CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 25.5 - 『TODOS, EM NOME DA ESPERANÇA』- dias brilhantes, labirinto destruído -

Shuumatsu Nani Shitemasu ka? Isogashii desu ka? Sukutte Moratte Ii desu ka? (SukaSuka)

Capítulo 25.5 - 『TODOS, EM NOME DA ESPERANÇA』- dias brilhantes, labirinto destruído -

Parte 05 - O Homem Chamado Willem

O sol escarlate se pondo brilhando através das cortinas de renda levemente iluminava o quarto apertado. No interior estava apenas um jovem casal.

[Ah... Ah...].

Em cima de lençóis desordenados, uma jovem mulher Turturel respirava rapidamente.

[Essa sensação... Muito boa...].

Tapando ligeiramente suas bochechas coradas, ela se sentou e reajustou suas roupas desgrenhadas.

[Onde quer que seus dedos toquem aquece como o calor de uma chama. É como se eu perdesse o controle do meu corpo].

[Bom ouvir isso].

Sentado à beira da cama, Willem desviou o olhar para a direção oposta.

Ele ainda não conseguia se lembrar de muito de si mesmo, mas, pelo menos, estava claro que ele era um homem jovem e saudável. Quanto à Turturel, excluindo as poderosas asas levemente cinzentas nas costas, sua aparência externa parecia a de uma ‘sem marca’. Sua pele era macia, quente e suave ao toque, e quando ela soltou os ruídos estranhos, bem, ele não conseguiu impedir que seus pensamentos entrassem em direções esquisitas.

[Seus músculos foram apertados de maneiras estranhas em alguns lugares, então eu afrouxei todos eles].

Ele respirou profundamente, tentando desesperadamente acalmar seu coração excitado para esconder a resposta de seu corpo.

[Se você não colocar excesso de tensão em seu corpo por um pouco, a inflamação não piorará. Você deve tomar um banho quente e dormir cedo hoje].

[O que há de errado? Você parece tão distante agora que acabou].

[Não é nada].

[Mentiroso. Suas orelhas estão vermelhas brilhantes].

[Se você notou, então não diga nada!].

Willem replicou, ainda com o rosto virado. No calor do momento, o remendo que cobria o olho direito deslocou-se ligeiramente fora de posição. Ele o corrigiu rapidamente. Ainda não costumado a usá-lo, a sensação do remendo que estava ali ainda não estava familiarizado completamente em seu corpo.

[Ah, desculpe. Eu sinto que eu deixei escapar alguns ruídos enquanto você estava trabalhando. Isso também era estimulante?].

[Não. Eu não sou uma criança. Eu não reajo para qualquer coisa assim].

[Os adultos reagem a coisas assim, não crianças, sabia?].

[Eu não preciso que você me corrija!]. Ele resmungou de novo, ainda de costas.

[Haha, que fofo], a mulher disse com uma risada infantil.

[Willem, não é? Você parece estar agindo como um adulto e tudo mais, mas você é muito jovem, certo? Quantos anos você tem?].

[Eu não lembro]. Ele disse a verdade.

[Você acabou de começar a trabalhar na Pousada do Astaltus, certo? O que você estava fazendo antes? Estudando medicina em Collinadiluche ou algo assim?].

[Como eu disse, não lembro]. Mais uma vez, a verdade.

De acordo com o que Willem tinha ouvido, Collinadiluche era uma grande cidade a poucos passos de distância, que se orgulhava de uma grande população e da mais longa história de Règles Ailés. Claro, muitas faculdades de medicina conhecidas estavam localizadas lá. Naturalmente, provavelmente havia muitos que estudavam medicina nessas faculdades. No entanto, ele de alguma forma teve a sensação de que ele não era um deles. Seja lá o que estudasse, provavelmente não era medicina ou algo assim. Ele não estudou a teoria da massagem agradável, mas algo mais, algo mais coberto de sangue e sujeira. Ele não conseguiu explicar o sentimento muito bem.

[Ahh, meu corpo está tão leve! Eu acho que eu poderei voar por aí amanhã!]. A mulher levantou-se e se esticou.

[Você estava bem rígida. Seu trabalho é tão cansativo?].

[Eu faço entregas para o escritório dos correios. Alguns dias eu carrego coisas bastante pesadas. Realmente lamentável que eu tenha que ganhar esse músculo...], ela disse enquanto girava o ombro.

[Não se esforce. O que fiz não é nada mais do que um tratamento de emergência. Um movimento errado e você poderá acabar caindo amanhã].

[Isso não seria bom... Espera, você já está indo para casa?].

[Sim].

[Por que tal pressa? Que tal uma xícara de chá, pelo menos].

[Não, obrigado. Alguém está me esperando].

[... Ah, a garotinha de mais cedo?], a mulher Turturel riu.

[Estou desapontada por não ter conseguido seduzi-lo, mas acho que não podemos deixar essa garota sozinha. Que pena].

[Fico feliz em ver você entender. Bem, eu vou embora].

[Okaay. Diga oi para Astaltus e sua pequena companheira por mim].

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Quem sou eu? O jovem pensou. Seu nome era Willem, aparentemente. Ele só sabia por que outras pessoas lhe disseram. Ele não conseguiu realmente lembrar seu nome, ou qualquer outra coisa sobre ele.

Toda vez que ele tentava se lembrar de seu passado, uma dor abrasadora percorria sua cabeça. Sempre que ele tentava suportar essa dor, por algum motivo, Elq, outra sobrevivente do mesmo acidente da aeronave, parecia ficar com dor por conta própria. Como resultado, ele não queria testar isso ainda mais.

O que passou, passou. Preciso me concentrar no que está na minha frente, não me perder no passado e perder de vista o presente. Com isso, o jovem começou a viver uma nova vida.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

As estrelas encheram o céu sem nuvens até a borda, parecendo como se fossem derramar a qualquer momento. O ar frio parecia refrescante na pele do jovem, aquecido pelo trabalho árduo de um dia.

[Ah... Estou exausto].

Ele era um empregado em uma pousada, então, é claro, seus bicos de massagem itinerante não era exatamente parte de seu trabalho. Apesar de sua cabeça não ser capaz de recordar uma coisa, seus dedos pareciam lembrar muito. No começo, ele apenas começou como um serviço adicional para os clientes regulares da pousada, mas, de alguma forma, a palavra começou a se espalhar, e agora as pessoas de todos os lugares estavam pedindo à ele diretamente.

Quase todos os seus clientes eram homens de meia idade. Por causa de sua grande quantidade de músculos inatos, a decadência da idade ou a falta de exercícios os afetavam particularmente. Eles também tendiam a pensar em si mesmos como ainda jovens, o que os levou a superestimar a quantidade de tensão que seus músculos podiam manipular. No entanto, de vez em quando, como hoje, ele recebia pedidos de jovens mulheres.

[... Willem, muito promíscuo].

E toda essa ocasião colocou Elq em um humor mal-humorado no caminho de casa.

[Você fica tão fraco contra qualquer adulta ligeiramente bonita].

[Não, eu não], ele gemeu de volta.

[Traidor].

[Não sou. Eu nem posso trair porque não estou em um relacionamento... Ah, espera].

Pensando nisso, ele percebeu que, com suas lembranças desaparecidas, ele não fazia ideia dos relacionamentos de seu passado com as mulheres. Era certamente possível que ele tivesse uma namorada, ou mesmo uma esposa.

... Nah. Ele rapidamente descartou a ideia. Ele simplesmente não podia imaginar-se sussurrando palavras de amor para uma menina, então era difícil pensar que ele alguma vez entraria em um relacionamento especial com uma. Certamente, ele tinha ficado solteiro e não merecia qualquer acusação de traição.

[Ah!].

Elq tropeçou em uma pedra, provavelmente como resultado de ela olhar para as estrelas enquanto caminhava por uma estrada escura à noite. Assim que ela estava prestes a cair para frente, ele a agarrou pela parte de trás do pescoço dela.

[Seja cuidadosa. A estrada aqui é um pouco esburacada].

[O-Ok...].

[Devemos dar as mãos?].

[Eh? Uh... Mas...].

Ela parecia hesitante, mas, sem se importar, ele agarrou mão dele de qualquer maneira. Frio. Então, ele notou: as alturas deles eram muito diferentes para andarem assim.

[V-Vamos, é embaraçoso], protestou Elq.

[Por que você se transformou em uma adolescente de repente].

[Eu lhe disse, eu não sou um crianafgh!]

Eles não podiam caminhar enquanto seguravam as mãos, mas Elq não conseguia caminhar com segurança sozinha. Era realmente um problema complicado, mas uma solução existia. Ele ergueu o pequeno corpo da garota completamente do chão e colocou-a em seus ombros. Um passeio sobre os ombros.

[Uau…].

[Tenha cuidado, será mais que apenas doloroso se você cair].

[Uau, estou tão alta! Eu posso ver tanto!].

Ela não parecia estar ouvindo.

[As estrelas! É como se eu pudesse alcançá-las!].

Elq esticou a mão para o céu com toda a sua força. Claro, não havia como chegar às estrelas. Mas ainda assim, ela sentiu a sensação de que podia. Então ela continuou alongando e alongando. Ele entendeu esse sentimento muito bem. Ele não sabia o porquê, mas ele fez.

[Segure em alguma coisa, ok? Cabelo ou o que quer que seja, não importa].

[Eu, eu sei!].

Apesar de receber talvez o tratamento mais infantil possível, Elq não parecia se queixar.

[Ei, Elq. Você me conheceu antes de perder minha memória, certo?].

Ele sentiu a presença em seus ombros agitar.

[…Eu não sei].

[Mesmo? Mas...].

Ela parecia bastante informada sobre Willem. Ele primeiro ouviu o nome 'Willem' quando ela o chamou por ele. Também...

[Você parece estar realmente à vontade, se nós fossemos totalmente estranhos antes. Bem, isso foi uma grande ajuda, mas...].

[Isso é, um... Apenas como as coisas acabaram, isso aí].

A resposta de Elq parecia bastante incerta. Era óbvio que ela estava escondendo algo. Bem, Willem imaginou que não precisava importuná-la.

[Carma foi para algum lugar, e bem eu sou uma adulta, mas é a minha primeira vez vivendo minha própria vida, então não queria estar sozinha].

[Carma?].

[Ela cuidou de mim desde que nasci. Junto com Ebo e Jay].

[Hmm?].

Um monte de nomes saíram de sua boca. Willem achou que eles eram os servos de sua família ou algo assim. Nesse caso, ela deve ter sido de uma família bastante proeminente. Está bem que ela passe seus dias fora comigo? Eu me pergunto se sua casa está em um grande pânico agora...

[Está tudo bem para você não voltar para casa?].

[Sim. Eu não tenho mais uma], Elq respondeu casualmente.

[Se eu esperar, tenho certeza de que Carma acabará me encontrando. Quando isso acontecer, procuraremos o Ebo juntos].

[Hm].

Procurando por aí pelos seus antigos servos dispersos, hein? Eu realmente não entendi, mas espero que tudo corra bem.

[Então é por isso que estar com você agora é apenas como as coisas acabaram. Tenho certeza que vai acabar em breve. É apenas um... Relacionamento c-casual?].

Elq parecia estar usando palavras sem realmente saber o significado delas. [Usando mais palavras adultas].

[Eu sei, certo?]. Willem ouviu um hmph orgulhoso de cima.

[- Além disso, apenas uma pequena adição à nossa conversa de antes].

[Hm?].

[Chtholly sou eu. Mas eu não sou a Chtholly].

- Eh?

[Chthol... ly?].

Um nome desconhecido. Um nome que ele não lembrou. Um nome que puxava suas cordas do coração.

[Então é por isso que não vou me apaixonar por você. Eu sinto que isso seria realmente injusto - Willem?].

Ao perceber seu comportamento estranho, Elq agarrou seu cabelo.

[Algo errado? Não está se sentindo bem?].

[... Estou bem], ele respondeu, forçando o crescente impulso a voltar para dentro dele.

[Não é nada. Apenas perdi o equilíbrio um pouco. Acho que não tenho me exercitado o suficiente].

[Sério?].

[Sério].

Seu corpo parecia ser usado para bancar o durão na frente das crianças. Aparentemente, era bom em contar mentiras também. Ainda suprimindo uma dor de cabeça e náusea, Willem conseguiu um sorriso natural.

[Tudo bem, vamos seguir o resto do caminho de casa. Correr é o melhor para corrigir a falta de exercício].

[Eh? E-espera, então vou sair].

[Eu não vou deixar você cair! Agarre-se para que você não caia!].

[Eh? Eh, eh, eh?].

Willem ignorou as vozes de confusão por enquanto, então, como ele prometeu, explodiu correndo pela estrada noturna.

[Ah, ah, ahhh!!].

Como esperado, em cima de seus ombros, Elq foi violentamente chacoalhada. Suas mãos pequenas seguravam os cabelos pretos de Willem por sua preciosa vida. Doía apenas um pouco. Mas ele acolheu esse tipo de dor. Ele aqueceu seu coração, ao contrário de alguma dor de cabeça aleatória.

[Não fale, você vai morder sua língua].

[D-deixe-me descer! Aaaahhh!].

Acho que não adianta. [... Ei, Elq].

[O-Queee?!].

[Eu te amo].

[.......].

 Um longo silêncio.

 [Você está me tratando como uma criança novamente], Elq reclamou.

[Haha, como você sabia].

Ele sentiu um forte abraço na parte de trás da cabeça dele.

[Não há como você dizer isso a sério. Eu sei porque Chtholly, e talvez Lillia também, sofreram com isso].

Uma dor aguda atingiu a cabeça novamente. E desta vez, seu peito também, por algum motivo.

 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

 Elq Hrqstn estava morta, aparentemente. Ela era originalmente um ser perpétuo, mas um rótulo dizendo 'isso é um cadáver' foi colado sobre ela. Tanto o mundo como o próprio corpo da visitante acreditava no rótulo. O mundo a tratava como um cadáver, e seu corpo agia como se fosse um. E se todos pensam que algo é um cadáver... Então é um cadáver. Dessa forma, o rótulo superou a realidade.

 No entanto, apenas alguns dias antes, Nils fez uma pequena ferida naquele rótulo, fazendo com que ele perdesse uma pequena quantidade de persuasão. Então, isso, por sua vez, fez com que o cadáver se tornasse um cadáver apenas um pouco. Elq transformou-se de um cadáver completo para uma coisa confusa com apenas um pedaço de carne perpétua misturada.

 Willem realmente não entendia a lógica, e ele provavelmente também não precisava. O importante é que o corpo atual da menina era inconfundivelmente quase um cadáver. Além disso, no entanto, mesmo que fosse um pouco, ela estava vivendo. Ela estava desfrutando cada dia ao máximo, agindo como uma adulta e ainda se comportando como uma criança ao mesmo tempo.

 E finalmente, ao contrário dele que tinha perdido o passado, ela tinha um lugar para ir. Ela tinha alguém para se encontrar. Coisas que ela precisava fazer. No entanto, ela estava escondendo todas essas coisas e ficando na pousada com ele. Ele sabia o motivo: ela estava preocupada de não poder deixá-lo sozinho em seu estado atual.

 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

 Dentro da panela, a carne de javali fervia ruidosamente. Atraídos pelo cheiro delicioso, suas mãos ameaçaram atacar por conta própria, mas um olhar de Astaltus os deteve. Willem sabia muito bem que se alguém quiser comer a carne mais deliciosa, não se deve ir contra as instruções de um Troll. Como sempre, porém, ele não tinha ideia do por que ele sabia muito bem. Meu passado é misterioso, ele pensou de forma casual.

 Astaltus, o dono da pousada, era um Troll. Uma espécie de Ogro, eles tinham o costume perturbador de entreter convidados apenas para comê-los depois. No entanto, com o assassinato de formas de vida inteligentes era proibido pela lei, Astaltus não poderia continuar esse costume. Tentando pelo menos cumprir o instinto de entreter convidados, abriu sua pousada... Aparentemente.

 [Há muitos Trolls que escolhem esse estilo de vida. Nós temos nossas próprias aldeias, mas apenas metade da nossa gente vive nelas. O resto está em vários lugares vivendo uma vida semelhante à minha], explicou Astaltus enquanto olhava a carne na panela com um olhar bastante gentil.

 [Eu tenho uma filha, mas ela se mudou para uma ilha para cuidar de crianças pequenas. Eu sei que isso não significa muito que vem de seu pai, mas ela realmente é uma garota legal, então eu acho que o trabalho é perfeito para ela].

 [Entendo...]. Willem respondeu, então um pensamento repentino o atingiu.

 [Então, se a sua filha cresceu... A propósito, quantos anos você tem?].

[Eu passei dos 50 há um pouco tempo atrás].

[... Você não parece ter essa idade], murmurou Willem, então examinou o rosto de Astaltus.

Suas características faciais sozinhas não revelavam sua idade. Embora ele tivesse muitos cabelos brancos e rugas em suas bochechas, Willem não teve uma impressão de que era tão velho. Dito isto, ele também não parecia jovem. Não importa a idade que ele tenha dito, provavelmente não teria soado certo para Willem no início.

 [É assim que são os Trolls. Não é como se não envelhecemos, mas não é muito notável. Ah, parece que a carne está pronta].

[Estou com inveja], respondeu Willem, casualmente, enquanto tirava a carne da panela e se empanturrando.

 [… Delicioso].

[Hehe, certo?] Astaltus sorriu feliz.

[Q-Q-Quentsdha...].

Enquanto isso, Elq parecia ter problemas, então Willem entregou sua água. [Não force isso se você não consegue lidar com alimentos quentes].

 [Eu pensei que estaria tudo bem], Elq fazendo beicinho com lágrimas nos olhos.

Willem entendeu que estava tentando crescer, mas claramente não estava sendo sincera consigo mesma.

[Por sinal, você se acostumou a morar aqui?]. Perguntou Astaltus de repente. [Collinadiluche está perto, e estamos ao lado da estrada. Pessoas de todas as raças estão indo e vindo. Bem, mesmo com vocês, ‘sem marca’, não acredito que isso possa causar muitos problemas].

 [Ah, não, nenhum problema], respondeu Willem.

 [Agradeço o que você fez. É muito confortável, sinto que estou aqui desde sempre].

[Bem, isso é bom de ouvir. No começo, era suposto ser até Nils voltar, mas se você quiser, você pode ficar depois disso também].

[... Ah, como eu diria isso...].

[O que seria?].

[Em histórias de pessoas com amnésia, não é geralmente uma jovem que vive sozinha e diz essa fala?].

 [Haha, então eu posso perguntar, não é você que está vagando na casa de um homem que vive sozinho e não na de uma jovem?].

Entendo. Isso é verdade, nós dois quebramos a metáfora.

[Sinto que estou sendo ignorada], uma menina, muito jovem demais para contar como jovem mulher, reclamou.

[Bem, colocando a ficção de lado, acho que vou aceitar à sua amável oferta um pouco], disse Willem enquanto colocava parte de uma cenoura no prato de Elq. Ela fez uma careta. [Não seja exigente com sua comida. Você não vai crescer desse jeito].

 Depois que ele terminou de falar, ele lembrou que ela era de alguma forma (ele não entendia o raciocínio) deveria ser praticamente um cadáver. Nesse caso, não importava o quanto ela comesse, um futuro de crescimento não a aguardava. Em primeiro lugar, por que ela estava comendo?

[Ugh...].

 Com lágrimas em seus olhos, Elq colocou o pedaço de cenoura na boca. Depois de um pouco de mastigação, ela engoliu. Aparentemente, algo deve ter ficado preso em sua garganta, porque ela imediatamente pegou a água e engoliu em seco, e então bateu no peito. Depois de uma breve pausa, ela sorriu com orgulho. Vendo a falta de resposta, ela se aproximou do rosto de Willem, então sorriu com orgulho novamente.

 [Ah, boa garota, boa garota]. Ele lançou alguns elogios a ela.

[Sim!], ela disse com entusiasmo.

E ela me disse para não tratá-la como uma criança...

Willem fechou os olhos e desejou que esses dias pacíficos, hoje tão gentis que pareciam quase artificiais, continuassem pelo menos um pouco mais.

Por ScryzZ | 03/08/18 às 14:59 | Aventura, Fantasia, Sobrenatural, Romance, Drama, Protagonismo Feminino, Guerra, Tragédia, Mistério, Sci-fi, Japonesa