CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 4.5 - 『A Leprechaum do Céu Azul』-orgulho de garota-

Shuumatsu Nani Shitemasu ka? Isogashii desu ka? Sukutte Moratte Ii desu ka? (SukaSuka)

Capítulo 4.5 - 『A Leprechaum do Céu Azul』-orgulho de garota-

Tradução: Itsuki Lonely Driver | Revisão: Dudu-Sama

Parte 5: O homem Ayrantrobos

Na terceira manhã, desde que seu treinamento com Willem começou, Chtholly lavou o rosto com água fria.

‘Acalme-se’, ela disse a si mesma. ‘Apenas acalme-se, tudo bem?’

Ela reconhecia que confessar seus sentimentos de amor como aquele seria um grande passo para ela Por outro lado, se isso significasse que ela começasse a seguir Willem em todos os lugares e se colocar no caminho de outras pessoas, o que não seria uma coisa muito boa. Além disso, Ithea ou Nygglatho provavelmente a observariam com carinho enquanto ela seguia Willem. Só de pensar no olhar em seus rostos era o suficiente para fazer Chtholly se arrepiar de ressentimento.

Willem pairou em sua mente brevemente. Ela sentiu suas bochechas esquentarem e apressadamente jogou água fria no rosto para afastar o calor à força. ‘Quanto à questão de Willem possivelmente sendo recrutado por comerciantes de outras ilhas e deixando o armazém por causa disso…’

Ela teve tempo suficiente para pensar com calma e formou um plano de ação concreto. ‘Nygglatho está certa. Eu só preciso perguntar a ele sobre isso’. Ela se sentiu corajosa o suficiente para dar esse passo agora.

「Collon! Lave seu rosto corretamente!」

「Eu não quero! Tá friiiio!」

「Eu concordo totalmente. Eu não quero tocar em água fria quando está frio lá fora.」

「Ei! E vocês duas! Não fujam!」

Passos barulhentos vinham do corredor atrás dela, acompanhados por vozes familiares gritando. ‘Essas crianças, brincando como sempre. Provavelmente é hora de eu intervir’.

Primeiro, Chtholly viraria a cabeça e gritaria para Tiat e seu grupo. Aproveitando-se do fato de que elas paralisaram no meio do caminho, ela colocaria ambas as mãos na cintura e faria uma pose ameaçadora. 「Não corram nos corredores. Lavem o rosto e escovem os dentes com cuidado. Vocês têm que ser bons exemplos para as pequenas.」

‘Isso mesmo’. Chtholly assentiu para si mesma. ‘Se eu agir como normalmente faria, posso recuperar meu estado normal’. Ela terminou de enxugar o rosto com uma toalha e estava prestes a se virar quando, pelo canto do olho, viu a figura de Willem Kmetsch. Ele estava vestindo seu uniforme habitual do exército, e por cima do uniforme um casaco que ele usava sempre que ele tinha que sair.

「...Oh...」 ‘Que bonito’.

O pensamento se materializou instantaneamente na mente de Chtholly. ‘O amor é realmente assustador. Poderia ser assim tão fácil te cegar uma vez que já esteja em seu coração?’ Ela viu as roupas que Willem usava quando saiu algumas vezes anteriormente, ela deveria estar acostumada a isso agora, e ainda assim houve um momento em que ela se perdeu olhando para ele.

「...Huh?」 Uma sensação peculiar agarrou seu coração. ‘Alguma coisa não está certa’.

Já era quase hora da prática diária de esgrima. A julgar pela rotina dos últimos dois dias, Willem usava roupas simples quando treinava.

‘Poderia ser...’

O que Willem usava quando saía era completamente diferente das roupas que ele usava quando treinava. Ele estava planejando ir a algum lugar? Fazer alguma coisa? ‘Poderia ser... P-poderia ser...?’

A sensação de ansiedade, que deveria ter sido extinta apenas alguns segundos atrás, levantou sua cara feia mais uma vez. Todo o pensamento deixou a mente de Chtholly enquanto corria pelo corredor à todo vapor, com as mãos apertando a toalha que ela acabou de usar para limpar o rosto.

「Oh, Chtholly.」 Willem olhou para cima, sorrindo. 「No momento certo, eu tinha algo para te contar. O treinamento de hoje foi adiado, então descanse e crie músculos...」

Chtholly se recusou a ouvi-lo. Parando abruptamente na frente de Willem, ela levantou a cabeça com toda a seriedade, uma expressão tensa estava em seu no rosto.

「...Não treine sozinha e não use Venenum, não importa o que aconteça. Isso atrapalharia sua cura natural-」

「Onde você está indo?」 Chtholly perguntou, sua voz soou como um pequeno sussurro que surgiu  das profundezas do inferno.

「Há algumas coisas que eu tenho que cuidar. Eu vou ficar fora por um tempo.」

Willem estava com a cabeça virada para a porta enquanto falava. Ela seguiu seu olhar para ver um homem Ayrantrobos de aparência familiar parado ali. Sentindo o olhar fixo nele, o homem tirou o chapéu em uma saudação simples.

「Não...」

O corpo de Chtholly se moveu contra sua vontade novamente. Ela correu entre os dois homens e se virou para bloquear o caminho de Willem, com os braços estendidos. 「Não! Não vá!」

「 O que-」

「Por favor, não vá! Nós fizemos uma promessa! Você disse que esperaria por mim! Eu vou trabalhar duro e voltar em segurança! Então...!」

Embora possa ser um pouco redundante mencionar, esse evento se desdobrou pela manhã. Como se pode saber, a manhã é a hora do dia em que todos saem correndo de seus quartos para se preparar para o resto do dia.

「Eu não posso ficar sem você! Sem você, eu não vou poder lutar ou vencer e não vou poder voltar para casa! Eu não posso viver sem você!」

A represa que segurava as emoções de Chtholly se despedaçou deixando elas fluírem livremente. Ao redor deles, as Leprechauns que estavam lavando o rosto ou correndo pelo corredor, bem como uma troll carregando uma cesta de lavanderia, todas pararam para olhar para ela.

「...Er...」

Os olhos de Willem se moveram para frente e para trás. Ele coçou o rosto. Pura confusão coloriu sua expressão.

「Do que diabos você está falando?」

Como se revelou, aquele gato - ‘não’, Chtholly se corrigiu. O nome daquele homem era Lamkeldi Rimashenka. Aparentemente, ele nasceu nesta mesma ilha muito flutuante, mas a deixou há 20 anos para ganhar a vida sozinho e seguir seu sonho de vida na cidade grande. Assim como Chtholly e as outros pensaram, ele se tornou um comerciante de tabaco na 13ª ilha flutuante. Graças a uma combinação de habilidade comercial e sorte, ele parecia ter uma carreira de sucesso. Quando sua mãe faleceu, há um mês, ele aproveitou a oportunidade para entregar seu bem-sucedido negócio a um companheiro mais jovem, e depois usou dirigíveis públicas e ferrymen’s particulares para retornar à 68ª ilha flutuante.

Na casa que ele ficou longe por vinte anos, um relógio de parede tinha parado de funcionar.

Todas as coisas têm datas de validade; isso é uma lei da natureza. Esquecer a casa e a família por muito tempo e apenas insistir em lembrá-los na velhice pode parecer um tanto descarado. Mesmo assim, Lamkeldi disse que o relógio era uma preciosa herança repleta de lembranças dele e de sua família, e esperava ouvir seu badalar mais uma vez.

Agora, eles estavam na sala da casa do homem Ayrantrobos.

「Como você pode ver」, disse Willem, 「mesmo que seja apenas um relógio de parede, ainda há muitos mecanismos complicados por dentro.」

Ele abriu o relógio com um ‘estalo’, revelando o que ele disse que estaria lá: uma bagunça superlotada de dispositivos de dar corda, parafusos e engrenagens. 「Para não mencionar, é alimentado por um mecanismo anacrônico ao em vez de cristais. Nenhum amador poderia consertar isso.」

Willem começou habilmente removendo pedaços um por um. Surgiram engrenagens enferrujadas, eixos tortos e um som de pente faltando um dente. Chtholly ficou em silêncio, observando-o trabalhar.

「Mesmo assim, ele ainda queria consertar, e acho que a Nygglatho aproveitou a oportunidade para mencionar meu nome. “Ele parece ser talentoso em todos os sentidos, então aposto que ele poderia até consertar equipamentos mecânicos!”」 Willem balançou a cabeça. 「Um raciocínio bastante ridículo.」

É claro que seu raciocínio era absurdo, mas o homem que consertava o relógio na frente de todos parecia tão absurdo quanto. Era para supostamente ser algo que amadores não conseguiriam consertar. E, no entanto, em suas próprias palavras, 「É como um brinquedo de criança comparado a uma Dug Weapon.」

‘Como eu gostaria que todos os técnicos do mundo pudessem ouvir isso. Seria ainda melhor se eles estivessem segurando pedras perfeitas para jogar’.

「...De qualquer forma, foi o que eu disse para a Ithea e a Nephren.」

「Hã?」

「Você não sabia? Elas me forçaram a abrir o bico após o treinamento de ontem.」

「Não... eu não sabia.」 Chtholly lançou em Ithea um olhar ameaçador. A outra fada olhou para longe, rindo. 「Esta é a primeira vez que eu ouvi sobre isso. Por que isso aconteceu, eu me pergunto?」

「Heh, heh.」 Ithea sorriu. 「Eu percebi que se mantivéssemos segredo de você, isso poderia levar a alguns desenvolvimentos “muito interessantes”...」

「O que?!」

Ithea levantou as mãos defensivamente. 「Ei, aconteceu, não foi? Graças a você não saber disso, você se tornou muito mais honesta consigo mesma! Essa confissão que você fez antes soou muito legal, não acha? Eu estava esperando que você fosse ainda mais longe, como, talvez, abraçando-o... ou forçando-o contra o chão? De qualquer forma, provavelmente tudo vai bem, e seus sentimentos ficaram claros para o Sr. Técnico também, então é um final feliz para todos, não é?」

「Claro que não!」

「Ah cara, e eu tinha tanta certeza também...」 ela baixou as mãos, a imagem do triste sofrimento.

「Mesmo se você não tivesse feito nada, eu sempre fui honesta! Meus sentimentos são sempre claros!」

「Yahahahaha, não fique brava, não fique brava! Tudo deu certo no final! Além disso, você parece mais atraente quando tenta sorrir, sabia?」

「Quem é a única com a coragem de sorrir agora?」

Ainda rindo, Ithea fugiu quando Chtholly correu atrás dela.

「Ei, ei, não façam arruaça na casa de outra pessoa」 Willem distraidamente as repreendeu, sua atenção nunca deixando o dispositivo mecânico. De pé ao lado dele, Nephren suspirou suavemente. 「Desculpe, por toda a confusão, Sr. Lam.」

「Oh, está tudo bem, meu caro rapaz, tudo bem. Este lugar ficou quieto por muito tempo. É mais feliz estar animado assim.」 O Ayrantrobos estreitou seus suaves olhos âmbar. 「Eu devo perguntar, as meninas são todas suas filhas?」

「Er, você poderia dizer isso」, disse Willem, esfregando a lateral de sua cabeça. 「Nós não somos parentes de sangue, mas elas são uma família preciosa para mim.」

O Ayrantrobos assentiu alegremente. 「Entendo, entendo!」

Nephren olhou para o lado do rosto de Willem que ela podia ver enquanto Ithea e Chtholly corriam ao por aí.

Willem trabalhou meticulosamente, removendo todas as partes quebradas que encontrava e substituindo-as por peças novas que tinham de encomendar, até que finalmente o trabalho de conserto terminou exatamente às duas da tarde.

Chtholly resmungou, ela estava vermelho vivo de vergonha. Ithea sentada ao lado dela, bagunçando o próprio cabelo. 「É tudo minha culpa, tudo culpa minha」, disse ela alegremente, sem qualquer vestígio de culpa em seu semblante.

「Tudo bem, se tudo funcionar como deveria, este último deve fazê-lo...」

Os ponteiros do segundo e da hora do relógio se sobrepuseram na parte superior do mostrador. Houve um leve ruído metálico. Depois de um tempo, tons ricos se espalharam pelo dispositivo.

Willem assentiu com firmeza. 「Bom.」

「Oh? É realmente uma música bem legal, não é?」 disse Ithea, seu cabelo estava mais bagunçado do que o normal, não condizente com sua repentina expressão sóbria.

「Eu me lembro dessa música.」 Chtholly tinha ouvido isso antes. Uma canção de ninar transmitida pelas ilhas flutuantes desde os tempos antigos. Na linguagem comum, era chamada de...

「...Lugar de retorno desejado.」

Ela tinha a letra memorizada de cor. Uma canção de guerra singularmente antiga, contava a história de um soldado em um campo de batalha longe de casa escrevendo uma carta para sua família. Seu conteúdo incluía gratidão aos seus pais, amor para aos irmãos e irmãs, e sentimentos profundos em para às pessoas com quem ele cresceu.

‘Há muitas coisas que quero fazer na minha cidade natal. Portanto, embora possa levar algum tempo, eu definitivamente voltarei vivo’. A carta terminou dessa maneira.

Por fim, a carta foi enviada? Aquele soldado conseguiu voltar para casa? Nada disso foi mencionado na música.

「...Obrigado... obrigado ...」 Lamkeldi murmurou. Lágrimas enormes brotaram nos cantos dos olhos dele, depois começaram a fluir pelo rosto dele. 「Ah...」

Lamkeldi limpou as lágrimas. 「Eu peço desculpas por fazer papel de bobo. Eu me lembrei de um grande número de coisas de muito tempo atrás. Minha nossa, lágrimas com certeza se tornam difíceis de conter, quando você começa a ter a minha idade...」

Willem riu baixinho. Chtholly não sabia dizer o que ele estava pensando, mas ela sentiu como se a maneira como ele riu tivesse um tipo estranho de tristeza.

Por Itsuki Lonely Driver | 21/06/19 às 19:26 | Aventura, Fantasia, Sobrenatural, Romance, Drama, Protagonismo Feminino, Guerra, Tragédia, Mistério, Sci-fi, Japonesa