CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 12 - Uma mentirosa e uma pequena prece

Three Days of Happiness (TDH)

Capítulo 12 - Uma mentirosa e uma pequena prece

Tradução: Itsuki Lonely Driver

Quando a Miyagi veio pela primeira vez ao meu apartamento como minha observadora, eu não pude deixar de ficar nervoso com o olhar dela.

Meu pensamento era: “Se minha observadora fosse o oposto dela - feia, suja e de meia-idade - tenho certeza de que poderia relaxar mais e pensar sobre o que era a coisa certa a fazer”.

O observador que agora estava diante de mim, em vez da Miyagi, era um homem desse jeito:

Ele tinha uma estatura baixa, tinha uns pontos carecas disformes, o rosto era vermelho como de um bêbado, ele tinha um bigode vistoso, e sua pele era oleosa. Ele piscou invulgarmente muitas vezes, ele bufava enquanto respirava, e ele falava como se tivesse catarro preso em sua garganta.

「Onde está a garota de sempre?」, foi minha primeira pergunta.

「De folga.」, disse o homem sem rodeios. 「Estou substituindo ela hoje e amanhã.」

Eu coloquei minha mão no meu peito em alívio. Eu estava grato, observadores não trocavam de turnos. Miyagi voltaria em apenas 2 dias.

「Então até os observadores tiram folga.」, eu disse.

「Claro, que sim. Ao contrário de você, ainda temos muitas coisas para fazer.」, ele respondeu sarcasticamente.

「Hã. Bem, isso é um alívio. E a folga dela vai acabar daqui a dois dias e voltará ao normal?」

「Sim, esse é o plano.」, disse o homem.

Esfreguei meus olhos sonolentos e olhei para o homem no canto novamente, e o vi segurando meu álbum. O álbum com todas as minhas fotos de máquinas de venda automáticas.

「O que diabos é isso?」, ele perguntou.

「Você não sabe o que são máquinas de venda automática?」, eu brinquei.

「Tch. Eu estava tentando perguntar por que você tiraria fotos assim.」

「Igual às pessoas que gostam do céu tiram fotos do céu. Adoradores de flores tiram fotos de flores, adoradores de trens tiram fotos de trens. Eles fazem isso porque querem. E eu gosto de máquinas de venda.」

O homem folheou algumas páginas entediado, depois chamou de “lixo” e jogou o álbum para mim. Então ele olhou para todos os tsurus de papel espalhados e deu um suspiro exagerado.

「Então é assim que você está gastando sua vida, hein. Muito idiota. Você não tem nada melhor para fazer?」

Sua atitude não me tornou tão desconfortável. Em termos de dizer honestamente o que eu pensava, ele era mais fácil de lidar. Era muito preferível ser observado do canto como se eu fosse um objeto.

「Eu poderia, mas se eu fizesse algo mais agradável do que isso, meu corpo poderia não aguentar.」, eu ri.

Ele continuou a encontrar falhas em tudo da mesma maneira. Esse observador é muito mais agressivo, pensei.

Eu entendi o porque depois do almoço, quando eu deitei na frente do ventilador ouvindo música.

「Ei, você.」, disse o homem. Fingi não ouvi-lo e ele limpou a garganta. 「Você não está causando nenhum problema para aquela garota, está?」

Havia apenas uma pessoa em quem eu poderia pensar a quem “aquela garota” poderia se referir, mas eu não esperava que o homem se referisse a Miyagi dessa forma, então minha resposta foi adiada.

「Por aquela garota, você quer dizer a Miyagi?」

「Quem mais?」 O homem franziu a testa como se tivesse se ofendido por eu falar o nome dela.

Vendo isso, senti um pouco de carinho pelo homem. Então você é meu aliado, huh.

「Deixe-me adivinhar, você é amigo da Miyagi?」, eu perguntei.

「...Nem. Nada do tipo. Quer dizer, nós nunca nos vimos de verdade.」 O tom do homem de repente ficou mais dócil. 「Só conversamos algumas vezes através de documentos, isso é tudo. Mas fui eu que comprei o tempo dela, então a vi por cerca de 10 minutos, há muito tempo atrás.」

「O que você acha dela?」

「Pobre garota.」, ele disse claramente. 「Tenho muita pena dela.」

Ele parecia estar falando sério.

「Meu tempo de vida tinha o mesmo valor que o dela. Lamentável, hein?」

「Cale-se, você vai morrer logo de qualquer maneira.」

「Esse é provavelmente o jeito certo de ver as coisas.」, eu concordei.

「Mas aquela garota, ela vendeu a coisa que ela absolutamente não deveria ter vendido. Ela tinha apenas 10 anos, você não podia esperar que ela fizesse uma escolha racional. E agora a pobre garota tem que ficar por aí com caras desesperados como você.」

「...Então, de volta ao assunto - você não está dando a ela nenhum problema, não é? Dependendo da sua resposta, seus últimos meses podem ficar muito menos confortáveis.」

Eu estava ficando cada vez mais afeiçoado por esse cara.

「Oh, eu acho que a incomodei.」, veio a minha resposta honesta. 「Eu disse coisas que a machucou e cheguei perto de machucá-la fisicamente... E um pouco depois disso, quase a forcei a no chão.」

A aparência do homem mudou, e como ele parecia estar prestes a me estrangular a qualquer segundo, eu segurei o caderno da Miyagi e dei para ele.

「O que é isso?」, ele disse, pegando o caderno.

「Você deve encontrar os detalhes aí. É o diário de observação que a Miyagi escreveu. Mas você não pode deixar a pessoa que está sendo observada ler, certo?」

「Diário de observação?」 Ele lambeu o dedo e abriu o caderno.

「Eu não sei como vai o seu trabalho, e não me parece que as regras são muito rígidas. Mas se acontecer de que Miyagi possa ser punida por deixar isso para trás, bem, eu não quero que isso aconteça. Parece que você está do lado dela, então eu vou dar para você.」

O homem folheou as páginas, folheando. Ele chegou à última página em cerca de 2 minutos e disse apenas.

「Aha.」

Eu não sabia o que estava lá. Mas depois disso, o homem ficou muito menos agressivo. 

Miyagi deve ter escrito favoravelmente sobre mim. Fiquei feliz por ter uma prova indireta disso.


Se eu não tivesse tido a ideia de comprar meu próprio caderno, não estaria escrevendo isso agora.

Depois de mostrar o caderno da Miyagi ao observador substituto, tive o desejo de ter o meu próprio. Fui à papelaria e comprei um caderno Tsubame B5 e uma caneta-tinteiro barata, depois pensei no que colocar nele.

Eu sabia que enquanto eu tinha esse observador substituto por dois dias, era a minha hora de fazer coisas que eu não poderia fazer com Miyagi lá.

No começo eu considerei fazer coisas depravadas, mas considerei a próxima vez que fosse ver a Miyagi, mesmo que ela não aparecesse, eu ficaria visivelmente culpado. Então eu fiz coisas que eu não gostaria que Miyagi visse, mas de uma maneira saudável.

Eu escrevi um registro de tudo o que tinha acontecido desde que eu subi as escadas daquele antigo prédio e vendi meu tempo de vida no 4º andar até os dias atuais.

Na primeira página, escrevi sobre a lição sobre moralidade que recebi na escola primária. Sem nem pensar, sabia o que deveria escrever na próxima página.

O primeiro dia eu pensei sobre o valor da vida. Minha crença na época em que eu seria famoso algum dia. A promessa que fiz com a Himeno. Sendo informado sobre o negociante de tempo de vida na livraria e a loja de CD’s. Encontrando a Miyagi lá.

As palavras fluíam sem parar. Enquanto fumava, usando uma lata vazia como um cinzeiro, continuei a contar a história.

A caneta-tinteiro fazia um som confortável no papel. A sala estava quente e o suor caia e borrava as letras.

「O que você está escrevendo?」, o observador substituto perguntou.

「Estou anotando o que aconteceu este mês.」

「E? Quem vai ler isso?」

「Não sei. Realmente não me importa. Escrever me ajuda a resolver as coisas. Eu posso mudar as coisas para lugares mais lógicos, como uma desfragmentação.」

Até tarde da noite, minha mão não ficou parada. Estava longe de ser uma bela prosa, mas fiquei surpreso com a facilidade com que escrevi.

Depois das 22 p.m., finalmente parei de repente. Eu não senti que poderia escrever mais hoje.

Eu coloquei a caneta na mesa e fui pegar um pouco de ar fresco. O homem a contragosto se levantou e seguiu atrás de mim.

Andando por aí sem destino, ouvi um tambor de taikô de algum lugar. Devem estar praticando para um festival, provavelmente.

「Já que você é um observador, você vendeu seu tempo também?」, me virei e perguntei ao homem.

「Se eu dissesse que sim, você se simpatizaria comigo?」, o homem soltou uma gargalhada.

「Sim, eu faria isso.」

O homem olhou para mim surpreso.

「...Bem, gostaria de dizer que estou agradecido, mas a verdade é que eu não vendi nem tempo de vida, nem tempo, nem saúde. Eu faço este trabalho porque eu quero.」

「Que mau gosto. O que tem de tão divertido nisso?」

「Não disse que era divertido. É como visitar as sepulturas das pessoas. Eu vou morrer um dia. Então quero experimentar tanta morte possível para que eu possa aceitá-la.」

「Soa como uma ideia de homem velho.」

「Sim, porque eu sou velho.」, disse o homem.

De volta ao meu apartamento, tomei um banho, bebi uma cerveja, escovei os dentes e puxei as cobertas para dormir. Mas mais uma vez meu vizinho da porta ao lado estava sendo barulhento. 3 ou 4 pessoas conversavam com a janela aberta.

Eu senti como se houvesse sempre convidados lá, dia ou noite. Uma grande diferença do meu quarto que só tinha observadores.

Eu usei meus fones de ouvido como protetores de ouvido, apaguei a luz e fechei os olhos.

Talvez graças ao uso de uma parte do meu cérebro eu não usava normalmente, eu consegui 11 horas seguidas de sono, sem acordar uma única vez.

Passei o dia seguinte enchendo meu caderno com palavras também. O rádio estava falando sobre beisebol. À noite, eu havia alcançado os dias atuais.

Meus dedos tremeram quando soltei a caneta. Os músculos dos meus braços e mãos estavam gritando, e eu esfreguei meu pescoço dolorido enquanto minha cabeça doía.

Ainda assim, o sentimento de realização de terminar algo não foi ruim. Além disso, reexplicar minhas memórias através de palavras fez com que boas memórias fossem mais fáceis de saborear, e memórias ruins mais fáceis de aceitar.

Eu deitei ali mesmo e olhei para o teto. Havia uma grande mancha preta que eu não tinha certeza de como ela chegou lá, e um prego torto salientando para fora. Havia até uma teia de aranha no canto.

Depois de assistir ao jogo de beisebol de uma escola secundária nos arredores do bairro e passear pelas feiras que ficavam no mercado, parei em uma cafeteria e jantei as sobras.

Miyagi estará de volta amanhã, eu pensei.

Eu decidi ir para a cama cedo. Fechei o caderno que deixei aberto, coloquei na estante e fui para a cama. Então o observador substituto falou.

「Isso é algo que eu pergunto a todos, mas... Para o que você usou seu dinheiro?」

「Não foi dito no registro de observação?」

「...Não o li detalhadamente.」

「Eu andei pela rua distribuindo nota por nota.」, respondi.

「Eu usei um pouco para despesas, mas o plano original era dar a alguém. Mas ela fugiu, então eu decidi dar tudo para estranhos.」

「Nota por nota?」

「Sim. Apenas saí andando e distribuindo notas de 10 mil ienes」

O homem começou a gargalhar ruidosamente.

「Engraçado, hein?」, eu disse, mas o homem respondeu com uma risada.

「Não, não é disso que estou rindo.」

Foi uma risada bizarra. Não parecia que ele estava apenas rindo porque era engraçado.

「...Bem, huh. Então você acabou dando todo aquele dinheiro que você ganhou pelo seu tempo de vida para estranhos de graça.」

「Foi o que eu fiz.」, eu assenti.

「Não há esperança para um idiota como você.」

「Concordo. Existem inúmeras maneiras melhores que eu poderia ter usado. Poderia ter feito muita coisa com 300 mil ienes.」

「Não. Não é por “isso” que estou tirando sarro de você.」 Algo sobre as palavras dele pareciam estranhas.

Então ele finalmente disse aquilo.

「Ei, você - não me diga - você realmente acreditou quando eles disseram que seu tempo de vida valia 300 mil ienes?」

A pergunta mexeu comigo.

「O que você quer dizer?」, eu perguntei ao homem.

「O que mais, quero dizer exatamente o que eu disse. Você realmente achou que seu tempo de vida valia 300 mil ienes, e assim por diante, você achou que estava certo e pegou os 300 mil?」

「Bem... Sim, eu pensei que era muito baixo no começo.」 

O homem caiu no chão em gargalhadas.

「Certo, certo. Bem, eu não quero dizer nada, mas...」 

Ele segurou seu estômago, ainda rindo.

「Bem, da próxima vez que você ver aquela garota, pergunte a ela. “meu tempo de vida realmente valia 300 mil ienes?”.」 

Tentei questionar o homem ainda mais, mas ele parecia não querer me contar mais.

Na minha sala escura, fiquei olhando para o teto, incapaz de dormir.

Fiquei pensando sobre o que suas palavras significavam.


「Bom dia, Sr. Kusunoki.」

Miyagi falou quando acordei com sol que entrava pela janela.

Essa garota, que me deu um sorriso amigável do canto da sala, estava me contando uma mentira.

「Como você pretende passar o dia de hoje?」

Eu engoli as palavras que estavam a alguns momentos de deixar minha garganta.

Eu vou continuar fingindo que não sei de nada, foi o que decidi. Eu não queria saber a verdade o suficiente para incomodar a Miyagi.

「A mesma coisa de sempre.」, eu respondi.

「Um tour de máquinas de venda, então.」, Miyagi disse alegremente.

Viajámos por todos os lugares - sob o céu azul, ao longo de campos de arroz, descendo estradas rurais sinuosas.

Comemos charque grelhado e sorvete italiano em uma estação à beira da estrada, depois tiramos fotos ao longo de uma rua estranha sem sinal de pessoas e muitos prédios fechados, mas muitas máquinas de venda.

A noite chegou em um piscar de olhos.

Descemos da Cub em uma pequena represa e descemos as escadas para uma pequena estrada para caminhar.

「Onde você está indo?」

Eu não me virei.

「O que você faria se eu te enganasse e fôssemos para algum lugar perigoso?」

「Então você está indo para algum lugar onde possa ver uma bela vista?」, Miyagi disse com compreensão.

「Você entendeu errado.」, eu disse, mas foi como ela disse.

Depois que atravessamos uma pequena ponte que levava a um matagal ao longo do rio, ela pareceu entender meu objetivo. Ela parecia fascinada pela visão.

「Hum, essa impressão pode parecer que está perdendo o sentido, mas... Os vagalumes realmente brilham, não é.」

「Duh, eles são vagalumes.」, eu ri, mas eu sabia o que ela estava tentando dizer.

Miyagi provavelmente estava se sentindo da mesma maneira que eu me senti ao ver aquelas estrelas no lago.

Você sabe que tal coisa existe. Mas, tanto quanto você sabe “como é”, a beleza de um escalão superior é algo que você também não deve saber até ver por conta própria.

Nós caminhamos ao longo do pequeno caminho lentamente, enquanto as luzes dos incontáveis vagalumes verdes flutuavam.

Olhar diretamente para eles faria você perder o foco e se sentir um pouco tonto.

「Se eu tivesse que adivinhar, esta pode ser a primeira vez que vejo vagalumes.」, disse Miyagi.

「Tem havido muito menos deles ultimamente. Eles são difíceis de encontrar se você não for ao lugar certo na hora certa. Eu provavelmente não os verei novamente aqui por dias.」

「Você vem aqui com frequência, Sr. Kusunoki?」

「Não. Eu só vim aqui uma vez, por volta dessa época no ano passado. Apenas me lembrei disso ontem.」

A luminescência dos vagalumes atingiu seu auge, e voltamos pelo caminho que viemos.

「...Posso interpretar isso como um agradecimento pela noite no lago?」, perguntou Miyagi.

「Eu só vim ver porque eu queria. Mas você é livre para interpretar como quiser.」

「Entendido. Eu vou interpretar isso livremente. Muito mesmo.」

「Não precisa me contar cada pequena coisa.」

Voltei para o apartamento, arrumei as fotos do dia, me preparei para dormir, respondi ao “boa noite” de Miyagi da mesma maneira, assim que desliguei a luz, chamei o nome dela. 

「Miyagi.」

「Sim? O que foi?」

「Por que você mentiu?」

Miyagi olhou para o meu rosto e piscou.

「Eu não tenho certeza do que você quer dizer.」

「Deixe-me tornar isso um pouco mais simples, então... Meu tempo de vida realmente valia 300 mil ienes?」

Ao luar daquela noite, pude sentir uma mudança na cor dos olhos de Miyagi.

「Claro que sim.」, ela respondeu. 「Lamento dizer, mas o seu valor simplesmente não era muito alto. Eu pensei que você tinha aceitado isso há algum tempo.」

「Bem, eu fiz isso. Até a noite passada.」, eu disse.

Miyagi parecia ter adivinhado meus pensamentos.

「O meu substituto lhe disse alguma coisa?」, ela perguntou com um suspiro.

「Ele apenas me disse para verificar isso com você, só isso. Não me disse nada mais concreto do que isso.」

「Sim, bem, 300 mil ienes são 300 mil ienes.」, ela continuou a fingir saber de nada.

「...Quando eu soube que você mentiu para mim, no começo eu simplesmente pensei que você estava pegando uma parte do dinheiro que eu deveria ter recebido para si mesma.」

Miyagi olhou para mim com os olhos revirados.

「Eu pensei que talvez fossem 30 milhões ou 3 bilhões, e você estava me roubando, me dizendo um valor falso. Esse foi meu primeiro pensamento. ...Mas eu simplesmente não conseguia acreditar nisso. Eu não queria pensar que era isso. Que você estava me enganando desde o começo. Que você estava escondendo uma mentira assim por trás do seu sorriso. Eu me perguntei se eu estava cometendo um erro básico. Eu ponderei isso a noite toda, até que percebi... Eu estava enganado desde o começo.」

Aquela professora já havia me dito isso há 10 anos.

“Eu quero que você se afaste dessa linha de pensamento”.

「Por que eu acreditei que 10 mil ienes por ano era o menor preço possível? Por que eu acreditava que o tempo normal de vida deveria ser vendido por dezenas e centenas de milhões? Talvez eu estivesse baseando demais nas minhas opiniões anteriores. Talvez todos queiram profundamente acreditar no absurdo de que a vida seja mais valiosa do que qualquer coisa. De qualquer forma, apliquei muito do meu bom senso à situação. Eu deveria ter sido mais flexível no meu pensamento.」

Eu respirei e disse:

「O que faria você querer dar um total de 300 mil ienes para alguém que você nunca viu antes?」

Miyagi disse.

「Eu não tenho a menor ideia do que você está dizendo.」, e se afastou.

Sentei-me no canto oposto da sala na mesma posição que ela, com os joelhos para cima. Isso fez Miyagi sorrir um pouco.

「Você pode fingir que não sabe de nada, isso também funciona.」, eu disse. 「Mas eu só quero dizer obrigado.」

Miyagi sacudiu a cabeça.

「Tanto faz. Se eu mantivesse esse trabalho, eu certamente morreria antes de pagar a dívida, assim como minha mãe. Mesmo se eu pagasse e estivesse livre, não me foi prometido uma boa vida depois. Então decidi que seria melhor usar o dinheiro dessa maneira.」

「Quanto eu valho, realmente?」, perguntei.

Houve uma pausa.

「...30 ienes¥ 30,00 = R$ 1,15 de acordo com a cotação do dia 05/12/19;.」, Miyagi sussurrou.

「Um telefonema de 3 minutos.」, eu ri. 「Desculpe por usar seus 300 mil ienes assim.」

「De fato. Eu gostaria que você tivesse usado mais para si mesmo.」 A expressão de Miyagi estava irritada, mas sua voz era gentil.

「…Mas eu certamente entendo como você se sente, Sr. Kusunoki. Talvez a razão pela qual eu lhe dei 300 mil ienes e a razão pela qual você distribuiu para estranhos seja a mesma, em seu coração. Eu me sentia sozinha, triste, vazia e desesperada. Então eu fui e fiz algo excessivamente altruísta... Embora, pensando nisso, se eu não tivesse mentido sobre valer 300 mil ienes e dissesse a verdade, talvez você não tivesse vendido. Então pelo menos você teria sido capaz de viver uma vida mais longa. Sinto muito pelo que fiz.」

Miyagi falou curvando-se e enterrando o queixo entre os joelhos, olhando para as unhas.

「Talvez apenas uma vez eu quisesse ser alguém que dá algo a alguém. Eu queria que fosse dado a mim, mas... Talvez eu tenha tentado me salvar dando a alguém em circunstâncias similarmente lamentáveis o que ninguém me daria. De qualquer forma, a ação foi um produto da minha boa vontade distorcida. Eu sinto Muito.」

「Isso não é verdade.」, eu neguei. 「Se você me dissesse que eu “valia 30 ienes” desde o começo, eu ficaria louco e venderia tudo - talvez nem mesmo deixaria 3 dias sobrando, muito menos 3 meses. Se você não tivesse mentido, eu não poderia ter feito um tour de máquinas de venda, dobrar tsurus, ver estrelas ou observar vagalumes.」

「Nunca houve qualquer motivo para você se desesperar. 30 ienes é apenas um valor meramente decidido por alguns superiores.」, insistiu Miyagi. 「Pelo menos para mim, Sr. Kusunoki, você é alguém que vale 30 milhões ou 3 bilhões de ienes.」

「Pare com isso, é um consolo tão estranho.」, eu sorri.

「É a verdade!」

「Se você for muito gentil comigo, vou ficar infeliz. Eu sei que você é uma garota legal, então você não precisa ir mais longe.」

「Você é muito chato. Apenas fique quieto e deixe-me animá-lo.」

「...Nunca me disseram isso antes.」

「Além disso, isso não é consolação ou bondade. Eu estou apenas dizendo o que eu queria dizer. Eu não me importo com o que você pensa sobre isso.」, Miyagi disse um pouco envergonhada, com a cabeça baixa.

Então ela me disse isso.

「De fato, a princípio, achei que você fosse alguém que merecia apenas 30 ienes. Quando eu te dei os 300 mil, foi puramente para minha própria satisfação, então não importava que fosse você, Sr. Kusunoki... Mas gradualmente, minha opinião mudou. Após o incidente na estação de trem, você levou a minha história para o coração, não é? Você simpatizou com a minha situação de ter que vender meu tempo. Começando então, Sr. Kusunoki, você não era mais apenas a pessoa que eu estava observando. Isso por si só é um problema significativo, mas depois houve muitos mais. ...Eu sei que deve ser insignificante para você, mas fiquei feliz por você estar disposto a falar comigo. Porque eu sempre fui invisível. Ser ignorada fazia parte do meu trabalho. Até mesmo pequenas coisas como comer e conversar comigo em restaurantes, sair para fazer compras, andar pela cidade, dar as mãos e passear pelo rio - parecia um sonho. Você foi a primeira pessoa a sempre me tratar como se eu estivesse “lá”, independentemente do tempo ou da situação.」

Eu não sabia com o que responder. Eu nunca pensei que alguém seria tão grato a mim.

「...Eu posso continuar fazendo isso se você quiser.」, eu brinquei, e Miyagi assentiu.

「Eu adoraria isso. Por que... Eu te amo.」

 Embora não adiantasse amar alguém que logo vai embora. Ela sorriu tristemente.

Meu peito doeu e minha boca não funcionou por um tempo.

Como se eu estivesse sofrendo um atraso, eu não disse nada, nem sequer consegui piscar.

「Sabe, Sr. Kusunoki. Existem muitas outras mentiras que eu te disse.」, Miyagi disse em uma voz um pouco nublada.

「Além do valor do seu tempo de vida, e além da Himeno. Por exemplo, como sua vida útil seria encerrada se você causasse outros problemas. Era mentira. E como você morreria se você fosse a mais de 100 metros de mim. Também era mentira. Elas não eram mais do que maneiras de me proteger. Nada além de mentiras.」

「...Sério?」

「Se você está ofendido, pode fazer o que quiser comigo.」

「O que eu quiser?」, eu repeti.

「Sim, tão terrível quanto você possa desejar.」

「Então, com prazer.」

Eu peguei a mão da Miyagi para ela se levantar, então dei a ela um abraço apertado.

Não tenho certeza de quanto tempo ficamos assim.

Eu tentei me lembrar deles. Seu cabelo macio. Suas orelhas bem formadas. Seu pescoço fino. Seus ombros e costas inseguras. Seu peito modesto. Seus quadris suavemente curvados.

Eu usei meus sentidos ao máximo para guardar tudo na minha memória.

Então eu me lembrarei, não importa o quê. Então eu nunca mais me esquecerei.

「Isso foi bastante terrível.」, disse Miyagi, fungando. 「Depois de fazer isso, agora sei que nunca vou me esquecer de você.」

「Sim. Chore por mim quando eu estiver morto.」, eu disse.

「...Se você está bem com isso, então eu vou fazer isso até que eu morra.」, então Miyagi sorriu.

Foi então que finalmente encontrei um objetivo para os últimos meses sem sentido.

As palavras de Miyagi provocaram uma mudança incrível dentro de mim.

Com nem mesmo 2 meses me restando, decidi, independentemente do que fosse preciso, pagaria a dívida da Miyagi integralmente.

Eu, cuja vida inteira nem sequer conseguia comprar uma caixa de suco.

Eu acho que eu só poderia dizer isso porque eu não sabia o meu lugar.

Por ScryzZ | 07/08/18 às 00:52 | Psicológico, Sobrenatural, Slice of Life, Romance, Drama, Maduro, Seinen, Tragédia