CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 14.3 -『A BELEZA DESTE MOMENTO』- minha felicidade -

Shuumatsu Nani Shitemasu ka? Isogashii desu ka? Sukutte Moratte Ii desu ka? (SukaSuka)

Capítulo 14.3 -『A BELEZA DESTE MOMENTO』- minha felicidade -

Tradução: Itsuki Lonely Driver

Parte 03 - O relógio anacrônico desgastado

O dia seguinte.

Assim como ele proclamou, o 1º técnico formou um grande grupo de 13 soldados e dirigiram-se ao subsolo. Aqueles que ficaram para trás agora foram forçados a continuar o árduo trabalho de preparar a aeronave para partida com 13 pares de braços a menos.

o grupo voltou antes do anoitecer. O 1º técnico inchado de orgulho mostrou a ausência de feridas em cada um de seus 13 soldados. Talvez sua equipe tenha sido excepcionalmente habilidosa, porque eles trouxeram uma quantidade razoável de espólios também.

Agora, vamos falar um pouco sobre o Timere. Criaturas fundamentalmente sem forma que amadurecem rapidamente e têm a capacidade de se dividir. Elas também são a única Besta que você encontrará no céu, embora em uma frequência muito baixa.

Quando estão em terra, criam ninhos subterrâneos. Uma vez que elas encontram uma caverna com espaço e umidade adequadas, elas ficam nas paredes e no teto e começam a se multiplicar. Ao contrário da aparência repulsiva e assustadora desses ninhos, elas realmente não são tão perigosas. Houve mais do que apenas alguns casos de um salvager acabar tropeçando no meio de um ninho da ‘6ª Besta’ e sair sem um arranhão. O Timere não parece se incomodar para responder apenas a um ou dois invasores, como se estivesse com preguiça para acordar de suas cochiladas confortáveis.

Não se sabe claramente o que os leva à ação. Alguns até dizem que não há tal coisa, e que as Bestas simplesmente fazem uma chuva de destruição em tudo e todos sem pensamento ou razão. Aceitando essa hipótese, não parece ser muito útil tentar descobrir o que as acorda ou o que as mantém adormecidas.

- Na realidade, no entanto, essa crença é incorreta. Existem algumas condições que, embora não necessariamente absolutas, tendem a despertar o Timere do sono. Por exemplo, se um grande grupo de seres vivos se aproxima. Quando uma ou mais de tais condições são cumpridas, alguns dos Timere vão despertar e procurar suas presas.

Na superfície da areia, golpeada continuamente pelos ventos ásperos, um pequeno orifício se abriu.

E depois outro.

E outro.

Então outro, e outro, e outro, e outro, e outro, como se fossem bolhas na superfície da água fervente.

Então, uma substância líquida começou a escorrer de cada um dos furos recém-formados.

Na língua antiga do Emnetwyte, ‘Timere’ significa algo como ‘medo’. O tipo de medo que aparece do nada, se multiplica infinitamente enquanto ainda é despercebido, então devora seu coração, esmaga sua alma e engole tudo. Esse tipo de medo.

Agora não há como saber como essa única espécie das 17 Bestas veio a adquirir esse nome. Talvez os estudiosos antigos simplesmente tenham nomeado com a primeira coisa que vieram à sua mente. Mas não importava como aconteceu, as Bestas conhecidas como Timere realmente faziam jus ao nome delas.

Inumeráveis Timere começaram a rastejar para a superfície arenosa da terra.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Na parede do porão de Plantaginesta, um relógio anacrônico desgastado. Dois arames finos e levemente curvados giravam em torno da estrutura de madeira, que se deformou devido à umidade ao longo dos anos. De acordo com o membro da tripulação que esteve a bordo desta aeronave a mais tempo, o relógio já estava em ruínas quando ele o viu pela primeira vez.

Aparentemente, o primeiro capitão do Plantaginesta trouxe-o a bordo como uma lembrança de sua avó. E também, diz-se que existe uma história triste por trás da história do relógio, mas ninguém realmente ouviu a história. Alguém provavelmente apenas inventou o rumor para se divertir. O relógio desgastado não era nada mais que um relógio desgastado. Ele mostrava convenientemente a hora se você olhasse para ele, nada mais e nada menos.

Naquele momento, os ponteiros do relógio apontavam para 6:26 p.m.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

 A primeira vítima foi um jovem Ayrantrobos que, infelizmente, tinha sido designado para o dever de limpar as janelas naquele momento. Ele estava lutando para limpar a quantidade abundante de areia presa á moldura da janela quando aconteceu. Ele nem teve tempo suficiente para gritar.

Naquele momento, os ponteiros do relógio para 6:28 p.m.

 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

 Enquanto ele caminhava pelos corredores da aeronave, o ligeiramente bêbado 3º oficial Retrace percebeu um estranho som batendo vindo da janela. Quando ele olhou, viu alguma coisa verde escura presa no lado de fora. E, aparentemente, aquela coisa verde estava tentando esmagar a janela - não, mais como a própria parede da aeronave.

O 3º oficial gritou.

Uma grande rachadura apareceu na janela.

Naquele momento, os ponteiros do relógio apontavam para 6:32 p.m.

 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

 Com um boom explosivo, o incinerador de feitiços da aeronave começou a girar. A tripulação percebeu que precisavam se retirar da superfície o mais rápido possível. Cada segundo importava. Se eles estivessem muito atrasados, todos eles seriam consumidos pela horda de areia cinza.

[O-O que diabos é isso!], gritou o 1º técnico.

Grick olhou para fora da janela. Além dos fortes ventos de areia, ele podia ver inúmeras silhuetas em forma de árvores espalhando seus ramos, tentando se agarrar ao Plantaginesta.

 [O que você quer dizer com o que é isso? É um grupo de Timere, é claro], Grick respondeu com indiferença enquanto enchia de munição uma arma. Claro, ele sabia que ele não seria capaz de realmente matar uma Besta com isso, mas ele poderia pelo menos fazê-las hesitar. Além disso, seria melhor do que ficar com as mãos vazias.

[V - Vamos ficar bem ligando os incineradores de feitiços desse jeito? Ouvi dizer que é o que causou a queda do Saxifraga].

O 1º técnico não se enganou, mas o Saxifraga foi atacado pela ‘4ª Besta’, que procuram suas presas ao sentir o som e o movimento. O incinerador de feitiços rugindo teve o efeito basicamente de gritar 'ei nós estamos aqui!' para o inimigo.

 No entanto, os Timere são diferentes. Se seus olhos são bons ou seus ouvidos são bons, ninguém sabe, mas eles são capazes de identificar a localização de qualquer ser vivo e atacar. Segurar a respiração ou fingir de morto ou se esconder nas sombras não vai ser bom. Enquanto você estiver perto delas e vivo, não há como escapar de suas presas viciosas. Isso significa que, não importa o quanto escândalo o incinerador de feitiços causou, não atrairia nem o mínimo de atenção do Timere. Grick não estava exatamente com vontade de explicar tudo isso ao 1º técnico, e, bem, não havia muito sentido em fazer isso de qualquer maneira.

 [Onde estão as Dug Weapons? É por momentos como esses que as trouxemos, certo!? Apresse-se e faça com que elas limpem essa bagunça!], o 1º técnico gritou.

[Não tente evitar seus olhos da realidade e empurrar toda a responsabilidade para os outros].

A aeronave balançava violentamente e inclinava. As hélices começaram a girar desesperadamente. Por fim, o Plantaginesta levantou-se da terra.

[Tudo bem, isso é bom! Vamos garantir mais altitude e velocidade máxima e eliminar todos esses indivíduos que se agarraram às paredes como pudermos! Depois disso, teremos que contar com as garotas!].

Sons de desespero penetravam na aeronave no lado de fora. Pareciam estar se aproximando.

 [Alguns se infiltraram na aeronave! Evacuar todos para um lugar seguro!], Grick gritou.

[Eu - eu não sei o que fazer! Eu sou um técnico, não um oficial! Isso está fora da minha especialidade!].

[Oh, então é assim!?].

Se o 1º técnico planejava abandonar o seu dever, ele só fez as coisas mais convenientes para Grick. Ele pegou o transmissor de voz e transmitiu suas ordens para toda a aeronave. Claro, isso também estava fora da especialidade de Grick, mas se ninguém assumisse o controle, eles não teriam chance de sobreviver.

Os ponteiros do relógio apontavam para 6:34 p.m.

 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

 Chtholly ainda não recuperou a consciência. Depois de desmaiar quando estavam escapando do labirinto subterrâneo, ela não abriu os olhos uma única vez. Eles correram para a aeronave e entraram na clínica, agarraram o médico e lhe disseram para fazer qualquer coisa para despertá-la.

Claro, nada funcionou.

 Afinal, ela não sofria de qualquer tipo de doença normal, e ela não tinha feridas visíveis. Como eles poderiam esperar que o médico tratasse alguém que parecia perfeitamente bem do lado de fora? Ele descobriu um pequeno sangramento interno perto do peito, mas isso provavelmente foi causado pela interferência de Willem e não diretamente relacionado ao coma.

Willem sentou-se no chão ao lado de Chtholly adormecida, sua cabeça enterrada em suas mãos. Agora que chegou a isso, provavelmente não haveria nenhum significado em tentar consertar o Lapidem Sybilus. A espada tinha a capacidade de manter a condição física e mental do usuário, mas primeiro exigia que o usuário realmente o ativasse com Venenum.

 [… O que eu estou fazendo…].

Willem gemeu. Ele queria fazê-la feliz. Mas desde que ela acordou daquele primeiro coma, o que ele conseguiu fazer? O que ele fez para guiá-la em direção a seus sonhos? Ele não podia pensar em uma única coisa.

Não é como se você realmente se preocupasse com ela de qualquer jeito, não é?

Willem sentiu que ele ouviu uma voz sussurrando para ele de um lugar escuro no fundo do coração.

 Ela só chamou sua atenção porque ela era a portadora de Seniorious. Você não se preocupa com Chtholly. A menina que você queria salvar era Lillia. O que você queria proteger era sua promessa com a Almaria. Uma vez que você falhou em ambos, você tentou se enganar colocando-se em uma situação similar.

Não. Eu cuidava da Chtholly.

Você percebeu que nunca seria capaz de fazê-la feliz, não é? A escolha de Seniorious é uma maldição vinculativa. Uma vez que a pegou, seu destino estava determinado. Nunca houve saída desde o início.

 Não. Não. Ela poderia encontrar a felicidade. Eu ia ajudá-la.

Você foi salvo pelo fato de que ela era uma mera criança. Você poderia conversar com ela sem realmente olhar ela nos olhos. Você poderia manter a distância. Você poderia dar sem levar nada. Isso permitiu que você continuasse aderindo às coisas tão preciosas para você, que você conheceu há muito tempo.

Não. Não. Não. Eu, eu só... Eu só...

Oh, olhe para mim, estou tentando tanto. Mas não é minha culpa que não consiga fazer nada, o destino não está do meu lado. Tudo é culpa do destino, não meu! Boo hoo! Claro que ninguém vai culpá-lo se você é adversário do destino. É verdade que nada que você fez foi incorreto, mas...

 N--

Como você disse, o que é correto para você é grosseiramente incorreto para outra pessoa.

A aeronave tremia violentamente. Willem ouviu a voz de Grick no sistema de transmissão ordenando que todos evacuassem para um espaço seguro, mas ele permaneceu quieto.

[... Case se comigo, hein?]. Essas palavras saíram de sua boca ontem. [Eu me pergunto... O que realmente eu penso dela...].

 Lentamente, Willem levantou-se. Ele se abaixou e levemente tocou seus lábios nos lábios de Chtholly. Uma única lágrima se espalhou na bochecha da menina. Quando ele se afastou, ele ouviu um ruído ensurdecedor de metal se partindo. Em algum lugar perto, os intrusos devem ter encontrado o seu caminho dentro da aeronave.

[... Haha]. Com uma risada breve, Willem se afastou de Chtholly. Ele até se sentiu um pouco agradecido pelos recém-chegados. Lidar com eles seria melhor do que ficar aqui e pensar pensamentos sem valor. [Desculpa. Eu tenho que ir um pouco], ele falou para a garota adormecida atrás das suas costas e saiu da sala.

Os ponteiros do relógio apontavam para 6:35 p.m.

 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

 A batalha, claro, parecia totalmente impossível. Mas Rhantolk poderia pensar em duas coisas boas sobre a situação atual.

Primeiro, os Timeres atacantes apresentava-se em grande quantidade, mas cada indivíduo não era tão grande. O Timere, quando morto, não morre. Mais precisamente, no instante da morte, eles se dividem ao meio, e apenas metade morre enquanto a outra continua. Esse processo se repete até certo limite. A sorte foi que, tanto quanto Rhantolk poderia dizer, nenhum deles era grande o suficiente para ter um limite de mais de 10 vezes. Uma única fada poderia lidar com uma relativa facilidade se eles tinham tão poucas vidas.

 Em segundo lugar, a própria Rhantolk se sentiu inusitadamente ágil. Seu Venenum acendeu e entrou em Historia com mais facilidade do que nunca. Na verdade, sentiu-se tão leve que o sentimento agradável era quase o suficiente para fazê-la esquecer da gravidade da situação. A causa, ela sabia, era o tratamento que o 2º técnico Willem Kmetsch fez anteriormente. No começo, ela suspeitava que ele estivesse apenas dando desculpas para tocar o corpo de uma jovem, mas aparentemente não. Suas habilidades não foram definitivamente piadas. Combinado com sua personalidade, o tipo que fez Rhantolk querer provocá-lo, ela sentiu que ela poderia se dar bem com ele. Ela também podia entender por que Chtholly se apaixonou por ele. Se ao menos ele não fosse um Emnetwyte...

[Três, quatro!].

 Rhantolk lançou um golpe final na Besta em frente a ela. Imediatamente depois, ela espalhou as asas e voou a uma distância segura das hordas de Bestas que se agarravam ao casco de Plantaginesta. Como as Besta não podiam voar sozinhas, ela sempre poderia manter uma vantagem usando suas asas. A aeronave também parecia alcançar uma elevação adequada. O Timere que estava usando o corpo de outro como uma escada para subir e alcançar a aeronave ficaram fora de alcance e desabaram no chão.

 [Tudo bem…].

Com isso, os reforços da superfície foram cortados. Tudo o que eles tinham que fazer era limpar os já presos na aeronave. Rhantolk olhou de novo para a Plantaginesta. Quase um terço da parte inferior da aeronave estava completamente coberta por Timere, como se tivesse feito uma caminhada através de um pântano infestado de sanguessugas. O esmagador número de Bestas, bem, ela realmente não queria olhar para elas, mas elas não podiam ser ignoradas. Ela calculou um total entre 100 e 200 Bestas.

[Você está brincando…].

Com tantos indivíduos para começar, não importa se cada um deles só pudesse se dividir 10 vezes. Rhantolk, enquanto se sentia ótima, acabava de se recuperar do envenenamento pelo Venenum. Se ela continuasse a exagerar a si mesma, ela entraria em colapso novamente. Mesmo com dois pontos positivos, a situação ainda era totalmente impossível.

Os ponteiros do relógio apontavam para 6:38 p.m.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Fique feliz! É o campo de batalha! Algo dentro de Willem parecia sussurrar para ele.

O campo de batalha. O lugar onde os heróis mostram sua bravura. O lugar para lutar, destruir e reivindicar a vitória. Aqui está a alegria. Aqui está a glória. Aqui está a tragédia. Fantasia. Realidade.

Willem já havia desejado o poder para ficar no campo de batalha. Em sua nova vida, incapaz de ficar lá por mais tempo, ele sofreu pensamentos amargos. Seu coração doía ao enviar seus entes queridos para este lugar. Então, talvez ele desejasse ficar aqui todo esse tempo. Talvez ele devesse se alegrar em finalmente chegar ao campo de batalha. Afinal, não é tudo o que ele desejou durante esses longos anos? Para esmagar seu inimigo, lutar contra a dor e reivindicar a vitória?

Willem sacudiu a cabeça, tentando afastar os pensamentos inúteis de sua mente. Mantendo-se no chão, correu pelo corredor. Uma coisa cinza de repente voou na sua lateral e golpeou as costas. Willem abaixou-se ainda mais, fazendo com que o ataque passasse por cima da cabeça. Toda a parede tinha estourado com tanta força que Willem quase queria rir da ridiculizarão de tudo. Inúmeros fragmentos de metal das placas de cobre e aço que forravam os corredores segundos atrás estavam espalhados por todo o ar. Ele viu um fragmento, que tinha as palavras ‘pode Règles Ailés permanecer para sempre em paz’ grafitadas sobre ele, voar por lá.

Fora de onde a parede costumava ficar, ele se revelou. Tomou a forma de um grande crustáceo cinza, com uma casca resistente cobrindo seu corpo e várias juntas em suas pernas. Ele ligeiramente se assemelhava a um caranguejo, mas um verdadeiro caranguejo não teria mais de 10 pernas, e essas pernas não poderiam se estender e contrair de forma independente.

Era inequivocamente uma Besta. Willem tinha ouvido falar muito sobre elas, mas esta foi a sua 1ª vez vendo uma. Ele pensou que encontrar uma das criaturas poderia suscitar algumas emoções profundas nele, mas ele não sentia nada em particular. Na frente de seus olhos não havia mais do que um inimigo de forma estranha com enorme poder - E talvez, o resultado final de um antigo Emnetwyte. Essa possibilidade o deixou hesitar um pouco. Só um pouco. Então, o que foi uma vez um Emnetwyte? Agora, era um monstro com as presas apontadas para ele. Isso era tudo o que importava.

Um forte vento soprava do outro lado da parede destruída. Junto com isso vieram 3 dos membros da Besta. Eles atacaram a parede, o teto e o chão, balançando violentamente em uma tentativa de esmagar Willem. Ele afrouxou sua postura e fechou a lacuna entre ele e a Besta com um gingado quase parecido com uma dança. Era uma versão básica de um método de arrancada ensinado nas técnicas de lâmina curva de Garmond Ocidental. Aparentemente, se dominado, poderia transformar o usuário em uma névoa de calor fluindo sem esforço pelo céu, mas o Willem sem talento nunca poderia usá-lo como mais do que um pequeno truque. Mas isso era o suficiente por enquanto. A Besta moveu-se apenas como qualquer animal selvagem. Tudo o que possuía era força avassaladora; não tinha habilidades ou processo de pensamento complexo. Com movimentos ligeiramente enganadores, Willem poderia facilmente esquivar seus ataques.

Ele chegou ao lado da Besta, a uma distância tão perto que sua respiração pousou em sua casca cinzenta. De perto, ele notou que uma substância estranha e viscosa cobria o corpo da Besta. Espero que não seja veneno, pensou enquanto empurrava o punho esquerdo. Enquanto sua mão voava através do ar, pegou uma placa de ferro caindo do teto desmoronando antes de dirigir diretamente para a base de uma das pernas da Besta. Claro, seu soco, mesmo com a força adicional da placa de ferro, não causou nenhum dano. Seria estúpido pensar que um punho simples poderia prejudicar um inimigo que poderia facilmente sobreviver a uma bala de canhão.

Willem baixou a posição, torceu os tornozelos, girou os ombros para trás e respirou fundo. A sequência de ações está conectada suavemente entre si e aumentou a força de seu soco. Um soco extremo. Foi dito que, se um mestre realizasse esse ataque, ele poderia dividir uma montanha gigante e reverter o fluxo de uma cachoeira (provavelmente ligeiramente exagerado). Willem, sendo amador, não podia fazer nada do tipo. Na melhor das hipóteses, ele poderia empurrar o receptor de seu soco ligeiramente para frente.

Mas isso bastava. Atrás da Besta havia um grande buraco onde a parede estava, que a Besta acabara de abrir. Em outras palavras, se Willem empurrasse a Besta um pouco para a frente, ela não teria mais nada para se sustentar. E a Besta, sem asas, não teria como subir de volta uma vez jogada no ar.

Willem colocou o punho para frente, empurrando com sucesso a Besta para fora da aeronave. No meio do céu avermelhado, começou a cair silenciosamente para o vasto deserto cinza abaixo. Depois de vê-la por um momento, Willem relaxou a guarda.

[Agh!].

Ele esforçou demais o corpo que já estava inutilizado. Uma intensa dor disparou por todos os cantos, fazendo Willem fazer uma careta. Com ambos os braços, ele verificou a condição de suas feridas. Nenhum osso estava quebrado, e não foram cortadas juntas ou tendões importantes. Ele ainda podia se mover. Ele ainda podia lutar. Ele poderia permanecer de pé no campo de batalha. Willem soltou uma risada maníaca.

[Estou surpresa], disse uma voz atrás dele.

Virando-se, Willem viu o cabelo azul vibrando no vento violento.

[Oh, Rhantolk. Fico feliz em vê-la sã e salva]. Ele sorriu.

[Tudo graças a você, infelizmente. Você não parece estar fazendo muito bem a si mesmo, porém], Rhantolk disse amargamente. [Você está se esforçando demais, não é? Uma pessoa já ferida derrotar uma Besta sem arma e sem acender Venenum? Que tipo de brincadeira é essa?].

[Oh, você estava assistindo? Que embaraçoso].

[Não se faça de idiota. Nossa você realmente é - Ah!].

Willem de repente desmaiou. A força em seus joelhos apoiando seu corpo se desintegrou, deixando seu corpo inclinado para o grande buraco na parede atrás dele. No entanto, antes mesmo que ele pudesse seguir o destino do inimigo, Rhantolk puxou-o para cima e o jogou no chão, onde o piso do corredor deveria estar.

[... Desculpe]. A consciência de Willem voltou. [Você realmente me salvou lá].

[Sim, eu o salvei. Seja grato. Você aguenta?].

Willem tentou se levantar, mas não estava bem. Não importava o quanto ele tentasse, ele não podia colocar força em seus joelhos.

[Eu acho que não temos escolha senão descansar aqui um pouco então. Estou um pouco cansada...]. Rhantolk disse enquanto se sentava. Ela aproximou Willem, descansando cabeça dele perto de seu peito.

[O-Opa pera aí]. Willem hesitou. Comparado com Nephren, que sempre estava abraçando Willem, Rhantolk era um pouco mais... Desenvolvida. [Hah. Como se uma mera criança pudesse me fazer sentir alguma coisa], disse ele, meio para si mesmo.

[Então é assim? Não vou perguntar se você está dizendo isso de forma séria ou apenas tentando se controlar, mas de qualquer forma eu estou agradecida], disse Rhantolk, e apertou um pouco seu aperto.

Com os ouvidos perto do peito, Willem podia ouvir seus batimentos cardíacos rápidos.

[Você também está muito cansada, não é].

[Embora não tanto como você, eu me esforcei um pouco demais].

Venenum depende da força do coração para inflamar. As consequências revelam-se em breve, já que o fluxo de sangue e o coração crescem cada vez mais caóticos. O pulso instável e irregular que ele ouviu em Rhantolk foi inequivocamente o resultado do excesso de Venenum prolongado.

[Você pode corrigir isso com aquele seu tratamento duvidoso?], Perguntou Rhantolk.

Willem sacudiu a cabeça. Com sua habilidade, curar um batimento cardíaco irregular diretamente seria estritamente impossível.

[Você é mais inútil do que eu pensava].

[Isso significa que você tinha grandes expectativas sobre mim?].

[Não necessariamente...]. Rhantolk parou um pouco e pensou. [Ou talvez eu fiz isso. Eu sabia que não podia confiar ou contar com você, mas talvez alguma parte de mim estivesse esperando algo de você].

Suas palavras lembraram Willem de algo que aquele lagarto idiota havia dito uma vez. Ele tomou isso como um insulto.

[Você tem alguma ideia do que está acontecendo nos outros lugares? Nopht e Nephren estão seguras?], perguntou.

[Eu não sei os números exatos, mas eu suspeito que haja aproximadamente 10 Bestas restantes. Mais cedo, vi a Nopht ainda viva, mas parecia estar se esforçando tanto quanto eu. Ainda não vi Nephren, mas acho que está lutando em algum lugar perto do porão].

[Entendo]. Willem pensou um pouco. A situação era obviamente sombria. As fadas não tinha nenhum problema lutando contra pequenas Bestas uma por uma, mas as fadas estavam com uma grande desvantagem numérica. Sem qualquer oportunidade de descansar, quanto mais a batalha se prolongava, mais a vantagem da força das fadas diminuiria. [Eu acho que eu deveria-].

[Não]. Rhantolk o interrompeu imediatamente.

[Eu nem terminei de falar ainda].

[Eu poderia dizer do seu rosto, que você iria dizer algo não muito bom. Algo como, se a situação é tão ruim, nem mesmo abrir o portão para a terra das fadas irá resolver, então vou me sacrificar e limpar tudo. Estou certa? Você estava pensando que isso minimizaria as perdas, correto?]. Willem queria que Rhantolk deixasse de ler sua mente. [Se não, não há explicação para esse sorriso estúpido em seu rosto].

... Estou sorrindo? Willem perguntou-se. [Para você, eu morrer seria menos doloroso, não é?].

[Não vou negar isso. Mas cometer suicídio na minha frente usando uma das minhas amigas como desculpa não seria muito agradável].

Chtholly ainda não tinha acordado. Willem estava tentando desesperadamente lutar contra uma luta sem esperança. Aparentemente, Rhantolk conseguiu descobrir que estes dois estavam conectados.

[Talvez]. Willem colocou a palma da mão sobre a cabeça de Rhantolk, apenas para tê-la golpeada imediatamente. [As Bestas estão crescendo e menor número. Você continue descansando. Vou dar uma olhada no porão].

[Isso é uma ordem?].

[Tome-a como quiser], Willem respondeu, em seguida, correu.

Os ponteiros do relógio apontavam para 6:51 p.m.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

 [Ah!?].

Atingida por um golpe vigoroso, Nopht foi arremessada para trás. Ela saltou das paredes e do teto como uma bola, arrancando alguns tubos, depois rolou para o final do corredor antes de finalmente parar. Ela colocou a defesa de Venenum na hora certa, a julgar pela falta de feridas visíveis em seu corpo. No entanto, como resultado dos impactos repetidos, seu braço direito ficou paralisado e recusou-se a se mover.

[Ahaha... Isso é ruim].

Ela ficou com pés trêmulos, olhando para a Besta que se aproximava lentamente. Continuar a usar Venenum sem descanso por um período de tempo, essencialmente tem o mesmo efeito que correr a toda velocidade durante esse mesmo período de tempo. Forçada a suportar batalhas intensas uma após o outra, a resistência de Nopht atingiu rapidamente seu limite. Mas seus esforços não foram em vão. O número de inimigos estava claramente diminuindo. Apenas um pouco mais, e a luta cansativa acabaria. Ela poderia acabar com isso.

Mas uma vez que acabou, uma vez que a vitória era deles - O que aconteceria então?

Os ponteiros do relógio apontavam para 6:59 p.m.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Nas paredes da cabine da aeronave, cobertas por de chapa de aço, abriu-se um grande orifício. A aeronave estremeceu violentamente, fazendo com que o relógio desgastado caísse. Com um pequeno choque, colidiu com o chão e sua superfície se quebrou. Após sua longa vida, o relógio anacrônico finalmente marcou seu último tique-taque.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Ao olhar de lado, qualquer um poderia claramente dizer que os movimentos de Nephren estavam entorpecidos. Todos os nãos combatentes, em outras palavras, todos, exceto as fadas, haviam evacuado para o porão. Sua presença atraiu inúmeras Bestas, e Nephren sozinha lutou contra as Bestas.

Ela lutou uma batalha de resistência em que tudo em torno dela funcionava para sua desvantagem. A pequena Nephren dificilmente tinha alguma estamina e não tinha experiência suficiente para manter o foco com tantos inimigos. Além disso, na sala fechada, ela não podia fazer uso de suas asas ou agilidade. Sua espada, Insania, era grande e pesada, mas ainda tinha menos alcance do que os membros das Bestas. Ela não teve escolha senão ir com tudo em cada ataque, taxando fortemente sua estamina e o foco. Com o passar do tempo, os movimentos de Nephren ficaram menos afiados e as Bestas apenas aumentavam em número e vigor. Ela foi levada de volta ao centro do porão.

[Todos que não podem voar, agarrem algo!!].

A voz de Grick rugiu através dos tubos do transmissor de voz. Enquanto isso, na sala de controle, Grick estava ocupado pilotando a aeronave. Substituindo alguns mecanismos de controle, ele girou forçosamente o leme. A aeronave rangeu alto e começou a inclinar-se. O nariz foi levantado, enquanto a popa apontou para o chão.

Os Timere que se reuniram no porão para caçar os sobreviventes, começaram a escorregar no chão inclinado. Ao mesmo tempo, Nephren usou sua espada para cortar um dos portões de carga grande. Vários bens armazenados no porão - Alimentos para a viagem para casa, relíquias desenterradas na terra - Tudo caiu. As Bestas tentaram transformar seus membros para melhor agarrar no chão e nas paredes, mas a barragem de caixas de madeira caindo sobre elas as afastou.

Um Timere dividiu seu corpo em dois quando caiu. E então, usando a outra metade como um trampolim, deu um grande salto e com o impulso e tentou agarrar Nephren com suas longas garras.

[Boa tentativa!].

Um valente membro da equipe jogou um barril de óleo no monstro. Não só atingiu o seu objetivo, como também derramou óleo de cozinha escorregadio em todos os lugares. As garras com o objetivo de perfurar o estômago de Nephren falharam e apenas arranharam levemente a parte de trás da cabeça. A Besta então transformou seus membros novamente, desta vez em pernas crustáceas espinhosas e sem casca. Tentou se prender no chão com elas, mas o óleo a impediu. Logo, a Besta voltou aos seus companheiros no céu.

Os membros da tripulação soltaram um grito. [Bom trabalho, senhorita!]. Alguém gritou palavras de gratidão a Nephren.

Naquele mesmo momento, o corpo da fada soldada começou a escorregar no chão inclinado. Ela superou os limites dela há muito tempo. De alguma forma, ela terminou a luta apenas alimentada pela pura força de vontade. E agora, com o último ataque da Besta e a sensação de alívio no final da batalha, esse último fio de força de vontade havia sido cortado.

[Senhorita!]. Alguns membros da equipe soltaram gritos. Alguns tentaram rastejar pelo chão em direção a ela.

[... Não... Venha...].

O corpo de Nephren estava quente como um inferno, mas ao mesmo tempo frio como o gelo. Desnecessário será dizer que ela tinha inflamado demais Venenum. Ela virou as costas para a vida e abusou desse poder terrível, sabendo que cada passo a aproximava da morte. Agora, havia apenas um possível resultado que a aguardava: berserk. O poder imenso e não controlado que emanava dela explodiria tudo na área com força suficiente para destruir um grande Timere de uma só vez em uma manifestação de destruição esmagadora.

[Espere aí! Estou indo!]. Um Frogger membro da tripulação de gritou enquanto ele rastejava polegadas por polegada em direção à Nephren.

Ela não podia ser salva por eles. Esse pensamento mexeu o corpo de Nephren apenas um fio de cabelo para trás.

[Senhorita!?].

Com um leve toque no chão, Nephren saltou no vasto céu vazio e começou a descer até o chão abaixo.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Pelo canto do olho, através de uma fenda no casco, Willem viu Nephren inconsciente em queda livre.

[O que-].

A mente de Willem ficou em branco. Dentro de uma fração de segundo, ele se jogou aos ventos. Forçando a abrir os olhos feridos, viu Nephren e seguiu seu caminho. Ela tinha soltado Insania e simplesmente continuou a cair, incapaz de controlar seu corpo por mais tempo. Ao redor dela, um grupo de Bestas que provavelmente caiu da aeronave ao tentar alcança-la, planando desajeitadamente pelo ar.

Bem, é isso, pensou Willem. Com um Demolishing Nightingale Dash, ele pulou para Insania e agarrou a espada. Ignorando a feroz dor que pulsava através de seu corpo, ele acendeu seu Venenum e tentou ativar a espada. Não adiantava. Willem não tinha o talento para exercer um Carillon de classe alta. Mas ele já sabia disso. Lutando contra a intensa resistência do ar, ele lentamente esticou a mão para o centro da lâmina.

[Iniciar manutenção!!].

As rachaduras na lâmina se alargaram e a luz derramou-as quando Insania explodiu. Willem então agarrou o cristal que servia como o núcleo de toda a espada e arrancou-a, cortando as linhas de feitiço de conexão. O circuito da espinha dorsal, agora incompleto, começou a superaquecer, pois não conseguia suportar sua própria pressão interna. A espada conhecida como Insania já não existia mais. Tudo o que restava era uma massa de poder bruto e turbulento.

No total, haviam 13 Bestas que cercavam Nephren. E em alguns segundos, elas, juntamente com Willem e Nephren, todos tocariam o chão e pereceriam instantaneamente.

[Fiquem longe dela!!]. Com um rugido selvagem, Willem voou para o bando com um segundo Demolishing Nightingale Dash.

Por ScryzZ | 03/08/18 às 12:27 | Aventura, Fantasia, Sobrenatural, Romance, Drama, Protagonismo Feminino, Guerra, Tragédia, Mistério, Sci-fi, Japonesa