CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 19.4 -『DENTRO DE UM SONHO DOCE E GENTIL』- fantoches no palco -

Shuumatsu Nani Shitemasu ka? Isogashii desu ka? Sukutte Moratte Ii desu ka? (SukaSuka)

Capítulo 19.4 -『DENTRO DE UM SONHO DOCE E GENTIL』- fantoches no palco -

Tradução: Itsuki Lonely Driver

Parte 04 - A Garota de Cabelos Escarlate

Uma grande pintura pendurada em uma das paredes de uma pequena igreja. Ele representava um vasto e árido deserto e cerca de 10 homens e mulheres sem rosto de pé sobre ele, todos amontoados um ao lado do outro.

[Fora do distante oceano de estrelas, os deuses desceram sobre o deserto].

Uma jovem estava de pé diante dessa pintura, olhando para ela. Seu cabelo escarlate brilhante parecia uma chama viva, e a estrutura de seu corpo era típico de uma garota no meio da adolescência. Mas sua expressão facial inocente e encantadora enquanto olhava para a pintura na parede quase parecia a de uma criança.

[Ao ver as planícies vazias e sombrias, os deuses estavam cheios de tristeza. Eles separaram pequenas porções de suas almas e as entregaram às Bestas selvagens que se arrastavam na terra. Levando os fragmentos de alma dentro deles, as Bestas ganharam inteligência e começaram a atravessar a terra em duas pernas. Foi assim que a raça conhecida como ser humano surgiu]. O velho que comandava a igreja terminou sua explicação e ficou ao lado da jovem. [Você parece estar estudando a pintura com bastante atenção, jovem. Você está interessada na lenda dos Visitantes?].

[Mm]. A menina inclinou a cabeça ligeiramente. [Nunca vi meu pai ou os outros].

O instrutor parecia agradavelmente surpreso. A história de como os Visitantes criaram os seres humanos que a Igreja da Luz Sagrada ensinava não era amplamente acreditada entre os plebeus, então uma pessoa tão apaixonada por sua crença de que se referiam aos Visitantes como seus pais era bastante rara. Ou pelo menos, foi o que o velho pensou quando ouviu a observação da menina.

[Não há necessidade de pensamentos solitários. As almas de nós humanos nos foram dadas pelos deuses. Enquanto estivermos aqui, assim como as almas dos nossos ancestrais distantes, os Visitantes].

[Eu não acho que isso seja possível], disse a menina escarlate com um sorriso triste. [Os fragmentos de alma dos Visitantes eram limitados. Mas os humanos cresceram sua população muito rapidamente. Os fragmentos dentro de cada indivíduo começaram a enfraquecer e perder significado. Estou errada?].

O instrutor franziu a testa. Os comentários da menina continham algumas crenças que contradiziam os ensinamentos da Igreja. Ele pensou em apontar isso para ela, mas algo mais chamou sua atenção.

[Por que você fala no tempo passado?].

[Mesmo que esses eventos sejam o presente para você, para mim eles são o passado distante]. Ela não parecia estar brincando ou se fazendo de boba. A menina tinha a expressão transparente e vazia de alguém que desistiu de tudo, uma expressão completamente inapropriada para uma jovem.

[O que você está fa-].

[Ah]. A menina de repente interrompeu o homem quando ele começou a questioná-la. [Desculpe eu tenho que ir agora. Carma está chamando]. Ela girou bruscamente, fazendo com que a bainha de suas roupas de viagem flutuasse ligeiramente. [Adeus. Eu realmente gostei dessa pintura].

[E-Espere um se... Eh...].

O instrutor pensou que ele tinha ouvido um pequeno passo, mas no instante seguinte, a figura da menina desapareceu completamente de sua visão. Ele recuou a mão que ele esticou para agarrar o ombro da garota e olhou para a palma da mão.

[... Hm...?].

Sua memória rapidamente ficou turva. Alguém estava aqui agora. Ele estava conversando com alguém. Ele estava tão seguro disso, mas ele não conseguia se lembrar de como esse alguém se parecia, como era a voz desse alguém, ou o que eles tinham conversado. Sentia quase como se tivesse sido enganado por uma fada na escuridão nebulosa da noite.

[O que...], ele murmurou, mas ninguém estava lá para responder.

O velho deslocou o olhar para a pintura pendurada na parede. Claro, os Visitantes presos na tela não podiam falar com ele. No entanto, por um breve momento, ele pensou ter visto sorrisos solitários em seus rostos originalmente não desenhados.

Por ScryzZ | 03/08/18 às 13:04 | Aventura, Fantasia, Sobrenatural, Romance, Drama, Tragédia, Protagonismo Feminino, Guerra, Mistério, Sci-fi, Japonesa