CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 13.2 -『MESMO SE O FUTURO É INCERTO』 - feitiçaria iluminada pela lua -

Shuumatsu Nani Shitemasu ka? Isogashii desu ka? Sukutte Moratte Ii desu ka? (SukaSuka)

Capítulo 13.2 -『MESMO SE O FUTURO É INCERTO』 - feitiçaria iluminada pela lua -

Tradução: Itsuki Lonely Driver

Parte 02 – A Menina Com uma Paixão Súbita e a Mulher Apaixonada

Willem teve um sonho terrível.

Nele, seu mestre, Navrutri e o imperador estavam todos bebendo e lembrando-se de memórias antigas. Todos eles eram extremos quando se tratava de mulheres em suas próprias maneiras, então, claro, o tema da conversa rapidamente mudou para as mulheres. Seu mestre, que era realmente um velho pervertido de coração, ofereceu suas opiniões sobre peitos e bundas. Navrutri, que afirmou ter várias amantes nas várias cidades com quem ele viajou (o que provavelmente era verdade), falou sobre uma bela mulher em particular que conheceu na Confederação das Areias Fluentes. E, finalmente, o imperador, famoso por sempre tocar as damas da corte de uma forma indecente (e repreendido por sua esposa), tendo em mente a inocência de sua nova empregada com os olhos sonhadores de um adolescente.

Eu não quero fazer parte disso...

Assim que Willem pensou isso, no entanto, seus ombros foram subitamente agarrados por 3 mãos.

[Eu quero ouvir de você também], disse Navrutri.

[Bote tudo para fora], seu mestre ordenou com um sorriso bêbado.

[Isto me lembra, ouvi dizer que você estava sozinho com a minha sobrinha* no outro dia]. O imperador observou sugestivamente enquanto se inclinava para mais perto.*Lillia Asplay;

Willem tentou fugir usando o treinamento como uma desculpa, mas não funcionou. Ele foi detido em sua cadeira enquanto quantias extravagantes de álcool foram derramadas em sua boca. Em pouco tempo, sua consciência começou a ficar turva e seus lábios começaram a se mover sozinhos, espalhando os nomes das mulheres que conhecia.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

[- Técnico. Olá, técnico. O que você está fazendo dormindo aqui?].

Willem Kmetsch, 2º técnico, acordou ao som de uma voz. Com uma rápida olhada, ele conseguiu compreender a situação. A primeira coisa que chamou a atenção foi uma montanha de feixes de papel completamente desorganizados. A próxima coisa para chamar a atenção foi uma montanha de feixes de papel completamente desorganizados. Direita, esquerda, para cima, para baixo, não importa onde ele tenha olhado ele viu praticamente a mesma coisa. Em outras palavras, ele estava na sala de referência do armazém de fadas.

[Você não estava no seu quarto, então eu estava pensando onde você estaria... E então eu achei você aqui de todos os lugares].

[... Ithea?]. Uma menina de cabelos castanhos estava perto com as mãos nos quadris e com um olhar não tão impressionado.

[Mhm, a própria Ithea Myse Valgulious. De qualquer forma, se você não se apressar para o refeitório em breve não servirão mais café da manhã].

[Entendo...]. Na noite anterior ele teve a ideia de organizar a sala de recursos pela primeira vez depois de um tempo. Mas, como esperado, provou ser uma tarefa muito difícil. Não só perdeu a noção de documentos, como ele também perdeu a noção do tempo, e em algum lugar ao longo de sua árdua jornada, ele desmaiou no sofá. [Bem, não posso continuar sem comida].

Willem levantou-se, e, uma fração de segundo depois, uma pequena garota rolou do sofá.

[... Ai]. A menina de cabelos grisalhos se ergueu e sentou-se no chão.

[Ah, eu estava me perguntando de onde veio aquele cobertor quente].

[Está frio agora, então eu não queria que você ficasse doente].

Faz sentido. Willem estava agradecido. [Obrigado... Então, por que você acabou dormindo no sofá também?].

[Está frio agora, então eu não queria que você ficasse doente].

Desta vez, seu raciocínio não fazia muito sentido, e Willem não estava muito grato.

[Collon está com uma febre desde ontem, e Tiat e Almita estão espirrando. Se você deixar sua guarda baixa, você vai pegar isso], Nephren acrescentou a sua explicação.

[Estou feliz por estar preocupada comigo, mas quando você for dormir, durma no seu quarto]. Ele cutucou levemente a testa dela.

Ithea, que estava de pé do lado discretamente, olhou-os com desconfiança. [Esta situação parece que devia parecer um pouco imoral, mas por algum motivo não é].

[Isso significa que sua mente ainda não foi completamente corrompida].

[Isso é algo para se estar feliz?], perguntou Ithea. [Além disso, Nephren, você parece estar desempenhando o papel de um animal de estimação. Está tudo bem com você?].

[O apoio moral é importante].

[Entendo]. Ithea assentiu.

[... Vamos nos apressar e irmos tomar o café da manhã]. Willem puxou a sonolenta Nephren para cima.

[Ah, a propósito, Sr. Técnico, como Chtholly está ultimamente?].

[O que você quer dizer?].

[Oh, você sabe, eu só estava imaginando como seria ter alguém indo atrás de você tão entusiasmada. Se sente bem?].

[Não vou negar, mas não preciso de você perguntando sobre isso].

[Ohoho]. Ithea parecia surpresa. [Você está interessado?].

[Quero dizer, eu não sou um homem velho e não tenho gostos peculiares. Mesmo que ela seja um pouco jovem, existe algum cara que não sinta absolutamente nada quando uma linda garota gosta deles? Mas mesmo que ela faça meu coração bater mais forte, não posso aceitar esses sentimentos. É por isso que estou tentando afastá-la].

[Hmm?].

O que estou dizendo? Aparentemente, seu sonho estranho estava o fazendo divagar sobre coisas estranhas. Se ele dissesse mais alguma coisa, poderia começar a ficar perigoso, então ele fechou a boca.

[Não conte a ela], ele acrescentou com um gemido.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

[Ouvi dizer que você estava dormindo com a Nephren?].

Enquanto Willem estava caminhando pelo corredor, alguém de repente agarrou sua orelha e começou a interrogá-lo. Suportando a dor, ele se virou para ver, como esperado, uma menina de cabelo azul - Não, azul e vermelho. Uma Chtholly infeliz olhava para ele com uma pitada de raiva em seus olhos. Foi... Como posso dizer... Assustador.

[Nossa, por que todo mundo tem que fazer parecer mais do que realmente é...]. Ele deu um tapinha na mão que estava apertando sua orelha, tentando sinalizá-la para deixá-lo ir. [Não faça parecer mais do que era. O que há de errado com um adulto e uma criança dormindo sob o mesmo cobertor?].

[Você não tem idade suficiente para se chamar de adulto].

[Bem, as pessoas muitas vezes pensam que eu sou mais jovem que aparento, mas nasci há mais de 500 anos atrás, sabia?].

[Eu sei. Eu também sei que você passou aqueles 500 anos dormindo. Então pare de fazer essa ‘cara de resposta inteligente’].

Ai. Willem estava bastante confiante nessa.

[De qualquer forma, eu não acho que você a convidou para dormir com você, então eu suponho que ela simplesmente fez isso sozinha, mas...].

Óbvio.

[Ainda não estou bem com isso. Você estava se gabando de como você viveu tantas situações perigosas antes, não era? Como você não percebeu que ela se aconchegou com você? O que aconteceu com a capacidade de se esquivar de uma faca enquanto dorme?].

[Isto e aquilo são coisas completamente diferentes. Posso farejar inimigos. Não tem sentido ser cauteloso com pessoas sem intenção hostil, certo?].

[Tudo bem, e se fosse a Nygglatho? O que você teria feito?].

[Eu teria jogado ela pela janela em 2 segundos], ele respondeu imediatamente com confiança. Foi uma resposta óbvia. Apenas um com pensamentos suicidas chegaria perto de uma Troll que sempre expressa descaradamente seu apetite pelos outros.

[Viu? Seu tratamento seria diferente do que com Nephren].

[Não, não, você não pode colocá-las juntas no mesmo patamar, mesmo que ela não seja uma inimiga quando o perigo se aproxima, é claro que eu reagirei porque não quero morrer, você sabe, em primeiro lugar, você pode dizer que ela tem intenção hostil em um sentido mais amplo].

[Falar tão rápido faz apenas você parecer mais suspeito].

[... O que você quer que eu diga...]. Willem inclinou os ombros.

[Eu vou fazer mais uma pergunta. O que você teria feito se fosse eu?].

[Bem, é claro...]. Ele pensou um pouco. Se ele falasse descuidadamente aqui, provavelmente seria um incômodo mais tarde. Também seria bastante incômodo se ela realmente tentasse testá-lo. [- Eu expulsaria você, óbvio].

Ele esperava que ela ficasse brava, para dizer algo como ‘por que Nephren poderia ficar, mas eu não?’.

[Hmph]. Ela ainda tinha aquela expressão insatisfeita em seu rosto, mas ela não perguntou mais e soltou a mão da orelha. [Reveja seu comportamento. Você não quer que as pequenas peguem maus hábitos, não é?].

[O-Ok?].

Chtholly deu-lhe um leve tapa nas costas antes de partir pelo corredor andando lentamente.

Quê? Incapaz de entender a situação, Willem permaneceu confuso.

Ele estava acostumado a lidar com meninas, mas não com mulheres. Então, quando se tratava de meninas no limite entre as duas faixas etárias, ele nunca soube como lidar com elas, e até agora, 500 anos depois, ele ainda não tinha noção.

Mas ainda assim, havia uma coisa que ele conseguiu detectar.

[Ela está se esforçando muito...].

Claro, ele não tinha evidências sólidas. Ele simplesmente teve essa impressão de Chtholly, que, à primeira vista, estava agindo perfeitamente normal.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Outra reunião dos gerentes do armazém de fadas foi realizado no quarto de Nygglatho. Os bolinhos recém-assados estavam em cima de um prato, com 3 tipos de geleia ao lado deles. Na lareira, a chaleira de chá assobiava energicamente.

[... O resfriado de Collon está melhorando?], perguntou Willem.

[Nós não podemos deixar a nossa guarda baixa ainda. Sua febre começou a diminuir, mas ainda é bastante alta. Amanhã vou comprar alguns remédios na cidade].

[Entendo... Se no meio da noite, Collon parecer estar tendo um pesadelo ou algo assim, coloque isso debaixo do travesseiro dela], ele disse, então colocou um pedaço de metal do tamanho da palma da mão na mesa. Era apenas um simples pedaço de metal antigo, sem nada especial a respeito.

[O que é isso?].

[É um antigo talismã para afastar pesadelos causados por resfriados. Por si só, não tem restrições de raças, e não há necessidade de colocar magia nele. Basta colocá-lo sob seu travesseiro e ele começará a funcionar automaticamente].

[... Não sabia que você estava guardando uma coisa tão conveniente].

[Bem, eu não estava realmente guardando isso... É parte do equipamento daqui].

Nygglatho o olhou interrogativamente.

[Espera um segundo. Se é parte do equipamento daqui, então eu deveria saber disso. Além disso, não consigo imaginar os fundos para comprar uma coisa tão cara sendo aprovada. Não só é um talismã que qualquer raça pode usar, é um que tem uma função não relacionada à batalha].

[Você sabia que estava aqui, você simplesmente não sabia o que fazia]. Willem tocou o fragmento de metal com os dedos. [Ele veio direto do centro da lâmina de Seniorious].

[Eh?].

[Eu lhe disse, não? Carillons são uma coleção de mais de 23 talismãs unidos por linhas de feitiço. Ou, em outras palavras, se você desfizer as linhas de feitiços, você termina com pelo menos 23 talismãs separados. Por sinal, Seniorious tem 41 dessas coisas].

[... Seniorious?].

[Os outros 40 são bastante inúteis, então eles estão na sala de armazenamento. São todas coisas como ‘proteção ao cortar demais as unhas ao usar uma lâmina não mágica’ ou ‘um ruído soa sempre que o usuário se chama de um nome diferente do seu nome real’].

[Devolva isso imediatamente!]. Nygglatho bateu o punho na mesa. As xícaras de chá colocadas sobre ela tremiam violentamente, mas milagrosamente nem uma única gota foi derramada. [O que você acha que Carillons - Dug Weapons são? Elas são literalmente a única coisa que mantém Règles Ailés de pé! E Seniorious é a mais importante e valiosa!].

[Eu sei, eu sei]. Willem assentiu. Na verdade, ele provavelmente conhecia Seniorious melhor que ninguém. Isso teve boas e más implicações, mas...

[Então você deveria entender, não deveria? Que você não deveria estar rasgando a espada apenas para obter esse pequeno amuleto conveniente! Definas suas prioridades!].

[Eu estava pensando onde você estava indo com isso]. Ele soltou uma pequena risada. [Collon ter uma boa noite de sono é, obviamente, mais importante do que o destino deste mundo].

[Isso contradiz toda a razão da existência deste armazém!]. Nygglatho colocou a palma de sua mão em seu rosto.

[Relaxe, relaxe, isto foi 80% uma piada. Não é como se eu fosse um completo idiota. Não há ataques inimigos previstos para acontecer em breve, e, em primeiro lugar, a usuária de Seniorious não pode nem empunhá-la no momento. A espada não verá nenhuma ação por um tempo, certo?].

[Esse não é o problema...], ela suspirou profundamente. [Tudo bem, seja o que for. Contanto que não exponha isso, ninguém ficará com raiva de nós, e não é como se eu não quisesse ajudar a Collon a melhorar também... Devolva isso quando terminar de usar, ok?].

[Deixa comigo. Você sempre entende as coisas no final. Eu gosto dessa parte em você].

[Eu não preciso de seus cumprimentos. Estou me odiando agora mesmo]. Nygglatho balançou a cabeça algumas vezes antes de tomar um gole de chá. Isso parecia ajudá-la a se acalmar. [Por sinal, você ainda tem aquele talismã? Sabe, o que você usou logo depois de acordar... O idioma único].

[Bem aqui]. Willem acariciou seu peito. [Não usei isso desde que eu aprendi a linguagem comum. Ele desempenha o papel de mediador dos pensamentos do falante através do idioma, então não consigo entender todas as sutilezas das conversas].

[Eu estava pensando, você não poderia ter pagado facilmente toda a sua dívida se você vendesse isso?].

[Bem, tecnicamente, esse é um dos tesouros que Grick e sua equipe desenterraram naquele dia, certo? Então, basicamente, eu peguei emprestado todo esse tempo. Preciso devolvê-lo eventualmente].

[Mas não era originalmente seu naquela época?].

[Por essa lógica, eu poderia reivindicar alguns desses Carillons que estão aqui como meus. Mesmo que eu não pudesse usar nenhum dos de classe alta, experimentei um monte de espadas medianas. Isso me lembra, você já descobriu o que fazer com a espada de Tiat?].

[Ainda estamos testando alguns candidatos. No momento, Ignareo parece ajustar melhor a ela].

[É uma espada mediana. Bem, acho que isso é uma coisa boa].

[Está certo. É claro que, dada a minha posição, eu não deveria estar feliz com isso, então é um sentimento complicado].

Carillons só podem ser usados pelos Braves.

Para os Braves, a força era uma necessidade. Foram eles que realizaram técnicas arcanas. Os que sofreram grande tragédia desde seu nascimento. Os que ofereceram o coração e a alma aos seus deveres. Os poucos que tinham essa história como plano de fundo poderiam convencer qualquer um de que eram dignos de exercer um poder imenso, eram os únicos que podiam realmente receber esse poder.

Se alguém pudesse apenas usar uma lâmina medíocre, isso significava que a necessidade era fraca neles. Isso significava que não tinham necessidade de descartar sua vida para coisas sem valor, como destino ou tragédia ou dever.

[Você sabia? Tiat disse que queria uma espada tão forte quanto Seniorious... Que queria se tornar forte o suficiente para assumir a posição de Chtholly].

[Eu sei muito bem como ela se sente, mas parece que isso não vai acontecer], Willem disse com um sorriso irônico quando ele pegou uma xícara de chá. Ele tomou um gole. Parecia um pouco mais amargo do que o que costumavam beber no quarto de Nygglatho. Ele não sabia muito sobre o chá, mas ele achou que ela deve ter mudado as folhas ou algo assim. [Não é fácil obter sua aprovação. É por isso que estou aqui agora].

Percebendo uma lacuna na conversa, Willem criou um assunto que de repente surgiu em sua mente: sua conversa com Chtholly um pouco antes. Quando ele terminou, Nygglatho explodiu em risadas. [Eu não acho que estava contando uma piada].

[Eu... Eu sei, é por isso que é engraçado]. A voz de Nygglatho sacudiu de sua risada contínua. [Você realmente pode ser estranho às vezes, mesmo que não seja como se você não soubesse].

[Não entendi...].

[Ela estava feliz por ter dito que a trataria da mesma maneira que você me trataria], disse Nygglatho, finalmente se acalmando, explicando enquanto ela enxugava os olhos.

[Por que ela ficaria feliz recebendo o mesmo tratamento que uma Troll?].

[Eu sou a rival do amor que ela está mais preocupada. Se ela recebe o mesmo tratamento que eu, isso significa que ela está sendo tratada como uma adulta, certo?].

[Ah, entendo]. Willem pegou um bolinho, espalhou um pouco de geleia de damasco e depois colocou na boca. Estava bastante doce, mas foi neutralizado um pouco pelo sabor amargo do chá ainda persistente em sua língua. Ele ficou um pouco impressionado com o arranjo de Nygglatho. [Espera... Rival do amor?].

[Sua reação é um pouco lenta].

[Foi tão inesperado que demorou um pouco para eu processar. Então, qual é o problema? Chtholly pensa que vamos acabar juntos ou algo assim?].

[Bem, poderia usar alguma elaboração, mas sim, essa é a ideia principal].

[Entendo. Eu acho que entendo agora]. Ele mastigou o bolinho. [É verdade que você é a única mulher adulta por aqui... Eu acho que parece natural na perspectiva de uma garota daquela idade].

[Hmm... Está certo, mas há um ponto que você deve corrigir].

[O que seria?].

[Você não precisa dizer ‘de uma garota daquela idade’. Eu também compartilho a mesma perspectiva].

Não entendendo o que ela queria dizer imediatamente, Willem pensou um pouco. Enquanto contemplava, ele inconscientemente tomou um gole de chá.

[Eu tenho uma opinião muito boa de você].

Willem engasgou. Todo o chá amargo desceu pelo caminho errado, obstruindo sua respiração.

Assistindo Willem contorcer em agonia com um sorriso, Nygglatho apoiou o queixo sobre as mãos entrelaçadas e continuou. [Eu não me importaria de estar junto com alguém como você. Estou falando sério. Você tem um futuro promissor, você fala mal de Trolls, mas você tem um bom coração, já sabemos que respeitamos o trabalho um do outro, você gosta de crianças, nós temos gostos semelhantes, nós dois somos ‘sem marca’, você não tem um rosto tão ruim, parece que você poderia controlar o meu pai quando ele estiver em sua fúria de bêbado, e acima de tudo você parece delicioso. Viu? Você é um excelente candidato].

[Espera um minuto. Sinto que tinha algumas coisas estranhas na última metade].

[Então, isso significa que as da primeira metade eram verdadeiras?].

Não... Ou pelo menos, esse não deveria ser o caso, mas Willem não conseguia encontrar as palavras certas para contestar.

[Além disso, as raças demoníacas se derivaram do Emnetwyte, então nossas raças deveriam estar bastante próximas. Isso significa que posso dar-lhe uma família que carrega seu sangue. E não consigo pensar em um motivo mais certo para você continuar a viver neste mundo do que se você fosse ter seus próprios filhos. Se eu puder fazer qualquer coisa para lhe dar felicidade em 5 ou 10 anos no futuro, isso também me deixaria feliz. Essa é a razão número um porque eu não me importaria de estar junto com você].

Willem não podia aceitar sinceramente suas palavras. No entanto, uma coisa era clara: Nygglatho falava sério. Seu rosto malicioso e seu tom brincalhão eram simplesmente a maneira de Nygglatho de esconder suas verdadeiras emoções.

[Bem, agora, fazer a Chtholly feliz é mais importante para mim, então não planejo agir por enquanto. Então, de qualquer forma, é por isso que a Chtholly está tão preocupada comigo. Você entende agora?].

[Deixe-me fazer uma pergunta desprezível]. Imerso em seu próprio ódio, Willem gemeu.

[O que seria?].

[Posso fingir que não ouvi nada do que você acabou de dizer?].

[Isso é realmente desprezível. Mas, por mim tudo bem]. Nygglatho riu.

Ela não mostrou sinais de que seus sentimentos se machucaram, embora Willem não conseguisse olhar ela nos olhos.

Por ScryzZ | 03/08/18 às 12:21 | Aventura, Fantasia, Sobrenatural, Romance, Drama, Tragédia, Protagonismo Feminino, Guerra, Mistério, Sci-fi, Japonesa