CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 8.5 - Até o fim, Hayama Hayato ainda não consegue entender (parte 5)

Yahari Ore no Seichun Love Comedy wa Machigatteiru (Oregairu)

Capítulo 8.5 - Até o fim, Hayama Hayato ainda não consegue entender (parte 5)

Tradução: Yuuri san | Revisão: (y)Logic | QC: Riberiru

 O sol afundou no horizonte e o lado noturno da cidade começou a surgir. Na frente da estação, havia várias pessoas esperando encontrar alguém, assim como eu.

 Era uma noite de sexta-feira. Provavelmente havia muitas pessoas saindo para beber esta noite também.

 Os casais que acabaram de chegar trocaram algumas palavras e partiram de braços dados.

 Eu puxei minha manga e verifiquei a hora. Eram exatamente cinco da tarde. Esta era a hora em que deveríamos nos encontrar. Ser o primeiro aqui deu a impressão de que eu estava realmente ansioso para esse passeio, então não fiquei muito feliz com isso. Dito isso, se eu estivesse atrasado em vez disso, acabaria causando problemas para todos os outros, apesar de ser nada mais do que o suplemento adicional. Riberiru: Você vê que, pro Hachiman não se deixar levar por “mal entendidos”, ele fica constantemente repetindo pra si mesmo o quanto ele é “sem valor”.

 De qualquer forma, eu estava em uma posição problemática. Devo evitar andar na frente e não ser um obstáculo pelo menos. Parecia que eu teria muito o que fazer nas próximas horas.

 Momentos antes de dar cinco horas, Hayama foi o primeiro a aparecer. Parecia que ele tinha vindo de trem, pois se misturou com a multidão de pessoas saindo pelos portões de passagens. Mas mesmo na multidão de pessoas, ele ainda era bem notável, tanto que sua figura entrava naturalmente na minha linha de visão.

 Hayama ajustou sua gravata enquanto olhava em volta e parecia ter me notado. Ele levantou a mão ligeiramente e veio em minha direção.

「Desculpe pelo atraso.」

「Nada, você chegou aqui na hora certa.」

 Um ou dois minutos estavam dentro da margem de erro. Eu não era muito persistente quando se tratava de tempo, então não me importei.

 Agora era a hora das meninas virem..... Enquanto eu pensava, inspecionava a área imediata, Hayama ficou ao meu lado e fez a mesma coisa. Enquanto fazíamos isso, Hayama parecia estar tendo problemas para tentar dizer algo.

「..... Desculpe por fazer você ir junto. Você realmente me ajudou, valeu.」

「Tanto faz. Eu só vim porque a Yukinoshita mais velha me assusta. Se você vai agradecer a alguém, agradeça a ela.」

 Na verdade, se não fosse pela Haruno-san me contatando, eu definitivamente não teria aparecido. Pode não significar muito vindo de mim, mas eu era bastante fraco para garotas mais velhas me dizendo isso e aquilo. Ah, mas não se deve esquecer que também era fraca aos apelos das irmãzinhas. Até eu hesitaria um pouco se uma colega de classe me pedisse ajuda. Nossa, as meninas são super assustadoras.

 Realmente não me ocorreu que Hayama me levaria até onde eu era fraco, então acabou sendo favorável para ele. A vasta gama de sua doença de camaradagem me deixou apreensivo. Essas palavras não eram exatamente palavras de advertência, mas pelo menos gostaria de receber uma reclamação ou duas.

「Mas, sério, você realmente tinha que pedir àquela pessoa só para me fazer vim.....」

「Ah, são elas?」

 Hayama me interrompeu no meio da frase. Ele apontou em uma direção que ainda estava bem longe, mas as figuras ambulantes que apareceram eram Orimoto e sua amiga.

 Quando elas notaram que nós dois estávamos esperando, correram até nós.

「Desculpe pela espera.」

「Desculpe pelo atraso.....」

 Orimoto não parecia se importar com algo tão trivial quanto o momento em que ela levantou a mão enquanto sua amiga Nakamachi ou o que quer que fosse parecia se desculpar quando ela abaixava a cabeça.

「Não há motivo pra se desculpar...... Bem, vamos andando?」

 Hayama sorriu gentilmente e começou a andar. Orimoto e sua amiga o seguiram. Parece que Hayama explicou a situação de antemão. Quando as duas meninas chegaram, elas não fizeram uma careta perguntando por que eu estava aqui.

「Pra começar, que tal filme, sei lá?」

 Hayama se virou e diminuiu o passo para que as meninas ajustassem as delas. Elas se aproximaram dele e começaram a conversar.

 Comecei a segui-los um passo atrás.

 Não é como se eu estivesse agindo como um Yamato Nadeshiko ou algo assim. Claro, parecia que eu estava sendo atencioso, dado o quão distantes estávamos, mas havia um motivo maior para isso. N/T: Yamato Nadeshiko é uma forma de se referir a alguém que tem todas as virtudes necessárias para ser “ideal” na época do Japão Feudal.

 Quando nos encontramos com Orimoto e sua amiga, algo parecia estranhamente fora do lugar.

 Se eu fosse colocar em palavras, foi esse sentimento anticlimático que me fez pensar「foi assim que as coisas realmente aconteceram?」. Independentemente de quão superficial sua saída com as garotas tenha sido, era um grande evento para garotos do colégio.

 É por isso que achei surpreendente me sentir deslocado.

 Mesmo os tempos durante o início do verão e as férias de verão foram diferentes. Até preguei para mim mesmo para não entender mal a situação. Mas, hoje, eu não tive essa preocupação em tudo.

 Quer dizer, não sabia o que pensar.....

 Na verdade, quando Hayama apareceu, houve pelo menos uma pequena reação minha. Como se isso fosse verdade. Riberiru: Já tá se entregando de novo Hachiman. A relação dos dois me lembra isso :Video

 Ouvi a conversa deles em silêncio.

 Quanto aos planos para hoje, íamos assistir a um filme e depois fazer compras. Ao longo do caminho, iríamos parar em um fliperama, comprar algo e terminar. Essa era a essência.

 Parecia realmente padrão.

 E quinze minutos se passaram desde que começamos a nos mover.

 As únicas coisas que saíram da minha boca até agora consistiram apenas nestes seis tipos: 「Claro」, 「Não」, 「Bem」,「Aah」,「É」, 「Entendo」. Eu tinha certeza que os jogos de luta beat'-em up tinham mais falas do que isso.....

 Pensando bem, o fato de eu poder me comunicar perfeitamente apenas com essas escolhas limitadas significava que minha habilidade comunicativa era super alta? Então, obviamente, aqueles que não se preocuparam em falar comigo eram os idiotas com capacidade inferior de comunicação. Riberiru: Hmm, meus colegas de classe eram inferiores então. Faz sentido.

 Depois de conversar sobre várias coisas e fazer algumas paradas aqui e ali, finalmente chegamos ao cinema. A distância da estação até aqui era de apenas cinco minutos, se eu fosse sozinho, mas demorava um pouco com nós quatro.

 Em todo caso, o primeiro plano era o filme.

 Embora tenhamos entrado no cinema, o filme que assistiríamos era algo decidido pelas meninas e eu, é claro, nunca tive o direito de contribuir. Mas, felizmente, elas escolheram o filme que não assisti da última vez, então fiquei muito feliz.

 Hayama comprou rapidamente os ingressos. Como esperado dele, tão confiável!

 Em momentos como estes, posso ter sido obrigado a contribuir com algo extra, mas afinal eu era apenas um suplemento. Para o suplemento que tinha como objetivo principal preencher a contagem numérica, sua existência indiferente. Por favor, não espere nada muito glamoroso.

 Parecia que eles haviam pesquisado os horários do filme, pois imediatamente entramos no cinema sem ter que esperar.

 A ordem dos assentos era Hayama entre as duas garotas comigo sentado ao lado da Orimoto. Era um fato decidido que Hayama estaria entre as garotas, então tudo aconteceu muito bem. O problema restante era onde eu me sentaria. A escolha mais adequada foi ao lado da Orimoto, visto que éramos conhecidos.

 Pegamos nossos lugares, mas o filme não iria começar imediatamente. Havia pessoas falando por toda parte, er, isto é, havia conversas à minha direita imediata. Eles estavam conversando em pequenos sussurros enérgicos.

 Descansei meu peso no braço esquerdo da cadeira e meu corpo assumiu uma postura natural voltada para a direita. Era a posição meditativa de meio lótus de Miroku, também conhecida como pose de「ah, sim, estou ouvindo, estou ouvindo」. Essa pose fazia parecer que você estava participando da conversa. Você não precisava ser atencioso com ninguém e ninguém se obrigaria a falar com você também.

 Eventualmente, as luzes escureceram. Todos ficaram quietos simultaneamente.

 No cinema escuro, o ladrão do cinema começou. Recentemente, o filme assaltante em questão tornou-se o rosto dos cinemas. Assim que o personagem que todos conheciam apareceu na tela, risos começaram a ser ouvidos. N/T: Esse “Ladrão do Cinema (映画泥棒 / Eigadoubou)” é um comercial que passa antes dos filmes, alertando que gravar durante ele dá uma cadeia. :Comercial

 Enquanto eu olhava para a tela, houve um som no apoio de braço direito. Quando eu olhei de soslaio, Orimoto cobriu a boca com a mão e disse em voz baixa.

「Hikigaya no cinema, tipo, aposto que todo mundo no ginasial iria pirar tanto, né?」

「Provavelmente.....」

「Totalmente!」

 Orimoto conteve o riso enquanto ela assentia.

 Exato. Tenho certeza que aqueles caras do ginasial com certeza iriam se surpreender.

 Honestamente, até eu estava assustado.

 Tenho certeza de que eu também iria surtar. Em vez de ficar feliz, eu cavaria um buraco e pularia nele. Acabava lançando desculpas incompreensíveis. 「Isso realmente não foi assim. Eu realmente não queria sair, sério.」 Eu definitivamente não iria também. Realmente não entendia a lógica que alimentava minha misteriosa pureza em meus dias do Ginasial.

 Bem, não é como se nada mudasse fundamentalmente, mas para eu chegar a um lugar como este, acho que posso ter passado por algum tipo de crescimento.

 No mínimo, não entendo ou faço mais suposições erradas.

 Mesmo se houvesse alguém sentado ao meu lado, mesmo que seu rosto estivesse perto de mim, eu não teria nenhuma ideia estranha sobre ela.

 Ao deixar o peso do meu corpo para o braço esquerdo, Orimoto fez o mesmo com o braço direito da minha ponta.

 Essa sensação de distância era um tanto nostálgica. Quando penso sobre isso, sinto que meus dias no ginasial eram assim. Considerando a situação agora, por mais trivial que fosse, Orimoto e eu nunca tínhamos estado tão perto antes. Mas isso era algo que Orimoto Kaori faria com as pessoas nas quais ela não tem interesse. Era só isso.

 No entanto, agora, eu sinto que posso finalmente dar um fim ao que nunca começou.


Patrocinadores do Projeto: Suicchi; Clubedoeletrônico; Kendy; Warasu; Yuiti

Por Riberiru | 20/09/20 às 14:48 | Romance, Comédia, Vida Escolar, Slice of Life, Japonesa