CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
『DEGRADAÇÃO』

Tempo;Rompido (T;R)

『DEGRADAÇÃO』

Autor: Sora

O som do impacto foi cruel e traumático. Um mar de água se tornava um mar de aço tão resistente quanto uma teia de aranha que entra em impacto com um avião em altíssima velocidade.

A queda de uma altura de quase mais que vinte metros alheio ao peso e à velocidade, colidindo mesmo que com uma substância praticamente inofensiva como a água, fazem a mesma de líquido, se tornar sólido. Seus ossos partiram em pedaços, seus órgãos foram afetados e sua vida se esvaiu lentamente, como se a rolha do fundo de uma banheira cheia d’água fosse puxada.

Sentiu frio e logo após calor. Um sentimento mórbido, algo que experimentaria pela primeira e última vez; talvez fosse assim, era para ser assim. Tal era o curso natural da vida e da morte.

Nada mais foi sentido e nada mais foi visto; uma cor sem cor preencheu todo o seu ser, toda sua essência. E uma visão de algo como uma chuva de cristais rodeando e caindo lentamente surgiu. Ninguém podia responder o motivo, ninguém conhecia aquilo.

Mas, o trágico fim foi anunciado com uma brisa de ar fria e melancólica enquanto dezenas de carros e sirenes estavam em sua volta. Seu corpo foi recuperado boiando na superfície líquida e foi coberto por um pano branco. Após toda essa divagação...

 

Δ Δ Δ

 

Um raio de luz atingiu seu rosto. E tudo aquilo terminou, mais uma vez. O cansaço era algo enigmático, sua respiração ofegava e seus batimentos cardíacos estavam ligeiramente acelerados.

Suas costas formigavam e seu corpo todo estava pesado por algum motivo desconhecido. A sensação era de um frio nada normal, com a brisa de um longo e quente verão batendo em seu corpo e causando um leve choque térmico que a fez tremer e se remoer em suas cobertas enquanto voltava a se erguer da cama.

Seus olhos violetas estavam levemente abertos com grandes e profundas olheiras abaixo dos mesmos. A garota olhou para seu próprio corpo ali em seu quarto, procurando o motivo do desconforto. O epicentro, como já dito, eram suas costas, entretanto ela decidiu que isso poderia ser apenas um desconforto de sua noite de sono um tanto que conturbada...

Afinal, a garota despertou ainda cheia de sono para mais um dia normal.

 

『Abrindo os Olhos III』

Por Sora | 12/01/19 às 12:19 | Suspense, Ficção Cientifica, Sobrenatural, Slice of Life, Mistério, Drama, Comédia