CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 22 - Situação Perigosa

Sentimento Zero: Projeto Serafim (SZPS)

Capítulo 22 - Situação Perigosa

Autor: Matheus Freitas | Revisão: Agente SSS

Em um curto período de tempo, 4 dos 12 mercenários da Vanguarda morreram! A missão que era para ser fácil, estava se transformando em um desastre.

Os dois continuaram lentamente pelo galpão, embora fosse um local abandonado, ainda existiam materiais por todo lugar. Tornando-o como um pequeno labirinto. Isso era excelente para eles!

“Se eu não estiver errado, deve ter 2 na entrada, 2 nos fundos e os outros 4 estão rondando por aí. Então tome cuidado! Nós ainda não temos domínio do escudo. Seria desastroso se nós tomássemos um tiro aqui!” Sussurrou Vitor.

“Entendi!” Falou Letícia que vinha logo atrás.

***

César estava trabalhando os últimos ajustes do plano em sua mente.

O plano inicial era causar o caos, dando a oportunidade e o pretexto para que eles tivessem acesso a luta pelo poder central. Seria bem simples e até fácil assassinar o presidente. Contudo, tal ato era contraproducente, se um presidente morresse era capaz que os militares assumissem o poder, e esse era um cenário que ele não queria ver.

Essa era sua última carta leve. Ele iria fazer vários atentados coordenados nas cidades importantes. Utilizando os anjos que ele recebeu do seu apoiador. Se essa jogada falhasse, ele não teria mais tempo para jogar outra.

O sequestro, tortura e execução de Vitor e Letícia seria a cereja do bolo. Ele iria passar a mensagem que não importa o seu status social, os ‘terroristas' ainda podem alcançar você. E nesse momento seu pai, Adriano, entraria como um messias, para salvar a situação. Afinal, tempos de crise sempre exigem um salvador, e o salvador dessa vez eram eles.

César estava certo de que tudo ocorreria como ele planejou.

Ele se levantou da cadeira e foi para a janela. Ele ficou observando o jardim, as luzes e a lua. O contato feito por José já havia sido feito a mais de uma hora. Ele deveria ter retornado à ligação ou mandado uma mensagem.

César estava começando a estranhar a situação, mesmo que, José seja seu ajudante no escuro, ele não iria gostar de ver as cenas de tortura. Então por que ele não ligou? Será que aconteceu algo?

“Bem, isso não importa! Ele vai estar aqui amanhã mesmo!” César saiu do escritório, pegou uma empregada no meio do caminho e levou para o quarto. Pouco tempo depois, gemidos começaram a vir do lugar.

***

Desde o tempo em que V1 foi morto, 5 minutos se passaram. Eles estavam indo em direção ao meio do galpão, Vitor ia na frente enquanto Letícia estava na retaguarda.

Pouco tempo depois Vitor parou em umas caixas, ele estava olhando o caminho a frente, então viu o cano de uma arma. O homem não estava se mexendo, mas Vitor não conseguia ver o mercenário, somente a arma.

“Fique aqui, cuidado com as coisas ao seu redor!” Falou Vitor.

Quando ele terminou de falar, ele foi atingido por uma sensação de perigo! Quando ele olhou para trás ele viu um mercenário mirando para Letícia.

As pupilas de Vitor se contraíram e ele se jogou para Letícia.

“Cuidado!”

---Bang---

O tiro pegou de raspão no braço de Vitor. Como eles não tinham prática com o escudo, ele não conseguiu desintegrar a bala. Se o tiro tivesse ido em direção a Letícia, ou pegasse em uma área fatal, era possível que um deles tivesse morrido!

“Vitor!” Gritou Letícia.

Quando os outros mercenários escutaram o tiro, sentiram que algo estava errado! Se o seu chefe fosse executar os dois, ele iria usar uma pistola como de costume e não um fuzil.

Letícia levantou a cabeça, ela olhou para o homem com ódio, ela não se conteve e atacou!

“Seu desgraçado! Vá para o inferno! Niflheim!”

A temperatura caiu, uma névoa branca extremamente gelada atacou o homem! Foi quase instantaneamente, o homem que atirou... Congelou! Ele morreu!

Toda a cena não durou 5 segundos. O homem que estava à frente saiu de trás das caixas e olhou o que aconteceu. Letícia ainda estava de costas quando o homem levantou a arma para atirar.

Vitor que estava segurando o braço ferido conseguiu ver que o homem iria atirar. Rangendo os dentes ele ativou sua habilidade e fez um buraco na coxa do homem!

“Ahhhhhhhh!” O homem rugiu de dor, ao mesmo tempo, Letícia se virou e disparou um cristal de gelo no pescoço do homem.

Letícia estava arfando! A adrenalina em seu corpo não tinha baixado depois de matar os dois. Respirando um pouco, ela finalmente olhou para Vitor.

“Vitor! Vitor! Como você está, onde acertou!?” Perguntou Letícia extremamente preocupada, ela ainda não tinha visto onde o tiro tinha acertado.

“Não foi nada, o tiro pegou de raspão.” Falou Vitor fazendo uma careta.

Nesse momento Letícia viu a ferida, o tiro deixou uma bela marca no braço direito.

“Onde que isso não foi nada?” Perguntou Letícia.

Segurando o braço Vitor falou.

“Arranque um pedaço de tecido do terno, eu vou amarrar a ferida. Rápido, os outros devem ter escutado o tiro. Se não nos apressarmos, eles chegarão aqui!”

“Entendi!”

Letícia pegou o pedaço de tecido e amarrou rapidamente a ferida. Embora houvesse muita dor, isso era o suficiente para evitar a perda excessiva de sangue.

Os dois saíram rapidamente, e se esconderam em um lugar que eles tinham uma visão do local onde os homens morreram.

Não demorou muito e 2 homens chegaram para olha o que havia acontecido.

“Ei! O que aconteceu aqui?” Perguntou um deles ao outro.

“Eu não sei! Acabei de chegar aqui!” Falou o outro.

O homem foi até o homem que estava congelado, ele parecia uma geladeira, o corpo do homem emitia um ar resfriado.

“Anjo?”

“Sim!”

Olhando tudo, Vitor olhou para Letícia e disse.

“Mate eles!”

Letícia então lançou dois cristais de gelo na direção da cabeça dos homens.

Os dois sentiram o perigo se aproximando, ao se virarem, eles viram os cristais vindo em sua direção.

O homem da direita não conseguiu se mover e foi atingido na cabeça, já o outro, conseguiu se mover rapidamente. Porém o cristal de gelo fez um gigantesco corte na cabeça do homem.

Ele rapidamente correu para se proteger.

“Atenção a todos, eu encontrei os dois, a mulher é um anjo! Eu fui ferido, eles estão no meio do galpão, venham rápido!” Falou o homem no comunicador.

“Isso é mal! Letícia, corra!” Gritou Vítor.

Eles correram na direção oposta do homem! Eles já não podiam se preocupar em cuidar do homem, eles tinham que encontrar uma posição vantajosa.

Enquanto corriam, o mercenário atingido começou a disparar na direção deles. Ambos não perderam tempo e começaram a correr abaixados para evitar serem atingidos.

Pouco tempo de corrida depois eles deram de cara com dois homens! Antes que eles tivessem a chance de levantar as armas, Vitor acelerou e usou sua mão para fazer um corte na garganta de um deles! Letícia que estava atrás se aproveitou do choque do homem e lançou um cristal de gelo no peito dele. Após o susto, eles continuaram correndo.

“Letícia, espere! Nós já matamos 9 deles. Eles só devem ter mais 3 pessoas. Vamos aproveitar a situação e eliminá-los. Assim nós mantemos o nosso segredo.” 

“Se você pensa assim, vamos fazer isso!”

Vitor olhou para os corpos dos dois e os transformou em pó.

“Vamos lá! Vamos voltar!” Ele respirou pesadamente.

Os dois foram cuidadosamente a frente, eles estavam cuidadosos sobre as balas. Sempre olhando para os lados e para cima, eles não queriam que outra surpresa acontecesse.

Não demorou muito para eles encontrarem o primeiro. Antes que ele percebesse ele foi transformado diretamente em pó.

Vitor já estava suando muito e também ofegando bastante, esse era pelo visto o efeito colateral da sua habilidade. Enquanto ele estava treinando, ele tinha somente alvos parados e definitivamente eles não queriam sua vida. Ele estimava que só podia aniquilar mais 5 pessoas completamente.

Letícia estava melhor, sua habilidade não exigia tanto quanto a de Vitor. Ela ainda tinha energia de sobra.

Falando pelo comunicador, os dois sobreviventes estavam se perguntando.

“Devemos abortar a missão e recuar?”

“Creio que sim, nós perdemos contato com todos os outros! Que droga de missão fácil? Eu perdi todos do meu time!”

“Bem vamos voltar e relatar, depois iremos sair daqui!”

Os dois então se dirigiram para a saída. Quando finalmente chegaram, eles foram atingidos por várias lanças de gelo nas costas! Eles tinham um olhar de confusão no rosto.

“Bem, podem ir para o inferno!”

Vitor aniquilou um deles.

Ao ver isso somente uma palavra veio na mente do mercenário: ‘Monstro!’ Essa foi a última coisa que ele pensou.

“Vamos sair daqui, mas primeiro vamos limpar o lugar e receber nosso prêmio.” Falou Vitor.

Ele rapidamente limpou o local e fez uma ligação para Marcos vir buscá-los.

“Voltamos!” Falou Vitor sorrindo.

Ao ver aquele sorriso, José tremeu! E não foi por causa de suas pernas e mãos congeladas. Esse era um frio vindo do medo!

José já estava com as extremidades roxas, se ele ficasse assim mais um pouco, ele definitivamente iria perder suas mãos e pés.

Vitor olhou para ele e disse para Letícia.

“Descongele ele, mas crie uma cela de gelo!”

“Certo!”

Letícia levantou uma das mãos e uma cela de gelo foi formada rapidamente.

Os olhos de José se arregalaram. ‘As informações estavam erradas! Droga! Que inferno que eles não têm poderes!’

“Bom, nós temos muito para conversar agora!" Falou Vitor pegando uma cadeira sentando-se de frente para o homem.

Por Matheus Freitas (Leia SZPS) | 03/06/20 às 11:25 | Ação, Romance, Ficção Cientifica, Super-Poderes