CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 47: Matem Todos

The Lord's Empire (TLE)

Capítulo 47: Matem Todos

Tradução: Dian Liang | Revisão: (y)Logic

Zhao Fu olhou para os cadáveres, que estavam cobertos de flechas, e ordenou que todas as flechas fossem retiradas. Ele então disse a seus soldados que usassem lanças ou sabres para fazer parecer que todas as feridas foram causadas por Kobolds.

A mais poderosa das três outras aldeias era a vila Kobold, que possuía 4.000 Kobolds. Em seguida foi a vila dos Goblins. Embora tivesse 5.000 Goblins, sua força geral de batalha era muito mais fraca. A facção mais fraca era provavelmente os elfos, que tinha 3.000 elfos.

Como os Kobolds eram os mais poderosos, Zhao Fu traria desastre para eles primeiro.

Eles continuaram executando o plano, e Doke levou todos os Kobolds sob o comando de Zhao Fu para arrastar os cadáveres dos Orcs perto da Vila Orc antes de deixar um rastro em direção à Vila Kobold.

Dentro da vila Orc.

"Urgente! Eu vi muitos Kobolds arrastando cadáveres de orcs para o oeste !! ”Alguns dos orcs que estavam de guarda na entrada da vila gritaram subitamente quando entraram na vila.

Muitos dos orcs que ouviram isso não acreditaram inicialmente, por que os Kobolds ousariam atacá-los? No entanto, quando alguns orcs arrastaram alguns cadáveres, todos os orcs ficaram completamente enfurecidos. Quando viram os ferimentos nos cadáveres, eles só podiam imaginar o quanto haviam sofrido antes de morrer.

Inúmeros Orcs correram para o Hall da Vila e gritaram alto que queriam permissão para destruir a Vila Kobold.

Dentro do Hall da Vila, um Orc com mais de 2 metros de altura e tatuagens de totens também parecia completamente enfurecido. Este era o chefe Odeis. Agora, ele tinha um sentimento terrível, porque esses cadáveres eram todos aqueles que foram com seu irmãozinho.

Preocupado com o fato de algo ter acontecido com Oka, Odeis reuniu a maioria dos guerreiros Orcs, deixando muito poucos para trás para defender a vila e seguiu para o oeste.

Eles viram muitos cadáveres orcs miseráveis ​​no caminho, e todos os orcs suprimiram as chamas de fúria em seus corações enquanto eles rapidamente se dirigiam à vila Kobold.

Por outro lado, a vila Kobold era a mesma de sempre, e todo mundo continuava com seus negócios normais. Tudo parecia bastante pacífico.

Nesse momento, um guarda Kobolds viu alguns Kobolds desconhecidos arrastando o que pareciam cadáveres para uma grande árvore a cerca de 300 metros em frente à vila.

Como os Kobolds que se aproximavam avançavam como se estivessem completamente confiantes no que estavam fazendo, os guardas pensavam que eles eram novos Kobolds que haviam sidos gerados recentemente, e foi por isso que eles não os reconheceram. Eles achavam que suas ações eram muito estranhas, então perguntaram: "O que vocês estão fazendo?"

Doke e seus soldados estavam prestes a pendurar um corpo, e quando ouviu a pergunta do guarda Kobold, ele respondeu alegremente como se fossem amigos: “Nada demais! Estamos apenas pendurando algo aqui.

Depois disso, Doke mudou de assunto ao declarar em voz alta: “A vila Kobold é a mais forte aqui, vamos todos ter orgulho da nossa aldeia! ”

Os guardas ficaram bastante confusos com o que Doke disse inicialmente, mas depois de ouvi-lo continuar, começaram a se sentir bastante satisfeitos. Quem não se sentiria feliz quando alguém glorificasse sua raça?

Os guardas gritaram de volta: “Isso mesmo! A vila Kobold é a mais forte! Orcs? Elfos? Goblins? Eles são todos lixos! A Vila Kobold se livrará deles mais cedo ou mais tarde!"

A essa altura, Doke e seus soldados haviam pendurado o cadáver Orc, e quando ouviu o que o guarda disse, ele riu e levantou a mão enquanto gritava: “Grite seus louvores a vila Kobold! Definitivamente nos tornaremos a raça mais poderosa e venceremos todas as outras raças. Kobolds para sempre!

Doke cumpriu sua reputação como ex-chefe de uma vila Kobold. Ele foi capaz de tornar instantaneamente a atmosfera incrivelmente alegre e animada, e o sangue dos guardas Kobold ferveu quando eles levantaram as mãos e gritaram: "Kobolds para sempre!"

Depois de concluir sua tarefa, Doke olhou para os guardas de Kobold e riu alegremente enquanto dizia: "O chefe nos deu outras ordens, então vamos embora agora."

Os guardas gritaram entusiasmados de volta: "Irmãos, nós lhe daremos carne de javali quando vocês voltarem!"

Doke e seus Kobolds reprimiram suas risadas quando ouviram os guardas de Kobold chamá-los de irmãos. Esses guardas não tinham ideia de que haviam sido enganados por Doke, e o chamaram de irmão e queriam lhe dar carne de javali.

Um tempo depois que Doke e seus Kobolds foram embora, uma brisa leve soprou e um guarda se perguntou: "Por que eu sinto cheiro de Orcs?"

Os outros Kobolds também sentiram o cheiro e olharam à frente deles, quase esquecendo alguma coisa. Eles pensaram que o chefe havia ordenado que o cadáver fosse pendurado, e ninguém prestou muita atenção a ele. No entanto, eles não conseguiram parar de dar uma olhada no cadáver ensanguentado e, quando o viram mais perto, ficaram tão assustados que suas pernas enfraqueceram. Eles reconheceram esse Orc era o Segundo Chefe incrivelmente feroz e maligno da Vila Orc.

A essa altura, Odeis e seus guerreiros orcs haviam chegado à vila Kobold. Mesmo que ele esperasse que seu irmãozinho estivesse bem, ele sentiu como se seus olhos estivessem arrebentados quando viu o cadáver de seu irmão pendurado na árvore, e ele gritou: "Matem todos eles!"

A fúria que os orcs suprimiram o tempo todo explodiu repentinamente. Mais ou menos 4.000 guerreiros orcs correram para a vila Kobold como um dilúvio, fazendo a terra tremer e os pássaros voarem para longe com medo. Os Kobolds rapidamente se defenderam contra o ataque Orc. Lanças voaram pelo ar e como os orcs sabiam exatamente com o que estavam lidando, eles vieram preparados.

Todos eles tinham escudos de madeira, ou melhor, blocos de madeira, que seguravam à sua frente.

Bang! Bang! Bang!

As lanças continham imensa força e, enquanto algumas foram paradas pelos escudos de madeira, outras perfuraram os escudos, matando os orcs atrás deles.

No entanto, as lanças mataram apenas alguns Orcs, e os Orcs continuaram a atacar. Os Orcs eram incrivelmente ferozes quando corriam, e quando brandiam seus machados e maças, os Orcs emitiam uma aura que fazia parecer que eles destruiriam tudo.

Os dois lados se enfrentaram rapidamente e, enfrentando os ataques dos Orcs, os Kobolds defenderam desesperadamente.

Zhao Fu assistiu friamente a batalha na frente dele. As vidas desapareceram em um instante e o sangue manchou o chão quando a aura da morte se espalhou.

“Prepare-se para soltar as flechas de fogo”, ordenou Zhao Fu enquanto seus soldados acendiam suas flechas e atiravam por trás da Vila Kobold, acendendo muitos prédios em chamas e matando muitos Kobolds.

Agora, Zhao Fu tinha que ajudar os Orcs a destruir a Vila Kobold. Ele ainda precisava dos Orcs para destruir as outras duas aldeias, então ele teve que preservar pelo menos uma parte da força dos Orcs.

Os Kobolds estavam enfrentando os ataques selvagens dos orcs pela frente e agora eram atacados pelas forças de Zhao Fu pelas costas. Depois de ser contada, a situação rapidamente se tornou feia para eles. Quando souberam que os Orcs estavam atacando pela frente e que os Humanos estavam atacando por trás, o Chefe Kobold ficou incrivelmente furioso e pensou que os Orcs e os Humanos estavam descaradamente trabalhando juntos para destruir a Vila Kobold. O chefe Kobold sabia que eles definitivamente perderiam, então ele foi ao Hall da Vila e escolheu se mudar a vila antes de entregar o City Heart a 100 guerreiros a um assessor de confiança. O assessor deveria fugir com 200 idosos e crianças, enquanto o chefe lutaria até a morte para ganhar mais tempo.

Por Dian Liang | 29/07/20 às 20:05 | Aventura, Fantasia, Sobrenatural, Artes Marciais, Wuxia, Harém, Histórico, +18