CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 8.1 - 『TODOS, EM NOME DA JUSTIÇA』- do amanhecer ao anoitecer -

Shuumatsu Nani Shitemasu ka? Isogashii desu ka? Sukutte Moratte Ii desu ka? (SukaSuka)

Capítulo 8.1 - 『TODOS, EM NOME DA JUSTIÇA』- do amanhecer ao anoitecer -

Tradução: Itsuki Lonely Driver


Parte 01 - O Uso Adequado do Amor e da Justiça

O teto da sala de estratégia parecia excessivamente alto. A mesa colocada no meio da sala também parecia excessivamente grande, e as costas das cadeiras circundantes, que provavelmente devem ter sido feitas sob medida, também pareciam excessivamente altas. Este foi provavelmente o resultado de ter que caber os vários tamanhos de corpos das diferentes raças que se reuniam na sala.

E atualmente, o provável proprietário do maior corpo dessa variedade de tamanhos corporais, um Reptrace absurdamente gigantesco, sentou-se em sua própria cadeira de aparência robusta, explodindo em gargalhadas. Mesmo assim, sua expressão não parecia diferente do normal, então realmente era bastante assustador.

[O presságio veio para Tiat, hein? Muito rápido, você não acha?], observou Ithea, sentada em cima de uma cadeira com as pernas penduradas bem acima do chão.

As 3 já tinham tomado banho e retirado toda a poeira e sujeira, e trocaram para uniformes femininos informais. Só por usar roupas diferentes de seu traje diário normal, por algum motivo elas pareciam um pouco mais maduras.

[Eu pensei que levaria cerca de mais 2 anos, antes que essas pequenas segurassem uma espada].

[Não muito feliz com isso?]. Willem perguntou com suas bochechas ainda um pouco vermelhas.

[Hmm, ser capaz de ir para o campo de batalha enquanto você é jovem não é tudo de bom. Claro que existe o perigo de morrer e mesmo que coisas aconteçam, você poderia obter algum tipo de trauma. Para ser sincera, é complicado].

[Mas ainda temos que desejar o melhor. Você sabe, certo? Ela esforçou tanto até agora, porque ela sempre teve o objetivo de se tornar uma fada soldada completamente crescida em sua mente], interrompeu Chtholly.

[Bem, sim, eu entendo isso... Mas complicado é complicado, você sabe?]. Ithea franziu a testa.

[De qualquer forma, Tiat é a razão pela qual eu estou aqui. Mais importante, diga-me o que aconteceu. Ouvi dizer que a batalha na 15ª ilha estava perdida, mas todas vocês estão aqui sãs e salvas].

De repente, Limeskin parou sua gargalhada e olhou diretamente para Willem com olhos que pareciam pedras polidas.

[Guerreiras feridas, vou responder a essa pergunta].

[A-Ah...]. Não esperando uma resposta daquela direção, Willem se sentiu um pouco incomodado.

[Primeiro, eu te elogio. Suas lâminas temperadas brilharam no campo de batalha. Você conseguiu quebrar as presas da Besta. A música da vitória deveria ter sido compartilhada entre todos nós. No entanto, havia uma armadilha além da orientação da adivinhação. As presas se sobrepuseram com outras presas, e para nos poupar de desafiar tolamente aquelas presas desconhecidas, eu escolhi deixar a terra].

... Hum?

[Desculpe, não faço ideia do que você está dizendo].

Para começar, devido a uma estrutura do céu da boca diferente, o Reptrace falou com uma pronúncia distinta difícil de entender para outras raças. Adicionando a maneira indireta de falar de Limeskin, o nível de dificuldade de ter uma conversa aumentou significativamente.

[Entendo]. Limeskin encolheu os ombros, desapontado. Tal gesto normalmente poderia ter suscitado alguma simpatia, mas não funciona para um lagarto que é maior que você.

[Hm, bem para resumir, parecia que poderíamos vencer contra o Timere que foi detectado pelo sistema de alarme].

Ithea começou a levar as explicações com suas próprias mãos. Ela lançou um olhar em direção à Chtholly, em seguida, continuou:

[Essa garota aqui de alguma forma conjurou uma tonelada de poder de quem sabe onde, por isso durante o início da batalha estava indo realmente bem. Tipo, sério. Em um ponto, pensei que pudéssemos deixar tudo para ela e que o resto de nós pudesse fazer uma retirada].

[A antiga espada sagrada Seniorious pode derrubar até mesmo os Visitantes. Se a pessoa certa usá-la da maneira certa, não há nenhuma maneira que poderia perder para mais fracos, certo?]. Willem olhou para Chtholly, mas ela se afastou, recusando-se a responder.

[Parece que ela está de mau humor], riu Ithea.

Willem limpou a garganta e depois conduziu a conversa.

[... De qualquer forma, parecia que vocês iam ganhar, mas vocês não ganharam. O que aconteceu?].

[Havia outro que passou sem ser detectado pelos alarmes. Em primeiro lugar, o Timere precisa ser morto dezenas de vezes antes de realmente ser destruído. Além disso, cada vez que ele ‘morre’ ele lança uma camada de sua casca e se torna mais forte. E este foi especialmente problemático. Depois de 200 óbitos ainda estava animado como sempre, e até mesmo com Chtholly empurrando seus limites, tornou-se uma luta do segundo estágio em diante. Então, nesse ponto, as coisas já estavam ficando bastante difíceis... E depois da 217ª morte... Fora da casca, dois saíram].

[Huh?]. Um grito de descrença escapou involuntariamente de seus lábios.

[Um deles era o mesmo velho Timere como esperado. Mas o outro, era uma coisa diferente. O sistema de alarme pode detectar qualquer Timere entrante, mas é claro que não esperamos que ele também possa notar que outro atacante estivesse grudado nas costas de um deles. Provavelmente não teve a capacidade de crescer rapidamente como o Timere, então demorou um pouco para aparecer na superfície].

[As armas de fogo pareciam não afetá-lo, então podíamos adivinhar que era uma das '17 Bestas', mas, além disso, não tínhamos ideias. Não pergunte se nós poderíamos vencer se lutássemos, nem sequer sabíamos o que poderíamos fazer para começar a lutar com aquela coisa. E então, deixamos cair a coisa no chão junto com toda a ilha flutuante e recuamos].

Ah, entendi. Nenhuma das ‘17 Bestas’ tem asas. É por isso que elas só podem atacar com a esperança de flutuar em uma ilha com o vento, algo que, claro, tem uma probabilidade muito baixa de ocorrer. Então, se você pode de alguma forma enviar o monstro de volta ao chão, você lidou com a ameaça imediata.

[... Sério?].

[Sim].

A vida no mundo presente, em que o solo se perdeu, só pode existir nas ilhas flutuantes. Assim, em outras palavras, as ilhas flutuantes são essencialmente tudo o que resta do mundo. E perder uma delas significava que esse pequeno mundo, ficou ainda menor.

[Se nós forçássemos ainda mais a Chtholly, ou a deixássemos berserk, talvez nós pudéssemos ter derrotado - Muitos soldados lagartos compartilharam essa opinião. Mas qualquer coisa que pudéssemos tentar em uma batalha imprevisível acabaria por ser uma aposta, e jogar fora nosso poder de fogo mais forte para uma aposta com fracas chances não era uma boa ideia - É isso que o Sr. Lagarto Branco decidiu].

O Sr. Lagarto Branco, ou melhor, Limeskin, assentiu com a confirmação. [...]. Por algum motivo, ele olhou apenas uma vez para Chtholly antes de acrescentar: [E por essas razões, fomos derrotados]. Ele falou com uma voz que era difícil de ler qualquer emoção - Bem, essa era praticamente sua voz normal.  [E quanto a isso? Nada para você se preocupar. O que estava no céu acabou por cair. Além disso, o destino não foi gasto. Você vir aqui é uma prova disso. Eu ficarei ocupado a partir de agora. Posso deixar o dever de levar essas soldadas para casa com você?]. Ao perguntar, seus olhos estavam apontados para as 3 fadas.

[Não me importo, mas...].

Willem estava curioso sobre o ‘estar ocupado agora’. Uma ilha flutuante caída que provavelmente nunca poderia ser trazida de volta. O significado dessa perda, e a responsabilidade que vem com ela, ambos devem ser enormes, o que significa que Limeskin, como o general naquela batalha, provavelmente terá muitos problemas. No entanto, se ele mesmo não mencionou os detalhes, provavelmente é melhor não perguntar mais

Bem, lá ele tinha: todos os detalhes da longa e traiçoeira batalha.

[Bom trabalho, vocês três]. Enquanto pensava com piedade de si mesmo por não poder fazer mais nada, Willem falou algumas palavras de gratidão. Ithea riu, Nephren inclinou a cabeça e... A garota restante ficou olhando para frente, sem mostrar nenhum sinal de olhar para o resto deles.

[Mau humor, hein?]. Ithea deu de ombros.

[Chtholly?]. Nephren olhou perto de seu rosto e perguntou, mas recebeu apenas um leve murmúrio de recusa em troca.

Ao sair da sala de estratégia, eles encontraram alguém esperando por eles: a jovem fera, suas orelhas apontavam sua preocupação.

[Hm? Você é a pessoa de mais cedo...]. Willem tentou chamar a garota, mas seu foco parecia estar com alguém atrás dele.

[Tio!], ela exclamou alegremente.

Willem lentamente se virou e lá estava ele: o gigante Reptrace. [Tio?], ele confirmou.

[Hm]. Um assentimento solene veio em troca.

[Você é uma pessoa fera? Seu pelo parece muito escamoso então...].

[Não].

[Então, essa garota é realmente um Reptrace? Suas escamas parecem muito peludas, então...].

[Não. Ela é filha de um velho amigo. Nós somos próximos desde que ela era pequena]. Uma explicação simples, sem reviravoltas, que Willem provavelmente poderia ter adivinhado de qualquer maneira. [- O que foi, Phyr? Eu pensei que eu disse para você não vir aqui], disse o lagarto com um tom ligeiramente forte e culpado.

[Eu vim preparada para receber uma repreensão. Mas, além de você, tio, eu não tenho ninguém com quem eu possa contar]. A menina respondeu com uma voz calma.

Limeskin levantou uma sobrancelha, ou melhor, provavelmente teria se tivesse uma.

[Aconteceu alguma coisa?].

[Chegou uma carta. E diz que se a cerimônia não for cancelada, eles assassinarão o meu pai].

Willem franziu a testa ao ouvir aquelas palavras não tão gentis.

[- Hm].

[Meu pai me disse para não me preocupar com isso. Ele disse que essas ameaças eram apenas papo furado, que quanto mais às levássemos a sério, mais alimentaremos ego deles. Mas eu não penso assim. Não são bandidos tão tolerantes. No entanto, com meu pai insistindo assim, eu não tenho mais ninguém a quem recorrer, a não ser você, tio].

[O sofrimento é mais importante do que tudo, hm?]. O Reptrace olhou para o teto. [Phyr. Lamento, mas tenho que ir].

[Tio...]. Uma nuvem de escuridão caiu sobre o rosto da fera. Um breve silêncio seguiu.

[Willem. Eu tenho um pedido].

[Eu recuso], ele respondeu instantaneamente.

[... Eu ainda não disse nada].

[Eu posso imaginar o que é. Desculpe, mas já tenho trabalho suficiente com essas crianças]. Willem pôde ouvir um pequeno hmph vindo de Chtholly, aparentemente irritada por ser tratada como uma criança, atrás dele. Mas, ele decidiu que seria melhor fingir que não tinha ouvido isso por enquanto.

[Eu decidi há muito tempo não me aproximar de questões que envolvessem mulheres ou crianças]. Desta vez ele ouviu algumas observações de descrença provenientes de Ithea, provavelmente aludindo ao fato de que ele chegou muito perto de uma questão particular envolvendo mulheres e crianças, mas novamente ele decidiu fingir ignorância.

[Bem, isso é inevitável... Então, Chtholly. Existem quaisquer obstáculos na condição do seu corpo?].

[Eh?]. Chtholly soltou um grito confuso ao ouvir seu nome de repente sendo chamado. [Ah sim. Meu corpo está se recuperando. Mas, ainda será difícil usar uma arma].

[Não me importo. Bem, então, deixarei este assunto em suas mãos].

Chtholly piscou uma vez com surpresa.

[Ah... Hm... Uh...]. Depois de ficar alguns segundos perplexa um tanto quanto exagerada, ela se recolheu o suficiente para fechar os olhos e respirar fundo. Então, abrindo os olhos novamente, conseguiu começar a falar.

[M-Mas eu sou uma fada, você sabe? Não sei nada sobre esta cidade, nunca atuei como uma escolta antes, e logo depois de uma longa batalha, então não consigo conjurar Venenum...].

[Mas não parece haver mais ninguém em quem confiar. Lide com isso de alguma forma].

[Bem... Mas...]. Chtholly lançou um olhar para Willem.

O objetivo de Limeskin era óbvio: não havia necessidade de Willem aceitar diretamente. Se ele empurrar a responsabilidade para uma das fadas soldada, segue-se que Willem assumiria o fardo em seu lugar. Isso foi o que Limeskin previu. E, muito para o desgosto de Willem, era uma previsão bastante precisa.

[... Esse é um truque sujo. O que aconteceu com o seu orgulho de guerreiro?].

[Um soldado também deve permanecer fiel à vitória].

Um retrato bastante flexível de soldado, pensou Willem.

[Eu acredito que quase nunca falei com você. Eu fiz algo para ofender você?].

[Você me fez ter interesse em você, isso é tudo].

[Hum, se possível, preferiria se ninguém, exceto o tio...]. A jovem fera tentou fazer uma objeção, mas Limeskin ergueu a palma da mão e silenciou ela.

[Não há motivo para se preocupar. Eu ainda não sei se posso confiar ou contar com este homem, mas eu certamente posso esperar alguma coisa].

[Isso não conta como um elogio...].

[E eu não tinha a intenção de dar um]. Limeskin assentiu, então começou a andar. [Eu deixo o resto para você, Chtholly. Siga a orientação do vento com aqueles que caminham ao seu lado e cumpram seus deveres].

[Ah...].

Os 5 restantes ficaram ali, meio deslumbrados, e assistiram aquelas costas enormes enquanto se afastava.

Siga com aqueles que caminham ao seu lado, aquele lagarto bastardo tinha dito. Não me diga onde andar, Willem pensou, mas não conseguia expressar sua indignação em palavras. Se ele tivesse reagido assim, significaria reconhecer que ele tinha essas intenções desde o início. Embora certamente ele não esteja mais em posição de considerar aceitar ou não, porque ele estava apenas expondo aspectos confusos patéticos de si mesmo, então ainda há limites que ele não teve a coragem de percorrer.

[Hm...]. Uma voz tímida quebrou o silêncio, só para logo ser cortada por Willem.

[Desculpe, mas eu tenho algo para cumprir. Falaremos enquanto caminhamos].

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

A capital antiga após a chuva tinha uma aparência completamente diferente do que no dia anterior. As ruas de tijolos e as sobras de poças de chuva brilharam intensamente, refletindo os raios do sol da tarde. Esculturas colocadas em vários pontos em toda a cidade, envoltas em luzes fracas e sombras vagas, levaram um ar um tanto divino que os rodeava.

Ithea soltou um enorme bocejo, completamente grosseiro. O ar claro e frio encheu seus pulmões, lavando os pedaços de sonolência persistente nos cantos da cabeça.

[Cidade agradável, hein?], ela disse enquanto se esticava. [É mesmo bom para nós estarmos fazendo isso? Andando pela cidade como pessoas normais e tudo mais... Nossos movimentos fora da 68ª ilha devem ser restritos].

[Neste momento, vocês estão de plantão. Você mesma recebeu ordens diretamente do nobre 1º oficial...].

[Nah, foi apenas para Chtholly. Além disso, estritamente falando, somos armas, então, mesmo que possamos receber ordens no campo de batalha, não podemos aceitar oficialmente uma missão, certo?].

[- Então vocês estão sob meu comando. Esse lagarto gigante teve que sair devido a circunstâncias inevitáveis, então ele delegou toda autoridade de comando para o 2º técnico... Algo assim].

[Hmm... Um argumento bastante intrigante].

[Eu sei certo? Não acredito que ele chama a si mesmo de guerreiro].

[Não, eu quis dizer o 2º técnico levando essa história adiante].

[Isso é perturbador. Como você pode dizer tal coisa a um jovem tão bonito e de coração puro?].

[Descarado...]. Ithea riu.

Willem também soltou uma risada, quase em desespero. De repente, um suave calor envolveu seu braço esquerdo. Virando-se, viu a inexpressiva Nephren envolvendo seus braços ao redor dele.

[Ei, Ren].

[Mm].

[Posso perguntar por que de repente você está me segurando?].

[... É mais fácil relaxar quando você está quente, não é?], ela respondeu com um rosto que dizia: 'por que se preocupar com uma coisa tão óbvia?'. [Agora você precisa do calor da pele de uma pessoa. A temperatura do meu corpo é um pouco maior do que a média, então eu sou certa para o trabalho]. Ela falou com uma voz cortês e gentil, como aquela usada quando se repreende uma criança mal comportada.

[Bem, eu sou grato por sua preocupação, mas...]. A preocupação era de fato bem-vinda, mas as medidas tomadas fora dessa preocupação, nem tanto. O corpo de Nephren ainda não havia se desenvolvido, pelo menos, não havia estranheza decorrente desse tipo de coisa. Willem, sendo um jovem, agradeceu por isso.

Ele coçou a bochecha com um de seus dedos livres. [Estou bem agora, então me solte. Eu não acho que consigo lidar com a atenção dos espectadores por muito mais tempo]. Ele podia ouvir as pessoas feras rindo enquanto passavam. Para eles, o par de ‘sem marca’ provavelmente se parecia com uma família próxima ou algo assim.

[...]. Nephren olhou diretamente para os olhos de Willem, então determinada: [Você está sendo teimoso. Ainda não posso soltá-lo].

[Eu acho que essa situação agora vai me fazer chorar], Willem disse com um suspiro. Sério. [Ei, Chtholly. Você diga algo também]. Virando a cabeça, viu Chtholly se arrastando cabisbaixa. Ao ser chamada, ela olhou para cima e abriu ligeiramente a boca. Ela parecia estar procurando por palavras, mas estava vazia. De repente, seu rosto ficou vermelho, e ela se virou com um hmph.

[O coração de uma donzela é uma coisa complicada], observou Ithea.

Willem começou a comentar sobre o coração da donzela também, mas engoliu as palavras no último segundo. Não havia como dizer que tipo de provocação poderia seguir, e, além disso, conseguir com que Nephren que aparentemente estava muito preocupada, soltasse seu braço era muito mais importante.

Sua reunião surpresa, e sua revelação desse lado desagradável e feio de si mesmo, ao mesmo tempo, tinha derrubado um bom pedaço de coisas fora de ordem. Então, ele ainda não havia dito 'bem-vindo de volta' para elas, e ele ainda não as ouviu dizer 'estou de volta'. Claro, já era tarde demais para esse tipo de conversa. Não é como se ele quisesse fazer uma reunião tão carregada de emoções. Mas ele também não podia dizer que ele só ficaria satisfeito se ele as acolhesse em casa, tudo legal e tranquilo. Ele deveria ter ficado satisfeito ao ser capaz de confirmar que elas voltaram para casa com segurança, e, claro, ele não teve objeções com o resultado.

Então, bem... Fazer um par de memórias embaraçosas ou desconfortáveis não era uma compensação tão ruim. Ele entendeu isso, mas ainda...

[Realmente parece que estou tentando muito bancar o durão?]. Ele perguntou em voz baixa, e Nephren deu um pequeno aceno com a cabeça.

[Vocês dois são parecidos], Ithea se divertiu com uma risada.

Por algum motivo, olhando para aquele sorriso, Willem notou que sua expressão hoje parecia estranhamente artificial.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

A jovem fera, que se identificou como Phyracorlybia Dorio, compartilhou sua história ao longo do caminho.

[Hm? Dorio... Você poderia ser...?].

[Sim. Meu pai é o atual prefeito de Collinadiluche], ela respondeu casualmente à pergunta de Ithea.

Seja por causa da disciplina que aprendeu com seus pais, ou porque ela tinha apenas naturalmente nascido assim, flutuações emocionais da jovem eram difíceis de discernir. Tendo sido rejeitada pelo ‘tio’ com quem contava a ajuda, e, além disso, forçada a trabalhar com um estranho grupo de totais estranhos, ela não poderia estar totalmente à vontade. No entanto, até agora, nenhum sinal de angústia ou irritação surgiu em seu rosto ou em sua voz.

[Ah, entendo].

Segundo ela, o prefeito era um comerciante que trabalhou seu caminho até o topo ao longo dos anos, e ele teve Phyr (um apelido solicitado pela jovem por causa de seu nome ser grande demais) quando ele já era bastante velho. A cidade tinha sido originalmente governada por uma aristocracia. O papel de prefeito acabou de ser introduzido cerca de 10 anos atrás. Como resultado, o número de pessoas insatisfeitas com o sistema político atual, uma boa parte dos quais são os antigos aristocratas, era mais do que apenas alguns. Para eles, um mero comerciante que brincava de prefeito era um inimigo imperdoável.

[Hmm]. Willem meio ouvindo a explicação, apenas se preocupando em fazer um aceno ocasional para fazer parecer que estava prestando atenção.

[Então, qual era a carta que você mencionou anteriormente?]. Chtholly mudou a conversa. Apesar de ter recebido aleatoriamente toda a responsabilidade por um trabalho aleatório, ela parecia estar levando muito a sério.

[... Era uma ameaça de uma facção tentando derrubar meu pai e colocar um dos antigos aristocratas como prefeito. Eles acreditam que a presença do meu pai é uma desgraça para a tradição e a história da cidade, e eles usarão qualquer método para eliminá-lo].

[Hmm]. Willem sentiu como se tivesse ouvido esta história antes - Oh sim, ele ouviu isso ontem pelo médico de Tiat. A julgar por esses tiros, impróprios para a cidade tranquila, o alcance do referido ‘qualquer método’ era bastante amplo.

[No final da próxima semana, a reconstrução da Igreja Central terminará, e será realizada uma cerimônia para comemorar. Ali, meu pai planeja falar sobre o futuro que essa cidade deve procurar. Um futuro em que as portas estão abertas para todas as raças e esta cidade atuar como um centro comercial que liga as ilhas. Muito provavelmente, a facção que eu falei sobre planos anteriormente sobre atacar a cerimônia e ameaçar todos os aliados do meu pai usando seus peões, a Ordem do Serviço de Aniquilação Histórica].

[Esse nome parece que foi feito por um grupo de adolescentes que vão se arrepender dessa escolha em 5 anos ou mais].

Aparentemente, Ithea compartilhava a mesma opinião que Willem sobre esse ponto.

[Claro, um nível mínimo de segurança estará presente. No entanto, considerando a maneira como a Ordem fazem as coisas, temo que não seja suficiente. É por isso que eu queria receber ajuda do meu tio, ou melhor, 1º oficial Limeskin, mas...].

[O que você acha?]. Willem virou-se para o braço esquerdo e perguntou.

[Nada bom], respondeu Nephren imediatamente.

[A Winged Guard como uma organização existe para defender Règles Ailés contra invasores de fora dela. Não podemos interferir com as questões políticas das cidades individuais. Houve casos em que um indivíduo ou grupo muito claramente interrompeu a ordem pública e os soldados da Winged Guard que estavam nas proximidades foram para suprimi-los, mas isso deve ser tratado como raras exceções. Mesmo que possamos saber que algum problema vá acontecer de antemão, isso ainda não dá motivos para despachar soldados enquanto ainda nada realmente acontecer. Isso seria visto como uma interferência com questões políticas].

[Bem, aí está. O prefeito provavelmente sabia de tudo isso, e é por isso que ele não pediu a aquele lagarto gigante por reforços].

[Mas... A justiça está obviamente do nosso lado. Por que as restrições devem ser colocadas naqueles que tentam eliminar o mal prejudicial ao nosso mundo?].

[Porque a justiça não é uma boa razão para se pegar uma arma]. Willem interveio bruscamente.

[Na verdade, é o contrário. A palavra justiça é lançada para justificar o uso de armas. A verdadeira razão pela qual alguém quer agredir o adversário é sempre diferente. Sempre. Eles querem roubar. Eles querem olhar para baixo para os outros. Eles querem se sentir superiores. Eles não gostam da aparência de algo. Eles querem apagar algo. Eles querem aliviar o estresse. Ou talvez uma combinação desses]. Virando as mãos, ele continuou como se recitando um poema antigo.

[Mas eles não querem admitir isso. Eles querem se sentir bem, sem culpa, enquanto atacam seus oponentes com força total. Nesses momentos, para enganar a si mesmos ou a seus aliados, eles levantam a bandeira chamada justiça. Todos e suas mães começam a fazer isso sem sequer perceber, então um grupo de caras que acreditam na sua chamada justiça começam a bater uns nos outros, e é assim que você começa uma guerra. É assim que tem sido desde há muito tempo].

[Isso é...]. Phyr abriu a boca e ficou em silêncio.

- O que é isso? Pensou Willem. O valor da justiça é decidido pelo poder persuasivo que lhe dá para envolver os outros e a sua força de vontade de depender disso. Se alguém realmente acredita no fundo do coração em sua justiça, então tem muito significado. No entanto, não importa o quão significativo seja, a justiça por si só nunca será suficiente para que a Winged Guard se mova. Dito isto, se a justiça que Phyr acreditava era frágil o suficiente para ser quebrada por algumas observações preguiçosas de um cara que ela acabou de conhecer hoje, era um pouco decepcionante.

[Bem, de qualquer forma, se a cerimônia será na próxima semana, então, não podemos vir, não importa o tipo de problemas que precisam ser resolvidos. Temos nossas próprias coisas para lidar. Agora, temos que pegar uma pequena criança que está no médico e entrar em uma aeronave que nos levará para casa esta noite].

[... Entendo]. Phyr lançou os olhos para baixo.

[Espera um segundo, espera um segundo, senhor técnico. Tenho duas perguntas]. Ithea puxou a manga direita de Willem.

[Que].

[O que você acabou de dizer... Há uma ligeira contradição, você sabe, você lutou como um dos Braves, os nobres defensores do Emnetwyte? Os representantes da justiça, certo?].

[Não há justiça ou nenhuma dessas merdas em uma luta pela sobrevivência. Se deixássemos nossa guarda baixa, teríamos sido exterminados - Tudo o que estávamos fazendo era tentar desesperadamente evitar isso. Querer viver é apenas um instinto, e se você começar a ver o instinto e a justiça como o mesmo, então não existe mais crime].

[… Hmm. Bem, colocando a lógica de lado, acho que entendo como você se sente sobre isso]. Ithea assentiu.

O aperto de Nephren, ainda agarrada ao braço esquerdo de Willem, apertou ligeiramente.

[Outra pergunta. Nós ouvimos sua história, mas você ainda está muito frio com essa garota Phyracorlybia. Eu me lembro de você dizendo que você não poderia deixar uma garota linda sozinha, ou algo mais assustador enquanto tentava parecer legal].

[Não chame isso de assustador]. Willem estava consciente, mas ainda doía.

[Deve ser a idade, certo? Se ela é mais velha do que eu, então ela não conta mais como uma garota... Ou algo assim?].

[Quão tendencioso você acha que meus gostos são...]. Ele tinha sido suspeito de tais coisas no passado, mas não era verdade. Definitivamente, não é verdade. [Não, não é isso... É apenas...].

[Apenas?].

Apenas... O quê, exatamente? Algo que se recusou a ser colocado em palavras agarrou-se ao interior de sua garganta.

[- Não importa com quem estou lidando, não quero concordar com nada, exceto coisas com as quais não consigo concordar].

[Hã?].

O próprio Willem realmente não sabia o que acabou de dizer. Como esperado, Ithea ergueu uma sobrancelha e fez uma careta questionadora.

[...]. Por algum motivo, Nephren assentiu.

[Agora, colocando isso de lado, temos um pouco de tempo antes de precisar estar na clínica].

Descobrir como lidar com apenas um pouco de tempo livre é sempre difícil. Eles não tinham tempo suficiente para planejar uma rota turística, mas, por outro lado, apenas caminhar sem rumo parecia um desperdício.

- Naquele momento, um delicioso cheiro fazia cócegas na ponta do nariz. Girando a cabeça para localizar a fonte, Willem viu um carrinho ao lado da rua, que parecia estar vendendo carne de carneiro frito e batatas cortadas em cubos e enrolados em grandes folhas de vegetais. O aroma estimulante das especiarias provocou seu apetite. Seu estômago ressoou alto.

[Digam...]. Willem virou-se para as meninas.

[Querem um pouco? Ainda não comi o café da manhã].

[Ah, boa ideia. Estamos comendo rações de soldados até ontem, então algo saboroso seria muito bem vindo], respondeu Ithea distraidamente.

Nephren não disse nada, então ela provavelmente não estava contra isso. E, assim como Chtholly estava prestes a falar.

[- Espere ai, por favor]. Uma voz fraca, mas nítida, soou.

Por um momento, Willem realmente não tinha ideia de quem era a voz. Sentindo arrepios pela coluna vertebral, ele lentamente se virou. Em pé, havia a figura de uma  esperada, ainda que inesperada, pessoa: Phyracorlybia Dorio. Mesmo depois de ter ela em seu campo de visão por um tempo, seus instintos continuaram a duvidar se era realmente ela ou não. Sua presença parecia completamente diferente de antes. Ele não podia acreditar que ele estava olhando para a mesma pessoa.

[As especiarias estão obviamente exageradas, e eles não têm sua licença de operação presa na frente de seu carrinho. Não há dúvida sobre isso, essa loja vende a carne mais crua permitida pela lei].

[O-Oh?].

Em algum lugar ao longo do caminho, sua voz recuperou sua força. Um pouco sobrecarregado, Willem recuou um pouco.

[Além disso, seus preços são mais altos do que o normal. Qualquer local reconheceria instantaneamente que algo está errado, mas os turistas são facilmente enganados em comprar e comer sua carne inferior. Se esse tipo de negócios continuarem, a cidade inteira ganhará uma má reputação. Não importa o quanto meu pai tente afastá-los, esses tipos de pessoas sempre aparecem]. Uma luz instável queimava em seus olhos. Seu corpo tremia levemente como um fantasma. [Por aqui], ela disse, então começou a caminhar.

[E-Ei?].

[Se você comer lá, o sabor bruto irá manchar suas lembranças da culinária de Collinadiluche. Não posso permitir isso; Seria um constrangimento para o meu tio. Por favor siga-me. Vou lhe mostrar o cordeiro no estilo genuíno de Collinadiluche]. Com grandes passos, Phyr partiu para um beco.

[... Isso me surpreendeu], Nephren murmurou com uma voz que soava sem surpresa.

[Bem lá vai ela. O que devemos fazer?].

[Parece que não temos muita escolha].

[Isso é o que eu também penso... Chtholly?].

Ao chamar seu nome, Chtholly, que estava olhando fixamente para os pés, rapidamente levantou a cabeça, como se estivesse sacudindo a testa.

[Ah ... O-O que?].

[Você está bem? Você ficou quieta como uma estátua de pedra por um tempo]. ‘Isso é muito quieta’, ele ouviu Ithea comentar. [Se você ainda está cansada, apenas nos diga, ok? Não precisa se esforçar tanto quando não está no campo de batalha].

[Não, não é isso...]. Ela balançou a cabeça.

[Desculpe por te fazer se preocupar].

Sua raiva parecia ter se acalmado, mas algo ainda estava errado.

[Se o resto do Venenum ainda persiste no seu corpo, posso corrigi-lo por você como antes, você sabe?].

[Corri-]. Chtholly deu a Willem um olhar em branco por um segundo, então de repente ficou vermelho brilhante. [- Não, não! Se você fizer isso agora, minhas costas, provavelmente vão quebrar!], ela disse, fervorosamente agitando as mãos para trás e para frente.

[Sobre o que vocês estão falando? Sobre ‘corrigir'].

[Não! Não pergunte!].

[Bem... Com uma reação como essa é impossível não fazer. O que é... Poderia ser que você realmente quer falar sobre isso, então você está tentando de forma indireta nos fazer perguntar?].

[Não! Quero dizer, o que quero dizer! É realmente nada. Nada, tudo bem?].

[Você está cavando em um buraco mais fundo e profundo com cada palavra. Talvez você vá atravessar o fundo da ilha se você continuar].

[Não!]. E logo que Chtholly levantou a voz em protesto.

[- Desculpe-me]. Uma voz suave, fria como gelo, interrompeu.

Willem virou-se. No limite entre a rua principal e um beco, estava a figura de uma jovem fera, com seu rosto tão aterrorizador como o de um demônio.

[Eu acredito que eu lhes disse para me seguir].

[Sintomuitoiremoscomvocêimediatamente!]. Os quatro pularam no beco e seguiram Phyr.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Eles foram levados a um açougue, aconchegante na esquina de uma pequena praça.

[Não é um carrinho ou algo assim?].

[É claro que há muitos carrinhos de comida boa, mas se você estiver procurando por cordeiro barato e delicioso neste momento, neste bairro, há apenas uma resposta certa. Qualquer local, mesmo uma criança de 5 anos, sabe disso].

[Porra, as crianças de 5 anos de idade por aqui deve ser muito inteligentes].

Willem pagou o Ballman, o dono da loja, que silenciosamente entregou um enrolado de carneiro bem maior que o que eles viram naquele carrinho. Então, ele deu uma mordida.

[É bom].

[Certo?]. Phyr ficou orgulhosa de si mesma.

[Mantendo as especiarias afiadas até uma quantidade moderada e misturando ervas azedas... Entendo. Com este tempero, você pode comer essa enorme quantidade sem nenhum problema].

[Certo? Certo?].

Acenando com firmeza, Phyr virou-se para o açougueiro Ballman e deu-lhe um polegar para cima. O Ballman, ainda ficando em silêncio, devolveu o gesto.

... Hm? Um sentimento de desconforto surgiu repentinamente na parte de trás do pescoço. A fraca presença de malícia e doentia permaneceu sobre o ar. No começo, ele pensou que poderia ser o algo sobre a ordem dos cavaleiros de novo, mas foi um sentimento diferente do que ele recebeu ontem quando chegou. Naquela época, não estava claro para quem a maldade estava dirigida, mas desta vez –

[- Ei, Phyracorlybia].

[Eu disse para me chamar de Phyr].

[Está bem. Ei, Phyr. Você gosta dessa cidade?].

Seus grandes olhos piscaram uma vez em confusão. [O que você quer dizer, assim de repente?].

[Apenas responda. Você gosta?].

Um breve silêncio.

[Sim. Eu acho que esta é a melhor cidade, sem igual].

[Isso é porque tem 400 anos de história? Porque é a maior cidade? Porque a sua economia é próspera? Porque a comida é boa?].

[Você faz algumas perguntas irritantes].

[Eu já ouvi muito isso]. Rindo, ele deu outra mordida em seu enrolado de cordeiro.

[... Todas essas coisas que você acabou de listar são peças inequivocamente essenciais do charme desta cidade. Mas, eu não acho que nenhum deles se destaca particularmente para mim].

[Entendo].

Os vegetais usados para enrolar a carne também tinham alguns truques colocados neles. Em cada mordida, o sabor mudava um pouco. Ao se aventurar naquela jornada de gosto com sua língua, em algum lugar ao longo do caminho, todos os alimentos em suas mãos haviam desaparecido. Ele acabava de engolir uma quantidade considerável, e imediatamente desejava a próxima mordida. Então, este era o verdadeiro cordeiro no estilo de Collinadiluche. Willem podia ver por que Phyr o recomendava tanto, chegando até a mudar sua personalidade por um momento.

[... Eu não conheço nenhuma cidade além dessa]. Ela continuou sua resposta, cuidadosamente e lentamente escolhendo suas palavras.

[Esta é a minha preciosa cidade natal, e a totalidade do mundo que conheço. Então eu amo essa cidade tanto quanto eu amo esse mundo].

[Uau, está ficando um pouco sentimental].

[Você que perguntou!]. Phyr exclamou em protesto, suas bochechas ficaram vermelhas (embora seja difícil dizer por causa do pelo).

[Você realmente é irritante. É divertido me fazer demonstrar os meus sentimentos mais íntimos?].

[Não vou negar], disse Willem, lambendo uma gota restante de gordura do dedo.

[Eu provei uma parte da deliciosa culinária desta cidade. Conheci alguém que ama essa cidade. Comparado com pouco tempo atrás, quando estávamos falando sobre o que é a justiça ou o que quer que seja, acho que estou com um pouco mais de vontade de fazer algo para ajudar esta cidade].

[E o que você quer dizer com isso?].

[Exatamente o que parece. Bem, vamos colocar isso de lado por enquanto. Se você estiver livre depois disso, você me faria um favor?].

[… O que seria?].

Observando Phyr olhando para ele com desconfiança, tentando, mas não conseguindo adivinhar suas intenções, Willem sorriu e disse:

[Leve-nos para passear por este lugar].

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

[N-Não foi assustador e não doeu nada!]. Essas foram as primeiras palavras que saíram da boca de Tiat.

[As injeções também não foram nada!]. Seu rosto parecia que estava prestes a explodir em lágrimas, mas...

[Entendo]. Willem acariciou sua cabeça levemente, e ela respondeu com um pequeno suspiro.

[Ela é muito perseverante e honesta. Ela será uma boa soldada]. Com um sorriso gentil em seu rosto sério, o médico Ciclope deu seu selo de aprovação. Deixando de lado a primeira parte, seja ou não a última, algo para estar feliz era questionável.

[Vocês meninas, aí atrás... Eu já tratei todas vocês antes. Fico feliz em ver que vocês ainda estão bem].

[Faz algum tempo. Graças a você, conseguimos continuar lutando], respondeu Chtholly, educadamente e se curvando. Ithea riu vagamente, e Nephren não mostrou nenhuma resposta.

O médico deve ter detectado algo não natural em suas reações. [Poderia ser…].

[Ah, receio que vou ter que pedir-lhe para não dizer nada mais do que isso, doutor]. Ithea rapidamente cortou as palavras do Ciclope.

[O que? Vocês estão escondendo algo não estão?]. Willem perguntou com desconfiança.

[Não é bom ficar com a cabeça em assuntos de meninas assim, Sr. Técnico. Manter uma distância adequada entre os outros é o primeiro passo para a felicidade, você sabia?].

[Então é isso?].

Desistindo de tentar extrair qualquer informação de Ithea, que obviamente estava tentando encobrir algo, Willem voltou-se para o médico. No entanto, tudo o que ele fez foi coçar sua bochecha com um rosto que dizia ‘não olhe para mim’.

[Tudo o que posso te pedir é... Vamos ver... Cuide bem dessas crianças].

[Bem, em primeiro lugar, eu sou o gerente do armazém de fadas, então cuidar delas faz parte do meu trabalho. Ou pelo menos, é assim que eu vejo isso. Então, mesmo você me pedindo ou não, eu pretendo fazer isso de qualquer maneira].

[Entendo]. O médico assentiu calmamente.

Willem notou que, por algum motivo, Ithea estava olhando para o Ciclope com uma pitada de ódio em seus olhos.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Retornar para casa na 68ª ilha partindo de Collinadiluche exigia inúmeras transferência de aeronaves. E essas aeronaves passaram a ser bastante infrequentes. Claro, a distância também não era suficientemente curta para que as fadas pudessem usar suas asas para voar para casa. Então, essencialmente, estavam presas em Collinadiluche até a noite, quando a próxima aeronave estava programada para partir.

[E é por isso que vamos usar esse tempo para fazer turismo!]. Willem declarou com orgulho na frente das 5: as fadas, que trocaram suas roupas para roupas normais e Phyr.

[Huh?]. Chtholly murmurou.

[Eh?]. Ithea ficou com uma cara de ‘o que diabos está dizendo’.

[Ooh]. Nephren teve uma expressão inusitadamente alegre.

[...]. Phyr permaneceu em silêncio.

[Yayy!!]. Tiat bateu as mãos furiosamente.

[Vocês não podem se mover livremente para fora de casa, então esse tipo de oportunidade é rara, certo? Além disso, vocês acabaram de voltar da batalha, então um pouco de relaxamento não pode doer].

[Espera, espera. E quanto às Dug Weapons?]. Ithea mostrou o pacote de pano que ela carregava nas costas - Que continha uma grande espada encantada - Um pequeno sussurro.

[Não estou com vontade de caminhar por aí com essa coisa pesada].

[Nós podemos deixá-las na clínica e apenas buscá-las no caminho de volta].

[São super caras, super importantes e preciosas armas secretas, mas...].

[É por isso que podemos deixá-las com pessoas que entendem o quanto valem. Não são algo que um pequeno ladrão esteja procurando. Não se preocupem].

[Bem, isso é verdade...].

[Eu ficaria feliz se eu pudesse ver muitos lugares, mas...]. Nephren olhou para o rosto de Phyr.

[Você está bem com isso, Phyr?]. Recentemente, eles se recusaram a ajudar Phyr. Não havia nenhuma maneira de que ela pudesse estar muito feliz por ser convidada a ser sua guia turístico.

[Eu não vejo nenhum motivo para você vir conosco].

Phyr suspirou.

[Vocês foram expostos a um lado obscuro desta cidade. Se vocês saírem agora, vocês podem ficar com a falsa impressão de que esta é uma cidade cheia de violência e intrigas. Parte da culpa está comigo, que indignamente pedi um favor irracional a vocês].

Enquanto ela falava, a força fluía para a voz dela. O punho que ela segurou pelo peito apertou, e a chama em seus olhos queimou mais brilhante.

[Ah, Phyr? Olá? Phyr?]. Ithea parecia um pouco confusa com a súbita mudança de humor de Phyr.

[Não vou aceitar isso. Não há outro jeito para mostrar-lhes o encanto desta cidade. Para esse fim, pelo resto do dia de hoje vou fazer o meu melhor para guiá-los através desta maravilhosa cidade].

Ithea virou-se para Willem.

[… O que?].

[O que você fez com ela? Você colocou algo em sua comida antes?], perguntou Ithea com desconfiança.

[Ei, não fale mal de outras pessoas assim. Tudo o que fiz foi dar alguns conselhos e pedir um favor].

[Ah, então você a enganou].

Willem suspirou. Desnecessário era dizer que Collinadiluche era uma cidade grande. Dirigir-se a todas as atrações turísticas famosas levaria mais de um dia, apenas levando em consideração os tempos de viagem. Se você quisesse adicionar galerias de arte ou outros museus ao seu itinerário, estenderia pelo menos alguns dias. Com apenas meio dia, foi necessário escolher cuidadosamente lugares para visitar e o transporte utilizado. E para ambos, uma pessoa muito conhecedora da cidade seria necessária.

Então, tudo o que Willem fez foi pedir a Phyr, que se adequasse a esse critério, para mostrá-los um pouco. Tudo isso era verdade. Quanto às outras coisas, bem, ele poderia adiar isso até mais tarde.

Por ScryzZ | 03/08/18 às 08:57 | Aventura, Fantasia, Sobrenatural, Romance, Drama, Tragédia, Protagonismo Feminino, Guerra, Mistério, Sci-fi, Japonesa