o cobriram inteiramente em um instante. Isso fazia parecer como se tivesse acabado de passar por uma Transformação de Besta. As escamas estavam completamente pretas e uma presença medonha e maliciosa explodiu dele.

Suas mãos haviam se transformado em garras, e quando ele estava prestes a colidir com o ataque do Clone Divino de Bai Chang Zai através do ar, um brilho apareceu nos olhos de Su Ming, e ele ergueu a mão direita para apontar para a Pilhagem Espiritual que ainda estava flutuando!

Com aquele dedo apontado para ela, aquela luz estranha e fraca da Pilhagem Espiritual irrompeu mais uma vez, embora houvesse rachaduras na pílula medicinal. Um olho que parecia ter duas pupilas também apareceu dentro da pílula. Isso poderia fazer aqueles que olhavam para ele ficarem deslumbrados, e agora ele se virava para olhar para o velho Xamã.

Quando a luz fraca apareceu, o poder da pílula que sugava mentes humanas se espalhou, e quando o olho com duas pupilas que haviam absorvido parte da mente do velho Xamã olhou para ele, as mãos do velho Xamã congelaram por um instante seu movimento.

Essa pausa não foi voluntária. Mesmo que fosse uma pausa que durasse apenas um instante, mesmo que fosse uma pausa que Su Ming seria incapaz de usar para ter a chance de lançar um contra-ataque, mas...

Bai Chang Zai poderia!

Um estrondo alto espalhou-se abruptamente e, à medida que camadas de ondulações se espalharam, o vento fluiu para trás. Muitas árvores e arbustos no chão foram destruídos. Até o chão se partiu.

O Clone Divino de Bai Chang Zai deu um passo para trás e a velocidade da fumaça branca se dissipando de seu corpo ficou mais rápida. No entanto, comparado a ele, o velho Xamã só poderia ser descrito como um morto.

Seus braços foram rasgados em tiras ensanguentadas e muitas escamas desmoronaram e caíram. Parecia como se uma camada de pele tivesse sido arrancada de seus braços, revelando sua carne, sangue e veias por baixo. Seu peito, que estava curado, afundou mais uma vez. Muito sangue saiu de sua boca. Ele caiu para trás e cambaleou algumas centenas de metros para trás antes de finalmente parar. Quando ele ergueu a cabeça, o sangue podia ser visto fluindo de sua boca. Ele parecia patético, mas seus olhos estavam cheios de uma raiva que poderia queimar os céus.

Um rugido em direção ao céu saiu de seus lábios. A velha camisa do Xamã foi imediatamente rasgada em pedaços; apenas alguns pedaços foram deixados nele. Seu corpo magro parecia ter muito poder armazenado. A expressão furiosa e rugido cruel foram o suficiente para fazer todos aqueles que olhavam para ele se sentirem apavorados.

– Seu pequeno bastardo Berserker, uma vez que o Clone Divino de Bai Chang Zai desaparecer, observe como vou transformá-lo em uma Marionete Xamã!

Ficou claro que a raiva do velho Xamã havia atingido o auge. Se não fosse devido à emboscada repentina de Su Ming, ele definitivamente não teria sido tão gravemente ferido por esta luta.

Seu ódio por Su Ming já havia atingido um nível monstruoso, porque esta não era a primeira vez que isso acontecia, mas a segunda!

Enquanto o velho rugia e se enfurecia, o Clone Divino de Bai Chang Zai moveu-se em sua direção rapidamente mais uma vez com uma expressão indiferente. Em um instante ele se aproximou do velho Xamã. Su Ming assistia a tudo o que acontecia à distância no céu com um olhar calmo. Nem um sinal de emoção dentro dele.

Ele ainda tinha um último ataque que não havia usado - o poder de sua Marca Berserker!

O poder de sua Marca Berserker pode não ser poderoso para o velho Xamã, mas Su Ming acreditava que se ele aguentasse o bastante, mesmo que sua Marca Berserker tivesse o poder semelhante a esbofetear aquele velho com grama, talvez ele ainda pudesse transformá-la na última parte necessária para derrotá-lo.

Quando Bai Chang Zai se aproximou mais uma vez, o velho Xamã se viu incapaz de recuar mais. Ele não apenas teve que lutar contra o Clone Divino, ele também teve que prestar atenção aos ataques de Su Ming. Isso o fez soltar um rosnado baixo com uma expressão feroz enquanto se ajoelhava no chão.

No momento em que ele se ajoelhou, ele bateu as mãos ensanguentadas no chão e ergueu a cabeça. Seus olhos estavam cheios de intenções sinistras. Ele não se ajoelhou em ambos os joelhos, mas optou por se ajoelhar em um só. Sua perna esquerda estava esticada para trás de uma forma bizarra que o fazia parecer que estava tentando posicionar seu corpo para parecer uma fera.

Quase no instante em que ele se posicionou dessa maneira, o mar infinito de floresta na vasta terra tornou-se mortalmente silencioso. As folhas não se moveram, o vento parou, até mesmo os pássaros e feras dentro da floresta ficaram quietos naquele momento.

Uma presença medonha e maliciosa que excedia em muito a do velho surgiu de todas as direções, e junto com ela havia sons ofegantes misturados com ruídos de mastigação.

Su Ming ficou chocado. Ele voltou sua atenção para o chão rapidamente e sua expressão imediatamente ficou séria. Depois de espalhar seu sentido divino pela área, ele respirou fundo. A presença horrível e maliciosa vinha de cada folha das árvores, cada centímetro de lama, cada pássaro e animal, cada carcaça apodrecida e osso de animal enterrado sob a lama, e de cada canto da floresta.

Naquele instante, foi como se toda a floresta tivesse se tornado uma com o velho Xamã!

– Totem da Tribo Lagarto Xamã, besta sagrada da Tribo Lagarto Xamã. Ó Grande Deus Lagarto, eu sou seu servo e peço a você... que venha sobre sua terra e solte seu fogo furioso sobre os inimigos que o ofenderam. Que eles queimam nas profundezas do inferno... 


Por Evlin Huth | 16/12/20 às 17:55 | Ação, Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Xianxia, Chinesa, Tragédia