A Will Eternal 50

/A Will Eternal 50
Capítulo Anterior
Índice
Próximo Capitulo

Tradutor: ScryzZ | Revisor: Venus

Capítulo 50 – Pátio Bizarro

O portão do pátio se abriu, e Du Lingfei, Feng Yan e Bai Xiaochun estavam completamente de guarda enquanto olhavam para dentro. Bai Xiaochun estava tão nervoso que começou a esbofetear talismãs de papel por toda parte.

A figura que acabara de aparecer segurava uma lanterna na mão, e ficou no portão aberto, envolto em sombras enquanto olhava para os três.

“Eu poderia perguntar porque vocês três vieram para o Clã Luochen nesta noite escura?”

A luz cintilante da lanterna mal revelou o jovem, ele estava ali de pé, olhando-os calmamente. Ele usava uma longa túnica verde, e seu rosto estava pálido e desprovido de qualquer cor de sangue.

Depois de ver que era uma pessoa que tinha aparecido, Feng Yan e Du Lingfei suspiraram de alívio. De alguma forma, o sentimento assustador que tinham experimentado momentos atrás tinha diminuído um pouco.

Feng Yan apertou as mãos e disse: “Olá, companheiro Taoísta. Somos discípulos da Seita Rio Espiritual, estamos fazendo uma visita para fazer algumas perguntas.”

[Informação Nerd Extra: O Taoismo, também chamado Daoismo e Tauismo, é uma tradição filosófica e religiosa originária da China que enfatiza a vida em harmonia com o Tao (romanizado atualmente como “Dao”). O termo chinês “Tao” significa “caminho”, “via” ou “princípio”, e também pode ser encontrado em outras filosofias e religiões chinesas. No taoísmo, especificamente, o termo designa a fonte, a dinâmica e a força motriz por trás de tudo que existe. ]

Neste momento, Du Lingfei tinha notado os numerosos escudos que estavam piscando em torno de Bai Xiaochun, e sua testa franziu em resposta.

Bai Xiaochun não notou o olhar de Du Lingfei. Por alguma razão, o fato de que um jovem tivesse aparecido não tinha feito com que sua sensação de perigo intenso diminuísse.

“Ah, vocês são companheiros do Taoísmo da Seita Rio Espiritual” disse o rapaz. “Por favor, entrem, e poderemos discutir o assunto…” A cintilação da lanterna lançou sombras no rosto do jovem, dificultando vê-lo claramente quando ele se virou e saiu.

Então o portão do pátio se abriu para permitir que os três discípulos entrassem.

Feng Yan hesitou por um momento, depois caminhou pelo portão. Du Lingfei seguiu atrás dele. Quanto a Bai Xiaochun, ele olhou ao redor por um momento antes de apertar os dentes e entrar cautelosamente no pátio.

Quando o grande portão se fechou atrás deles, os dois leões de pedra sob as lanternas do lado de fora, de repente, viraram-se para olhar na direção do portão, seus olhos brilharam com uma luz cor de sangue.

Dentro do pátio havia uma trilha de calcário verde que serpenteava através de várias plantas e rochas decorativas. A fraca luz da lua brilhava, fazendo formar sombras parciais. A única luz que existia vinha da lanterna, que balançava de um lado para o outro na mão do jovem.

Os quatro caminhavam pela trilha, cercados por um sombrio silêncio. Este lugar parecia quase como um mundo totalmente diferente do que estava fora dos portões.

No lado direito do caminho haviam várias árvores frutíferas, carregadas com frutos vermelhos. Estranhamente, apesar da falta de brisa dentro do pátio, as folhas daquelas árvores repentinamente farfalhavam.

Du Lingfei e Feng Yan pareciam estar mais em guarda do que nunca, e Bai Xiaochun, que era o último na fila, olhava cautelosamente em todas as direções. Por alguma razão, aquelas árvores frutíferas pareciam muito estranhas.

Pouco a pouco, um cheiro parecido com sangue fresco apareceu, era meio fraco, mas ao mesmo tempo bem distinto.

O coração de Bai Xiaochun começou a palpitar rápido, ele estava prestes a dizer algo quando, de repente, os frutos começaram a cair das árvores frutíferas, pousando no chão e rolando em direção a Bai Xiaochun e os outros. Estranhamente, rostos podiam ser vistos no fruto, rostos de criança com grandes sorrisos que quase pareciam ter sido pintados.

“La la la, Olá!”

Braços e pernas brotaram do fruto, e enquanto corriam em direção a Bai Xiaochun e os outros, eles apertavam as mãos e então começavam a saltar em círculos ao redor do grupo, ambos os  três chocados.

Ao mesmo tempo, os frutos começaram a gritar com vozes animadas: “A tia nos mandou sermos bons e não chorar! Nós só podemos rir! Fruta madura é a melhor fruta!”

Suas vozes eram muito charmosas e doces, enquanto dançavam e começavam a cantar canções de ninar para crianças. Agora que estavam tão perto, era possível perceber uma fragrância doce flutuando. Era tão doentiamente doce, que de fato, ao inalá-la, Bai Xiaochun e os outros sentiram como se eles estivessem prestes a vomitar suas tripas.

Quando a fruta se aproximou muito do rapaz com a lanterna, ele os ignorou completamente, e até pisou em alguns deles, esmagando-os. No entanto, os frutos triturados simplesmente rastejaram de volta aos seus pés, sorrindo enquanto continuavam a dançar e a cantar.

“O que diabos são essas coisas?!” Feng Yan exclamou com os olhos piscando. Ele acenou com a manga, fazendo com que uma rajada de vento enviasse algumas das frutas voando. Depois de cair no chão, eles voltaram a se juntaram ao círculo novamente, rindo tão alto como antes.

Bai Xiaochun sentiu um arrepio sobre ele, e nesse momento já estava completamente rodeado por escudos cintilantes.

Du Lingfei olhou para os frutos, todos de mãos dadas e cantando, e sua expressão facial piscava de medo. Empurrando o desgosto em seu coração, ela apertou os dentes, e seus olhos de fênix brilharam de raiva. Ela estava prestes a fazer um gesto de encantamento quando, de repente, os rostos dos frutos ficaram aterrorizados.

“A tia está chegando!!” Eles choraram, correndo rapidamente de volta para a árvore e pulando em suas posições originais. Logo, suas gargalhadas e cantos haviam desaparecido, e pareciam nada mais do que frutas comuns.

O jovem do Clã Luochen não olhou para trás, mas eles puderam ouvir sua voz quando ele disse: “Esses são alguns frutos espirituais que o Patriarca trouxe das profundezas das Montanhas da Estrela Cadente. Companheiros Taoístas, o que você acharam da cantoria deles? Eles adoram cantar.”

Expressões de desagrado apareceram nos rostos de Feng Yan e Du Lingfei enquanto o seguiam.

Bai Xiaochun ainda estava no fundo da fila. De repente, o sentimento de medo surgiu dentro dele quando ele percebeu que… outro conjunto de passos podiam ser ouvidos!

Passo, passo, passo…

Era impossível determinar quando exatamente as coisas tinham chegado a este ponto, mas a partir deste momento… claramente haviam cinco pessoas caminhando ao longo do caminho!

Talvez esses passos tivessem se misturado com os deles desde o momento em que eles entraram no pátio, e eles não tinham notado por causa dos frutos estranhos. Mas agora, no silêncio, o som dos passos adicionais era extremamente distinguível.

Os ecos dos passos fizeram Bai Xiaochun estremecer. O que mais assustava era que os passos vinham de trás dele. De repente, uma brisa gelada pareceu correr por suas costas, como se alguém estivesse atrás dele, respirando sobre ele.

“Ei pessoal…” ele disse, “algum de vocês percebeu… há outro conjunto de passos!?” Quando os cabelos na nuca de Bai Xiaochun se ergueram, o rosto de Feng Yan piscou quando ele também detectou os passos.

As pupilas de Du Lingfei se contraíram, e ela começou a ofegar.

De repente os três pararam de andar, e conforme eles pararam, o som dos outros passos desapareceu.

O coração de Bai Xiaochun estava batendo forte. Rangendo seus dentes, ele lentamente girou sua cabeça e deu de cara com os olhos de uma mulher nova que usava uma desgastada roupa vermelha!

Suas vestes balançavam suavemente, e seu rosto estava tão cinza, como se estivesse morta. Ela sorriu estranhamente para Bai Xiaochun por um momento antes que seus lábios se contraíssem, então ela disse: “Este fogo não faz nada, me ajude.”

O súbito acontecimento fez Bai Xiaochun saltar para o ar e gritar. A jovem vestida de vermelho transformou-se de repente em um raio de luz que desapareceu em um piscar de olhos.

O rosto de Bai Xiaochun estava pálido enquanto olhava em volta, mas nada estava lá… exceto o eco do seu próprio grito.

Du Lingfei e Feng Yan olharam assustados. Embora eles não tivessem visto nenhuma figura incomum como Bai Xiaochun, seus corações ainda estavam palpitando acelerados.

Então, uma voz de mulher soou de repente, cantando uma canção. As letras fluíam por todo o pátio, estranha e misteriosa, quase como uma canção de ninar sendo cantada para acalmar um bebê. O mero som fazia com que a escuridão parecesse ainda mais assustadora do que antes.

“Bom pequeno bebê, é hora de dormir; o vento sopra e as chamas saltam; não chore e não faça nenhum pio… “

“Basta com estes truques! ” Feng Yan exclamou, claramente nervoso. Ele imediatamente fez um gesto de encantamento, convocando uma espada voadora, que começou a girar em torno dele.

Simultaneamente, o jovem com a lanterna se virou para olhar para eles. A luz cintilante da lanterna o fez parecer mais estranho do que nunca.

“Por que você está aí parado? Vamos continuar.” Ele sorriu, seu sorriso era de alguma forma muito anormal.

Feng Yan respirou fundo, e então seus olhos cintilaram com uma luz feroz quando ele disse: “Não, não vamos a lugar algum. Olha, estamos aqui para investigar o desaparecimento de um de nossos discípulos companheiros. Companheiro Taoísta, você lembra de alguém como nós vindo por aqui há cerca de cinco meses?”

Du Lingfei já havia retirado um dispositivo mágico, e seus olhos brilhavam em concentração.

“Não, acho que não” respondeu o jovem. Suas palavras suavemente faladas flutuaram pelo ar e pareciam se harmonizar com a voz da mulher que cantarolava.

“Companheiro Taoísta “, Du Lingfei disse de repente, “como é que nenhum de seus companheiros de clã podem estar por perto?”

O sorriso do rapaz se alargou a ponto de parecer artificial. “Oh, eles estão resolvendo alguns problemas. Vocês terminaram suas perguntas?”

“Sim, nós terminamos aqui” Feng Yan disse. “Vamos nos despedir agora.” Com isso, ele virou-se para caminhar pelo outro lado do caminho. Du Lingfei seguiu o exemplo, e quanto a Bai Xiaochun, há muito tempo ele já tinha iniciado a fuga, e estava mais à frente deles.

O sorriso do rapaz ficou tão largo que os lados de sua boca começaram a se abrir, quase como se sua cabeça estivesse prestes a ser rasgada pela metade! “Se eles não querem ir mais adiante, o mínimo que poderiam fazer é ficarem para trás… fiquem para trás e nos façam companhia…”

A lanterna de repente ficou com uma cor esverdeada, tornando o pátio inteiro ainda mais escuro do que antes. Enquanto as palavras saíam da boca do jovem, de repente ele começou a flutuar pelo ar em direção a Feng Yan.

O rosto de Feng Yan ficou feroz, e ele fez um gesto de encantamento e apontou, enviando sua espada voando em direção ao jovem. Um ‘boom’ soou quando o jovem deixou a espada apunhalá-lo. Então, seu sorriso se alargou ainda mais quando ele disparou em direção a Feng Yan.

Ofegando, Feng Yan correu para trás, simultaneamente pegando uma pílula negra, que jogou para baixo no chão. Um barulho estridente ecoou quando a pílula explodiu.

O jovem foi atingido pela explosão e foi enviado para trás, seu corpo estava cheio de feridas. No entanto, ele aparentemente não estava sentindo nenhuma dor. Com o mesmo sorriso de sempre, ele arqueou através do ar tão rápido quanto uma pipa em um dia ventoso, para mais uma vez se lançar na direção de Feng Yan.

No local onde a pílula medicinal havia explodido, muitas linhas brilhantes agora eram visíveis, todas as quais emanavam uma forte aura de morte quando começaram a se reformar, como se estivessem se consertando.

Assim que viu os desenhos no chão, Feng Yan gritou em alarme, “Há uma formação de magia aqui! É uma Formação Inferno de Sombras!!”

Ao mesmo tempo, o calcário verde sob os pés de Du Lingfei começou a vibrar, e então olhos se abriram sobre eles. Corpos com braços tão magros como galhos estendidos começaram a aparecer. Logo abaixo da superfície da pele daqueles braços havia incontáveis criaturas semelhantes a um verme, se mexendo e se contorcendo. Aqueles braços… pegaram a perna direita de Du Lingfei.

Vozes surgiram do calcário verde, vozes sinistras e temerosas.

“Dói quando você pisa em nós…”

“Venha. Venha conosco… “

O rosto de Du Lingfei estava pálido. Ela rapidamente fez um gesto de encantamento e apontou, fazendo com que uma bandeira voasse para fora de sua bolsa de armazenamento. Ela imediatamente transformou-se em dois animais de névoa, que rodeavam em torno dela defensivamente. Simultaneamente, uma espada voadora apareceu, e a luz da espada que brilhava cortou as mãos que tinham se agarrado à sua perna, permitindo que ela caisse de costas.

Quanto a Bai Xiaochun, o canto da mulher de repente ficou mais alto em seus ouvidos.

“Você não deve chorar e não dar um pio…”

Capítulo Anterior
Índice
Próximo Capitulo
Contribua com o novo site da Saikai Scan
By | 2017-04-29T12:03:04+00:00 29/04/2017 as 9:49|A Will Eternal|8 Comments

About the Author:

Scryzz
Gamer, Otaku e Trophy Hunter. Fã absoluto de One Piece, Dragon Age, CSR, TDG, PS3, PS4, PSV, Cinema, Música e, é claro, Linkin Park!
  • Janailson Barbosa Granja

    Obrigado pelo capítulo

  • 乙ᗯᕮƗƬᕮᘉᔕᕼƗ

    Carvalho, isso tá parecendo aqueles filmes do capiroto…

  • pecinho alves

    kkkk trilher d mais

  • Khrys Scardin

    Excelente cap. me lembrou muito alguns contos/livros de horror que já li, foi bem interessante, você não vê isso em muitas obras desse gênero, muito bom

  • Reynald Leonardo

    eu to é ficando com medo já

  • rafael1295

    que é isso o povo do clã fez pacto com o satanás?

  • Ruan D’Carmo

    Eu lendo e olhando pro lado pra ter certeza que o capiroto não iria aparecer.. começou até a chover ‘-‘

  • Maria Eduarda Neves

    Lendo esse capítulo e tendo certeza de não ter nada atrás de mim kkkkkkk