CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 7.5 -『TEMPORADA DO DESABROCHAR DAS FLORES』 - fronteira nebulosa -

Shuumatsu Nani Shitemasuka? Mou Ichido Dake, Aemasuka? (SukaMoka)

Capítulo 7.5 -『TEMPORADA DO DESABROCHAR DAS FLORES』 - fronteira nebulosa -

Tradução: Jcarvalho | Revisão: Kaoby | QC: Itsuki Lonely Driver

Parte 5 - Tiat


‘Que frustrante’, Tiat pensou consigo mesma. Toda vez, assim que ela começava a seguir em frente, as lembranças daquele dia voltavam à tona.

‘Naquele dia’, quando ela enfrentou seu campo de batalha, pronta para aceitar sua morte inevitável. Ela tinha ido sem nenhuma intenção de voltar viva. Não importava o que estivesse à frente, ela estava preparada para lutar como uma fada soldada até o último suspiro. Ao trocar a vida de apenas uma fada, a Guarda Alada poderia coletar dados sobre o Croyance.

Embora fosse um membro das 17 Bestas, quase nada se sabia sobre o espectro iminente. Além de compartilhar a imortalidade das outras Bestas, ela corroía e assimilava tudo o que tocava, e se fosse impactada, a energia cinética seria convertida em energia da própria Besta e aceleraria sua assimilação - mas Tiat pretendia enfrentá-la de qualquer maneira,  jamais pensando que um inimigo tão absurdo poderia ser encontrado.

Se ela fizesse, se a morte dela tivesse algum significado, mesmo que não pudesse viver a vida que desejava, talvez sua vida tivesse valor depois de tudo. Pensamentos dessa natureza encheram a cabeça de Tiat quando ela partiu para a batalha.

E, no entanto, o conflito terminou com Tiat de pé, tendo sido incapaz de morrer. Mesmo depois de meio mês, ela continuou a viver.

「Vou me tornar um problema para todos vocês!」

Agora ela treinava diligentemente como soldada da Guarda Alada, preparando-se para as operações militares programadas para começar em três meses, de alguma forma encontrou maneiras de apreciar a comida da cafeteria apesar dos desafios que ela apresentava, e ia para a cidade para comprar doces. Ocasionalmente, durante sua rotina diária, as lembranças daquele dia - dele - surgiam.

Ele era claramente muito mais fraco comparado as fadas soldadas. Ele sabia que sempre haviam sido os sacrifícios das Leprechauns que permitiam que todos vivessem. Mesmo assim, ele não tinha deixado Tiat jogar sua vida fora. Ele tinha um sorriso galante no rosto quando a advertiu e ficou no caminho dela, e...

‘Certo’. Ela não estava convencida nem satisfeita, mas, independentemente disso, sua chance de morrer passou antes dela perceber.

‘4º Oficial Feodor Jessman’.

Um descendente de uma raça desonesta que sempre parecia enganar os outros e fugir de alguma coisa. Ele possuía amplo conhecimento de quais alimentos eram deliciosos, era habilidoso em combate, mas fraco em geral, e era educado com outras pessoas, mas surpreendentemente franco com a Tiat quando a sós. Ele poderia ser uma pessoa legal no fim das contas, mas não parecia se importar com os sentimentos ou a determinação de outras pessoas. Ele era “meio” legal quando parecia que estava se esforçando ao máximo - mas sempre que se esforçava ao máximo, geralmente era para incomodá-la de alguma forma.

Pensar em Feodor fez Tiat perder a compostura quando todos os tipos de emoções complicadas começaram a se misturar dentro dela. Ela se concentrou e canalizou tudo o que sentia por ele em três palavras:

‘Feodor é desprezível’.

Foi por isso que ela, Tiat Shiba Ignareo, não sentiu nada além de ódio por ele.

「Como vai?」

O som de uma voz infantil trouxe Tiat de volta à realidade. Ela examinou os arredores - não, era óbvio onde ela estava. De alguma forma, ela acabou na sala de comando da 5ª Divisão. À sua frente estava um homem-fera marrom e escamoso, um uniforme militar esticado em sua estatura baixa, mas de uma forma admiravelmente larga. Ele era o Armado servindo como comandante da divisão e 1º oficial, cuja característica definidora eram os olhos caídos que o faziam parecer meio adormecido o tempo todo.

「Oh, hum... Não é nada」, disse Tiat.

「Você não está dormindo o suficiente?」

「Isso não é bom, Tiat!」 Collon se levantou, inflando o peito orgulhosamente. 「Se você quer ser uma boa soldada, precisa estar em forma e prestar atenção a sua saúde!」

‘Ela está mais otimista do que nunca. Para ser tão entusiasmada é meio impressionante’.

É claro que “parecer” enérgico e “ser” enérgico não eram nada parecidos. Um abismo amplo e profundo separava suas naturezas.

「Bem, é verdade que você dificilmente encontra trabalho neste mundo sem estar em forma.」 O 1º oficial começou a falar sobre um assunto não relacionado, depois coçou as escamas na sua testa e voltou ao assunto aparente em questão. 「Lamento chamar vocês duas aqui dois dias seguidos. Eu entendo que você está ocupada com outros assuntos, mas parece que situações únicas que não podem ser confiadas a ninguém continuam aparecendo independentemente.」

「Não, está tudo bem...」

‘Não podem ser confiados a mais ninguém? Isso me preocupa um pouco’.

「De qualquer forma, chamei vocês duas aqui para lhe atribuir esta tarefa」, disse o 1º Oficial. 「Quero que vocês duas deixem temporariamente o comando do 4º Oficial Jessman para participar de uma equipe especial.」

「Huh... Ok, entendi.」 Tiat assentiu rapidamente.

「Por enquanto, você recebe ordens para agir apenas dentro dessa equipe. Haverá restrições consideráveis na comunicação com outros esquadrões.」

「Oq-...」

「Quieta, Collon!」 Tiat sibilou. 「...Desculpe, 1º oficial.」

Já que apenas ela e a Collon foram chamadas, ela esperava ouvir algo nesse sentido. Como tal, ela não estava tão surpresa.

‘Compreendo. Como pensei, vou me separar desse cara por um tempo’.

Ela não diria nada como “Oh, que pena” ou “Acho que vai ficar solitário por aqui”. Ainda assim, parecia que as coisas em torno da divisão não seriam tão divertidas ou algo assim. Até essa ligeira admissão a enfureceu. “Que alívio” ou “Sim, bem feito!” seriam melhores opções. Sim, vamos com isso’.

「Mas realmente ficaremos bem assim?」 Tiat perguntou. 「Nós somos sem marca e somos fadas soldadas além disso. Com exceção daquele idiot... 4º oficial Feodor à parte, não sei se podemos funcionar adequadamente como soldadas sob outro comandante. Honestamente, não estou confiante de que conseguiremos.」

Aqueles que eram sem marca tendiam a ser detestados pelo público em geral, particularmente as pessoas fera. Embora geralmente aceito pela 5ª Divisão - sem dúvida porque estava cheio de exilados sociais - as Leprechauns ainda eram uma fonte de tensão.

Além disso, as Leprechauns eram um tipo de arma secreta. As informações sobre elas eram geralmente mantidas em segredo, então poucos sabiam a verdade: eram formas de vida instáveis transbordando com o poder violento de Venenum e, ao atender às condições necessárias, podiam fazer com que explodissem.

Se alguém descobrisse sobre elas, provavelmente as temeria e detestaria. Isso só fazia sentido. Quem iria querer trabalhar ao lado de uma bomba-relógio?

Para não mencionar, elas também eram soldadas equivalentes. Passar pelo treinamento era uma coisa, mas ganhar camaradagem era outra. ‘Podemos limitar o desempenho dos outros apenas fazendo parte da equipe’ - todos os tipos de pensamentos problemáticos vieram à mente.

「Não tem problema. O oficial encarregado da missão pediu por vocês duas especificamente.」

「Humm?」 Tiat inclinou a cabeça.

「Oh?」  Por alguma razão, os olhos de Collon brilharam.

「Os detalhes da missão são, ah...」 o Armado pigarreou. 「É tipo isso. Armas ilegais foram trazidas para a cidade por indivíduos suspeitos; portanto, elas precisam ser recuperadas antes de poderem ser usadas. É isto.」

「Entendo...」 Sua explicação parecia fraca, então Tiat só conseguiu responder com uma resposta sem entusiasmo. Levou uma minúscula quantidade de pensamento para ver que algo estava errado. 「Essa é a responsabilidade da polícia militar, e não nossa, certo?」

「É claro que a polícia militar entrará em ação」, disse o 1º Oficial com um aceno de cabeça. 「Com base em outras suspeitas, eles já começaram a perseguir os que acham que estão por trás da atividade suspeita.」

「Então... Nós não vamos fazer a incursão?」

「Peço desculpas por ser portador de más notícias, mas não. A polícia não pode ser vista agindo contra essas armas ilegais.」

「Não tenho muita certeza se estou acompanhando seu raciocínio...」 Tiat coçou a cabeça. ‘Se você contrabandeia armas ilegais, é óbvio que isso seria ilegal. O que há de errado em a polícia reprimir ações criminosas? Por que eles precisam ser tão indiretos e usar “outras suspeitas” para dançar sob o pretexto por trás de suas operações?’

Ao lado de Tiat, ainda intrigada, Collon cruzou os braços. 「... Armas secretas...?」

「Acertou.」 O 1º oficial assentiu novamente. 「Acertou em cheio.」

Tiat olhou entre os dois, consternada. 「E-espera aí, você descobriu algo do que ele disse?」

A outra garota assentiu, uma expressão estranhamente séria no rosto. 「Chamá-las de armas ilegais pode ser meio que um eufemismo. Podemos considerá-las... Diferentes das coisas usuais que são proibidas a posse e uso e tudo mais?」

Tiat olhou para o rosto do 1º oficial. As escamas de Armado dificultavam a leitura de suas expressões, mas, a julgar pelo modo como ele ouvia a Collon em silêncio, sem interrompê-la, o que ela dissera até agora provavelmente estava correto.

「Tudo bem...」 Collon continuou. 「Estou pensando que essas coisas são super perigosas, mais do que as armas ilegais comuns. Tão perigoso que você nem pode dizer que elas existem. É por isso que a polícia não pode fazer nada, e por que você quer nos colocar, certo?」

「Ah...」 Tiat murmurou com compreensão crescente. ‘Então é isso...’

Certamente, a polícia militar não era adequada para rastrear algo que precisava ser mantido em segredo. Eles se destacavam e eram conhecidos por seguirem as regras, mas sua eficiência era acompanhada de uma inflexibilidade que significava que eles não podiam se envolver em operações confidenciais. Nesses casos, em vez de confiar na polícia militar, a melhor opção era reunir uma pequena equipe de pessoas capazes de operar com flexibilidade e em situações de emergência.

‘Eu entendo, entendo. Em outras palavras, é aí que entramos’.

Posto assim, fazia sentido. Se ela estivesse sozinha, não teria entendido.

‘Eu nunca fui capaz de ler nas entrelinhas...’ Lutando para segurar o desejo de suspirar, Tiat apenas ficou onde estava. ‘É sempre assim, mesmo depois de tudo o que aprendi. Eu sei como aplicar a lógica, mas ainda não consigo descobrir o verdadeiro significado por trás do que as outras pessoas dizem. Eu sou um fracasso...’.

Ela lutava continuamente para atingir seu objetivo de se tornar uma fada adulta - uma adulta respeitável - e, no entanto, no final, isso era o máximo que ela conseguia alcançar. As costas de Chtholly, que ela admirava por tanto tempo, permaneciam longe do seu alcance. Ela duvidava que algum dia pudesse alcançá-la.

Mas isso não era tudo... As meninas mais novas - Pannibal, Lakhesh, Collon - haviam atingido o nível de Tiat e depois a superaram, com a distância entre elas crescendo a cada dia que passava.

Enquanto pensava nisso, o sorriso arrogante de Feodor de meio mês atrás flutuou em sua visão. Ela fungou. ’Ahh, já chega. Pensar nele me faz mal!’.

Um barulho incomum, quase como rodas girando, veio do corredor, aproximando-se mais até parar logo antes da porta. Uma batida veio, acompanhada por uma voz entediada: 「Eu trouxe a visitante.」

Tiat pensou que o reconheceu. ‘O nome dele era... Soldado Nax Selzel’? Ele atuava - de maneira preguiçosa - como membro do Esquadrão de Defesa dos Falcon’s.

「Entre,」 o 1º Oficial assentiu. O barulho estridente entrou na sala.

「Hã…?」

「Oh o…?」

Tiat e Collon ficaram surpresas com o que viram. Por sua parte, o 1º oficial colocou o cigarro no cinzeiro e começou a falar em um tom estranhamente casual. 「Ah. Faz tempo. Desculpe por chamar você aqui. Você deve estar exausto após a longa viagem aqui.」

O barulho vindo da cadeira de rodas que Nax estava empurrando. Nele estava a pessoa com quem o primeiro oficial havia conversado: uma garota que parecia ter cerca de 20 anos. Ela tinha cabelos dourados claros, como a grama desbotada pela luz do sol. Seus olhos combinavam com seus cabelos loiros pálidos. Ela parecia que iria quebrar se você a tocasse, e tinha um ar que ela poderia desaparecer a qualquer segundo.

A garota levantou uma das mãos pequenas, acenou fracamente e disse: - 「Ei, velhote! Cara, já faz muito tempo desde que eu te vi! Dois anos voam mesmo! Como está indo?」

Ela tinha um sorriso largo no rosto e sua voz estava cheia de energia.

「E vocês duas também, Tiat, Collon! Vocês parecem bem como sempre! Só a visão de seus rostinhos adoráveis faz com que todas as aeronaves estridentes e instáveis que eu tive que levar para chegar aqui valham a pena!」

「It...」 Tiat lutou para entender o que estava vendo. 「It...」

A menina alegre levou a mão ao ouvido. 「It...?」

「It ...hea ...?」

「Sim, sim, você acertou!」 Ithea riu, parecendo se deliciar com suas próprias ações como uma criança faria. 「Eu sou a favorita de todos, Ithea Myse Valgulious!」

Ithea Myse Valgulious. Atualmente, ela era a mais velha fada soldada, sénior para todos. Tendo empurrado seu corpo à beira da ruína pelo uso excessivo de Venenum no decorrer de muitas batalhas, ela finalmente se tornou incapaz de lutar pelos eventos do Incidente de Elpis.

Ithea era estranhamente conhecedora de todos os tipos de coisas, tinha uma natureza travessa e raciocínio rápido, o que produzia muita diversão ao pregar pegadinhas com suas juniores no armazém. Na opinião de Tiat, a fada mais velha era uma figura bastante problemática. Como ela estava aposentada para todos os efeitos, geralmente passava o tempo lendo ou cuidando das crianças - pelo menos, era assim que deveria ter sido.

「Hum, 1º oficial, o que exatamente está acontecendo?」 Tiat perguntou em voz baixa.

「Eu disse isso antes, certo? Vocês duas foram solicitados pelo oficial que comandava a missão. Aqui está ela.」

「Comandando?」 Ela repetiu as palavras dele como uma pergunta.

「Comandando.」 Ele assentiu profundamente. 「Bem, de qualquer forma, parece que não vou precisar me preocupar com apresentações. Ela recebeu toda a autoridade sobre esse assunto e, como medida temporária, também recebeu uma autoridade equivalente a um 2º Oficial. Vocês três vão seguir as ordens dela a partir de agora.」

A questão de quem era a terceira pessoa começou a disparar através das sinapses de Tiat antes de Nax suspirar. 「Acho que vou estar aqui também, afinal?」

「E acabou por ser, Nax Selzel. Por razões que escapam à minha compreensão, Ithea solicitou você pessoalmente.」

「Hmm...」 Os olhos do Falcon caíram em Ithea. 「Você não é apenas atraente, mas também tem um bom olho. Sinto-me humilhado por me considerar igual a muitos outros grandes e habilidosos soldados. Mas...」

Sua próxima pergunta veio sem qualquer indício de sinceridade, acompanhada por um sorriso tão fino que poderia ter sido desenhado por um lápis. 「Se você me perdoa perguntar, o que fez você me escolher?」

「Ah, isso.」 Ithea sorriu. 「Nyahaha... Você “realmente” quer que eu dê com a língua nos dentes aqui e agora?」

「Você precisa de um local mais apropriado para me dizer?」

「Bem, vamos ver...」 Ela cantarolou para si mesma, levando um dedo ao queixo. 「O que vem à mente se eu mencionar o Balde Sem Fundo de Orlandri?」

O sorriso superficial de Nax endureceu.

「Oh, oh, já sei! E o Painel de Vidro Melancólico do Príncipe do parque Tin? Vocês já ouviram falar disso?」

「Aaack!」 O sorriso de Nax desapareceu instantaneamente. 「Eu entendi, ok?! Eu entendi! Eu sei por que você me escolheu, do fundo do meu ouvido! Por favor, não diga mais nada, eu lhe imploro!」

「Sem problemas.」, Ithea assobiou e cruzou os braços atrás da cabeça, seus olhos brilhantes em forte contraste com a expressão mortalmente pálida de Nax. 「Me poupa o trabalho de continuar com todo o resto.」

「Mm...」 O 1º Oficial calmamente olhou para Nax. 「Esta história de balde parece bastante interessante... Poderia compartilhar comigo?」

「Beeemm, vejam vocês, durante o período contabilístico a Companhia de Comércios  Orlandri há quatro anos atrás, esse cara-」

「AAAACK!!!」 Sem mais postura, Nax colocou as mãos na boca de Ithea. 「N-não é nada demais, sério! Só uma coisa chata! 1º oficial, por que não continuamos de onde paramos, hein? Aquilo sobre pegar um futuro brilhante, cheio de esperança, com as mãos?!」

「Medeixadize…」

「Hmph. Se você diz, acho que é isso.」 O 1º oficial pegou um cigarro, acendeu, deu uma longa tragada e soltou um suspiro. 「Tente praticar alguma restrição nesses seus trabalhos secundários. Se você esticar demais o pescoço, serei forçado a cortá-lo.」

「Você não acha que eu já sei disso?!」 Nax chorou em uma voz estrangulada, com lágrimas nos olhos enquanto Ithea ria alegremente.

O Armado balançou a cabeça. 「Minha nossa...」

Tiat, assistindo tudo acontecer, só podia suspirar. Ela não seguiu inteiramente o que estava acontecendo, mas descobriu que assim como ela, Collon e o soldado Nax estariam trabalhando com Ithea para fazer... Alguma coisa.

Ela olhou para Collon e a viu curtindo a situação que se desenrolava à sua frente. Collon sempre foi uma garota alegre, mas se ela sabia ou não o que estava acontecendo era outra história.

「Oh?」  Ithea virou-se para ela, um sorriso ainda em seu rosto. 「Por que o rosto triste, Tiat?」

Tiat não sabia dizer se o sorriso ambíguo da outra garota significava que ela sabia o que estava pensando ou não. Embora as duas passassem o dia-a-dia com sorrisos, a intenção por trás da Ithea sempre diferia muito da de Collon. A expressão da garota mais velha era uma máscara que ela usava para esconder seus verdadeiros sentimentos.

‘Ela não mudou’.

Tiat sentiu-se nervosa ao redor da Ithea. Ela sabia que não era uma má pessoa e que considerava seus juniores à sua maneira. No entanto, Tiat não podia realmente se abrir para ela - em vez disso, deve-se dizer que a própria Ithea dava a impressão de alguém que se isolava dos outros.

No entanto, era assim que ela era.

「Tudo bem, chega disso. Venha aqui, vocês duas.」 Ithea balançou o dedo, acenando para Tiat e Collon. Quando elas se aproximaram, ela acenou com as mãos para que se curvassem e, em seguida, puxou as duas para um abraço gentil.

「... Realmente, eu me pergunto o que estou fazendo agora.」, ela sussurrou, sua voz trêmula. 「Mas ainda assim, ver que você está segura... Me deixa tão feliz...」

「Sim.」 Tiat e Collon chamaram a atenção uma da outra, então cada uma circulou um braço ao redor da Ithea para retribuir seu abraço. 「Estamos felizes por você estar tão animada como sempre.」

Ela riu baixinho. 「Parece que essa é minha única qualidade redentora ultimamente.」

「É a coisa mais importante.」

「É, hein? É isso mesmo, tenho muita sorte!」

Tiat não sabia quem estava abraçando mais fortemente Collon, Ithea ou ela mesma. ‘Eu nunca fui boa em lidar com ela…’ Mais uma vez, Tiat foi lembrada de quão boa Ithea era em mantê-la desequilibrada. Ela é tão sorrateira, sempre provocando os outros, mas nunca revelando nada. ‘É apenas em momentos como este que ela nos mostra como realmente se sente. Para nos valorizar tanto quando a valorizamos da mesma forma... É difícil continuar bancando a durona... Caramba. Se você nos mimar assim... É como se fôssemos crianças de novo…’

Uma fungada escapou de Tiat. Ela prendeu a respiração, tentando desesperadamente conter as lágrimas.

Tendo se retirado da sala de comando, o grupo caminhou pelo corredor - ou melhor, as duas fadas soldadas atualmente em operação o fizeram enquanto Nax o seguia, empurrando a cadeira de rodas de Ithea.

「Desculpe a pressa, mas precisamos ir imediatamente.」, disse Ithea sem preâmbulos. 「Não há tempo a perder, e o inimigo pode ter olhos e ouvidos em qualquer lugar.」

‘Faz sentido’. Ouvir Ithea falar com um tom tão sério fez o cenário parecer muito plausível.

「Aww ...」 Collon gemeu. 「Não podemos dizer oi para Lakhesh e as outras?」

「Não, desculpe.」

「Hmph...」 A fada de cabelo rosa cruzou os braços petulantemente, mas não fez mais barulho. Afinal, Ithea seria a primeira a admitir que queria encontrar aquelas duas mais do que ninguém. Quando tais ordens vieram dela, seria o auge da irracionalidade que elas fossem desobedecidas.

Nax levantou a mão. 「Que tal voltar para os nossos quartos para se trocar?」

「Também negado. Foram feitos arranjos para o transporte de suprimentos para onde estamos indo, para que você não precise se preocupar.」

「Bem, se você diz...」 O Falcon inclinou os ombros em decepção.

De acordo com o que Ithea lhes havia dito, eles iriam direto para o Distrito Portuário e dali fingiam deixar a 38ª Ilha para encobrir seu objetivo real: se infiltrar em Lyell. Como uma presença que não deveria estar presente na cidade, sua missão prosseguiria sem levantar as suspeitas da organização inimiga... Ou assim era a ideia.

‘Compreendo. Isso significa que não podemos nos dar ao luxo de ser descuidados’.

Isso era tudo o que havia para fazer. Não havia motivo para recusar. Tiat não podia ser tão teimosa quanto eles.

「Você ouviu falar do 1º oficial, Ithea?」 Ela perguntou. 「Sobre a Apple e a Marshmellow?」

「Ah...」 Ithea baixou a cabeça, uma expressão um pouco solitária no rosto. 「Os novos anjinhos, hein? Sim, eu ouvi. Se tivéssemos tempo, eu gostaria de visitá-las, ver seus rostos.」

「São crianças incrivelmente selvagens e impertinentes.」

A solidão permaneceu enquanto ela ria, um sorriso rastejando em seu rosto. 「Eu me pergunto por que você sempre é quem traz à tona esses assuntos.」

‘Ai’. Tiat se frustrou, afinal ela não podia negar isso.

「Tiat as repreende o tempo todo!」 Collon se levantou. 「É por isso que elas fogem dela!」

「E-ei! “Alguém” precisa dizer a elas para não fazerem coisas, ou elas nunca aprenderão nada!」 Tiat estalou. 「Lakhesh é boa demais, Pannibal está muito ocupada ensinando coisas estranhas e “você” apenas fica brincando por aí com elas!」

「É dever das crianças brincar, não é?」

「Por que você é tão “inútil”?!」 Tiat virou-se para a fada mais velha quando Collon caiu na gargalhada triunfante. 「Você deveria estar agindo com mais seriedade!」

「De qualquer forma, esses nomes são ridículos」, comentou Ithea como se ela não tivesse dito nada. 「Quem é que os inventou?」

Tiat se calou abruptamente, sem ousar responder. ‘Se ela soubesse que era uma decisão unânime - Feodor à parte - ela definitivamente riria e zombaria de mim’.

「Ah, e no assunto das crianças, Masha teve o sonho.」

O sorriso constrangedor no rosto de Tiat congelou imediatamente.

Masha, o nome de uma jovem fada do armazém. Ela tinha apenas 12 anos.

Claro, o sonho que Ithea mencionou não era um sonho comum. Foi um sonho peculiar e único, cuja verdadeira natureza foi instantaneamente reconhecida por quem o experimentou.

Dizem que todos as Leprechauns vieram de almas falecidas com vontades persistentes. O sonho é a prova de que elas começaram a despertar as lembranças ou pensamentos do passado há muito esquecidos. Representa a transição da criança para o adulto e o direito de se tornar uma fada soldada. Qualquer fada que teve o sonho foi enviada para uma instalação na 11ª Ilha Flutuante, onde passou por um processo para amadurecer como fada.

「Como está Almita?」 Tiat perguntou. Ela era outra das alunas de Tiat no armazém, da mesma geração que Masha. Ela teve seu sonho um ano atrás.

「Até onde eu sei, ela está indo muito bem. O remédio que ela está tomando é eficaz.」 Ithea sorriu fracamente. 「Ainda assim, está perdendo força ao longo do tempo, e agora Masha também precisa aguentar. Por enquanto, estamos bem, mas nosso estoque pode começar a acabar.」

Tiat franziu a testa. 「No que diz respeito às pessoas em que podemos confiar... Existe o almirante, certo? O que ele tem a dizer?」

「Ah, bem, parece que os figurões ainda estão brigando todos os dias」, resmungou Ithea. 「Se você pensar positivamente, estamos na mesma posição em que sempre estivemos. De um ângulo mais pessimista, não houve nenhum progresso. Nossa, o desaparecimento do Grande Sábio com certeza teve um efeito sobre todos.」

‘Então é assim, afinal’.

Tiat suspirou silenciosamente. Ela sabia que era um problema que o tempo não resolveria e que esperar apenas agravaria a situação. Ela não tinha expectativas e não ficou desapontada. Ela não sentiu desespero.

Mas ela ainda se sentia inquieta. O tempo não resolveria a situação deles. As únicas capazes de remediar eram elas mesmos. Se elas pudessem mostrar que as fadas ainda tinham valor como armas, então as crianças no armazém poderiam continuar vivendo. É por isso que-

「Ei, Tiat.」

Collon a chamou, sua voz baixa e calma. 「Não se preocupe tanto. As outras à parte, ainda não a perdoei pelo mês passado.」

「É, eu sei. Eu já sei disso.」

Collon só falava assim se ela falava sério. Então, sem se virar para olhar para trás, Tiat começou a dar sua resposta em uma voz monótona.

Quando as fadas mais jovens tiveram o sonho, isso significava que estavam se aproximando da idade adulta.

No entanto, ser uma fada era ser uma existência fundamentalmente instável. As fadas eram fenômenos naturais que, uma vez nascidos no mundo, assumiam a forma de crianças - resultado de sua origem como alma de uma criança que não sabia que estavam mortas (aliás, a razão pela qual apenas as fadas do gênero feminino nasciam provavelmente decorre desse fato também).

A raiz ancorada de sua existência era o corpo infantil, que nunca poderia se transformar em um adulto. Assim, a partir do momento em que tiveram o sonho, tornaram-se uma contradição ambulante. A contradição acabaria por matar a fada; se algo que só pudesse existir quando criança deixasse de ser criança, não sobraria nada.

Mas havia uma brecha. As chamadas "fadas soldadas adultas" são aquelas que haviam sido modificadas para serem usadas como arma. Os detalhes mais relevantes da modificação incluíam suprimir a saída do Venenum subjacente para evitar perda acidental de controle e condicionar o corpo a prolongar a vida útil o máximo possível.

E, no entanto, a verdade óbvia permaneceu. Sem passar por esse processo, as fadas nunca sobreviveriam até a adolescência.

「A Guarda Alada só procurou nossas veteranas porque elas eram necessárias para derrotar o Timere, e nós garantimos nossas próprias posições derrotando Wil-」 Tiat respirou fundo, 「... a Primeira Besta. Mas agora, nem a Primeira nem a Sexta Besta atacarão Règles Ailés novamente. Se Almita e as outras no armazém continuarem vivas, precisarão de um novo inimigo e evidências de que as fadas soldadas podem ser eficazes para derrotar esse novo inimigo.」

Tiat baixou a voz para Collon não ouvir o que ela disse a seguir. 「Se Chtholly estivesse aqui... Ela encontraria um jeito.」

‘Eu queria ser como ela’.

Forte, corajosa, deslumbrante. Se Chtholly estivesse aqui, nunca haveria um problema a ser resolvido. Ela abateria qualquer coisa que ousasse atrapalhar o futuro do armazém de fadas.

Mas não era assim que as coisas estavam agora.

Tiat Shiba Ignareo não poderia se tornar Chtholly Nota Seniorious. Perseguir aquelas costas acabou, finalmente, em fracasso.

「Você está apenas usando o nome da fada mais velha que você respeitava para encenar seu próprio suicídio dramático.」

Alguém disse uma vez essas palavras para ela.

‘Eu odeio ele’.

‘Ele provavelmente está certo. Estou copiando o que a Chtholly fez. Ele apenas viu através da minha preguiça’.

‘Mesmo que ele não saiba nada, não entenda nada, não possa fazer nada’.

‘Ser tão bem lido por alguém assim era frustrantemente patético’.

「Eu realmente odeio esse cara」, Tiat murmurou, como se estivesse tentando se lembrar do seu ódio por ele.

Por Itsuki Lonely Driver | 18/02/20 às 13:25 | Aventura, Fantasia, Sobrenatural, Romance, Drama, Tragédia, Protagonismo Feminino, Guerra, Mistério, Sci-fi, Japonesa