CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 277 - Causa

Pursuit of the Truth (POT)

Capítulo 277 - Causa

Tradução: João Pedro | Revisão: Evlin Huth

O primeiro contato verdadeiro entre Bai Su e Su Ming terminou quando o céu escureceu e a lua apareceu. Bai Su achou que tinha vencido naquele dia. Ela pensou que tinha feito o melhor e com sucesso fez Su Ming notá-la, plantando uma marca tênue em seu coração.

Se ela não tivesse ganhado, então por que ele pareceria pasmo quando ela o encontrou inicialmente? Se ela não tivesse ganhado, então por que ele usaria aquele vento suave quando eles se separaram?

Bai Su pensou que ela havia vencido completamente. Seu ato quando ela partiu desdobrou toda a irracionalidade e ousadia dentro dela.

Quando ela pensou sobre isso, Bai Su ainda podia sentir seu coração batendo forte contra o peito. Ela se sentou dentro de sua caverna no sétimo cume e olhou para o espelho de bronze à sua frente. Ela olhou para o próprio reflexo no espelho. Gradualmente, um olhar orgulhoso apareceu em seu rosto.

– Su Ming, você não esperava que eu fizesse isso, heh heh.

Quando Bai Su pensou no que tinha acontecido, além de seu coração começar a disparar em seu peito, uma pitada de medo persistente também cresceu dentro dela.

Ela não tinha ideia do que tinha acontecido com ela para fazer algo tão louco. Foi como se naquele momento ela não fosse mais ela mesma, mas tivesse se transformado inteiramente em outra pessoa.

Ela olhou no espelho de bronze e aquela pessoa no espelho se tornou estranha e desconhecida para ela. Essa pessoa tinha o cabelo amarrado por um cordão vermelho. Suas tranças caíam em seus ombros, e havia cristais presos em sua testa. Essa aparência era uma que Bai Su nunca teve antes daquele dia.

Ela olhou para si mesma e simplesmente continuou olhando...

– Essa aparência não é tão ruim...

Bai Su sorriu com os lábios franzidos e lentamente fechou os olhos antes de mergulhar em sua meditação. Naquele dia, ela não procurou por Si Ma Xin. Na verdade, o nome de Si Ma Xin nem mesmo passou por sua mente, o que nunca havia acontecido antes.

Com uma alegria que ela nem percebeu que estava sentindo e um sorriso presunçoso nos lábios, ela esperou ansiosamente pelo dia seguinte.

Durante aquela noite, houve silêncio no nono cume. Zi Che permaneceu respeitosamente fora da caverna de Su Ming. Diante dele havia uma dúzia de pedras de gelo do tamanho de punhos.

O ar gelado escoou das rochas de gelo e, quando o vento passou, o ar gelado soprou no rosto de Su Ming, fazendo seus olhos piscarem.

– Esta pedra não derrete mesmo quando queimada, mas não é resistente. Você pode usar ar frio e moldar a pedra em todos os tipos de formas. Mestre, eu não tive muito tempo, é por isso que só consegui encontrar esse número de pedras... mas não se preocupe, vou continuar procurando. Dê-me um mês e poderei juntar muito mais. – Disse Zi Che respeitosamente. Quando viu Su Ming assentindo, ele recuou algumas centenas de metros antes de se sentar e esperar por novas ordens.

Su Ming olhou para a dúzia de pedras de gelo e pegou uma. Imediatamente, ele sentiu a pedra pesando em sua mão. Era apenas do tamanho de um punho, mas parecia que ele estava segurando uma montanha da altura de um humano.

– É uma pedra tão estranha, mas tem uma fraqueza fatal.

Su Ming cerrou a mão direita. Rachaduras apareceram imediatamente na rocha de gelo e, com um estrondo, ela se estilhaçou em vários pedaços, cada pedaço ainda pesando muito mais do que seu tamanho real.

Assim que Su Ming pegou os pedaços quebrados, ele tirou um item de sua bolsa de armazenamento com a mão esquerda. Assim que esse item apareceu, as pupilas de Zi Che encolheram instantaneamente.

Era uma pérola esférica - A Pilhagem Espiritual!

Depois que a pérola apareceu, ela absorveu toda a luz ao redor e a área ficou escura, fazendo parecer que havia um vazio flutuando diante de Su Ming.

Se uma pessoa pudesse ver através da luz fraca do lado de fora da pílula e dentro da própria pílula, poderia ver claramente que havia fios de fumaça dentro que se moviam lentamente. No centro dos fios havia uma flor de gelo. Havia um olho fascinante flutuando acima da flor de gelo, e aquele olho tinha duas pupilas!

Su Ming não tinha acesso a nenhum ar gélido que permitisse que ele mudasse as rochas de gelo para a forma que desejava, mesmo que a maioria das pessoas do Clã Céu Congelado treinasse usando o frio.

No entanto, Su Ming tinha a Pilhagem Espiritual. Um ínfimo fio da Marca berserker de Si Ma Xin estava na pílula. Quando Su Ming apontou para a Pilhagem Espiritual com a mão esquerda, a luz fraca da pílula desapareceu instantaneamente e foi substituída pelo gelo aparentemente selado que fluía sobre as nuvens de fumaça.

O ar gélido da flor atingiu a mão esquerda de Su Ming. Quando ele pressionou a mão nas pedras de gelo, o ar frio se espalhou e os cercou.

À medida que o ar frio penetrava e gradualmente se fundia com as doze pedras de gelo, elas começaram a encolher. Após o tempo gasto para queimar um bastão de incenso, quando Su Ming ergueu a mão e o ar frio se dissipou, duas argolas feitas com aquelas dezenas de pedras de gelo apareceram diante dele.

As duas argolas eram de tamanho normal e muito frágeis. Elas poderiam ser destruídas se ele usasse o mínimo de força, mas o peso somado das duas argolas equivalia ao de uma pequena colina.

Su Ming pegou as argolas e uma expressão séria apareceu em seu rosto. As duas eram muito pesadas, mas não a ponto de ele não conseguir levantá-las. No entanto, se ele tivesse mais pares dessas coisas, a menos que circulasse seu Qi, ele seria incapaz de movê-las com seu corpo físico.

“Espero que você possa me ajudar a aumentar minha velocidade.”

Uma luz piscou nos olhos de Su Ming e ele colocou as duas argolas de gelo nos pés antes de se levantar e dar um passo à frente.

No momento em que ele deu um passo à frente, a plataforma estremeceu.

“Ainda não é suficiente.”

Su Ming caminhou para frente e para trás na plataforma. Assim que percebeu que não sentia muito desconforto, não pensou mais no assunto e sentou-se novamente. Com o luar brilhando em seu rosto, ele olhou para a lua no céu e um olhar contemplativo apareceu em seus olhos.

“Posso usar pedras de gelo para aumentar minha velocidade, mas isso é apenas para aumentar a velocidade do meu corpo físico. Não vai me ajudar a aumentar minha velocidade quando eu voar...”

– Isso já não faz parte das minhas habilidades físicas, mas uma Arte…

Su Ming olhou para a lua no céu e uma cena gradualmente apareceu em seus olhos.

Havia uma luz dourada brilhando no horizonte dentro daquela cena. Aquela luz dourada levantou uma enorme rajada de vento e viajou 5000 quilômetros de distância no intervalo de uma respiração, aproximando-se do local a uma velocidade chocante antes de virar o Roca Dourada que tinha cerca de 3000 metro de comprimento.

– Esta é a velocidade mais rápida que já testemunhei! – Su Ming resmungou e fechou os olhos.

Depois de um momento, ele os abriu e pegou o quadro. Ele desenhou algumas linhas com a mão direita e imediatamente, um Roca Dourada apareceu no quadro diante de seus olhos.

“Em relação à minha velocidade, posso usar as pedras de gelo para treinar meu corpo para que ele seja capaz de resistir à pressão trazida por velocidades mais rápidas, o que por sua vez aumentará minha velocidade física!”

"Da mesma forma, posso copiar o instante em que o Roca Dourada bate as asas e usá-lo como o segundo estilo em minha Criação de Imagens. Ao fazer isso, poderei aumentar minha velocidade de maneira mais completa.”

Determinação apareceu nos olhos de Su Ming.

“Quanto à minha defesa... tenho que esperar o terceiro irmão mais velho me trazer aquelas Runas antes de começar os testes.”

Su Ming mergulhou em seus pensamentos mais uma vez por um tempo antes de concentrar sua atenção e começar a desenhar no quadro mais uma vez.

Ele estava tão absorto naquilo que ignorou tudo ao seu redor. Toda a sua mente estava no quadro e, conforme ele desenhava, vários Rocas Douradas voando apareceram nele.

Cada vez que os Rocas Douradas batiam suas asas, suas penas mudavam, seus corpos se transformavam e, sob a mão de Su Ming, as diferenças de cada ave individual gradualmente se tornavam mais claras.

Foi o mesmo de quando ele copiou o ataque de espada de Si Ma Xin. Ele o copiava continuamente para buscar sua própria Criação.

Quando a manhã chegou e o sol da manhã nasceu no horizonte, Bai Su veio mais uma vez ao nono cume.

Ela ainda estava vestida daquela maneira e ainda estava sorrindo enquanto mostrava seus caninos. Com uma expressão orgulhosa no rosto, ela passou por Zi Che e parou diante de Su Ming. Ela olhou para ele sentado lá com o sol da manhã brilhando sobre ele enquanto desenhava no quadro.

Bai Su ficou ao lado e observou por um tempo, mas só pôde ver Su Ming movendo o dedo no quadro. Ela não conseguia ver o que ele desenhava. A seus olhos, o quadro estava vazio.

Depois de um momento, ela ficou impaciente.

– Ei, estou esperando há meio dia! Pare de fingir que não estou aqui!

Era como se Su Ming não a tivesse ouvido e simplesmente continuasse desenhando. Quando Zi Che viu isso de longe, sorriu ironicamente e virou a cabeça para não olhar mais para eles. Ele não conseguia entender as ações de Su Ming. Se ele odiava a garota, então por que a deixou vir aqui, mas se ele não odiava a garota, então por que não escolheu vê-la desde o início?

Zi Che não conseguia ver os segredos por trás daquilo.

Quando Bai Su viu que Su Ming ainda fingia não tê-la ouvido, ela soltou um pigarro e foi agarrar seu quadro, mas no momento em que quis agir, por algum motivo desconhecido, ela viu o olhar concentrado no rosto de Su Ming, sua mão estendida congelou.

Como se ela hesitasse por um momento, mas sua mão ainda agarrou o quadro. No instante em que ela o tocou, seu cabelo de repente flutuou para cima e o cordão vermelho que prendia seu cabelo se quebrou imediatamente, fazendo com que seu longo cabelo caísse. Suas roupas começaram a balançar violentamente como se uma forte rajada de vento soprasse contra ela.

O rosto de Bai Su imediatamente ficou pálido e um olhar atordoado apareceu em seu rosto, como se ela tivesse perdido sua alma e fosse sugada para o quadro. Bem diante de seus olhos, um mundo desconhecido apareceu.

Ela viu uma luz dourada passando por um céu escuro. Assim que aquela luz dourada passou, outra apareceu.

Ela não tinha ideia de quanto tempo durou, mas Bai Su viu inúmeras luzes douradas.

No momento em que ela sentiu como se tivesse esquecido de si mesma e sua mente ficou em branco, uma voz indiferente pareceu ecoar dentro do mundo nublado e indistinto.

– Esta é uma lição para você, não interrompa meu treinamento.

Após as palavras, Bai Su sentiu como se sua alma voltasse e ela recuperasse o controle de seu próprio corpo. Ela tremeu e o mundo à sua frente se despedaçou. Assim que sua visão se recompôs, ela viu os olhos de Su Ming.

Havia calma naqueles olhos, mas dentro da calma havia uma força que fez seu coração tremer. Essa força imponente em seus olhos era algo que Si Ma Xin não possuía.

Sob seu olhar, um cansaço e uma fraqueza indescritíveis se espalharam por todo o corpo dela. Ela cambaleou alguns passos para trás e sua visão ficou turva. Ela caiu inconsciente no chão.

Ela desmaiou porque não tinha o sentido divino que Su Ming tinha, que superou a maioria daqueles da Tribo Berserker. Com sua mente fraca, ela não conseguia lidar com a luz do Roca Dourada que era formada pelos desenhos repetidos de Su Ming.

– Leve-a embora. Teremos alguns dias de paz. – Disse Su Ming lentamente, depois continuou se imergindo em copiar o Roca Dourada.

Zi Che avançou rapidamente. Com um aceno de braço, ele tirou Bai Su do nono cume.


Por João Pedro | 22/02/21 às 21:33 | Ação, Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Xianxia, Chinesa, Tragédia