Panlong (Coiling Dragon) 02

/Panlong (Coiling Dragon) 02

Tradutor: Lucas | Revisor: L0ck3

Capítulo 02 – O Clã dos Guerreiros Sangue de Dragão (Parte 1)

Em um piscar de olhos,  outros seis meses haviam se passado. Treinando duro e fortalecendo seu corpo, Linley atravessou pela gentil e quente primavera, o verão escaldante e o outono frio. A árvore branca próxima ao campo de treinamento vazio de Wushan sempre espalhava algumas folhas secas no chão quando o vento soprava. As folhas vagarosamente giravam ao cair, cobrindo todo o chão do campo.

O céu, aos poucos, escureceu.

Hoje, havia um número excepcionalmente grande de pessoas nos campos de treinamento, aproximadamente trezentas.

“A seção de treinamento dessa noite encerra agora” Hillman sorriu. “Antes de partir, no entanto, todos vocês precisam, primeiramente, parabenizar este próximo grupo de crianças que irão sair de Wushan e se juntar ao exército.”

Com o fim do outono vem a temporada de recrutamento militar. Com o continente inteiro imerso em uma era de guerras, até mesmo o mais jovem visto se tornando um guerreiro poderoso é um sinal de honra. Naturalmente, há também aqueles que desejam se tornar magos, porém, se tornar mago é uma tarefa extremamente difícil. Em média, apenas uma em cada dez mil pessoas tem as qualificações necessárias para se tornar um mago. Com essa baixa possibilidade, pessoas comuns nem pensam nessa idéia.

Virar um guerreiro era muito mais fácil. Ao fazer 16 anos, desde que você seja pelo menos um guerreiro Rank-1, você poderia entrar para o exército facilmente.

“Tio Hillman, muito obrigado.”

126 garotos, todos com 17 anos de idade, curvaram-se para Hillman respeitosamente. Esses jovens, normalmente, não precisam mais ir a esses treinos. Eles já eram considerados adultos e tinham seus próprios trabalhos, mas já que eles foram treinados por Hillman desde muito jovens, todos consideravam Hillman um ótimo instrutor.

Antes de se juntarem ao exército, vieram dar adeus a Hillman.

Olhando para este grupo de adolescentes cheios de vontade e energia, Hillman se viu preenchido por várias emoções diferentes. Isso porque Hillman sabia que todos eles estavam ansiosos para entrar no exército, mas depois de 10 anos de serviço militar, quantos deles voltariam vivos?

“Eu espero que pelo menos metade desses 126 retornem vivos.” Hillman rezou em silêncio.

Hillman olhou para as crianças e disse de forma clara. “Pirralhos, prestem atenção! Todos vocês são homens da cidade de Wushan. Os homens de Wushan devem estufar o peito, enfrentar qualquer desafio e nunca serem consumidos pelo medo. Fui claro?”

Todos os jovens estufaram o peito, se endireitaram e, com os olhos cheios de ardor para a vida militar, responderam ao mesmo tempo, “Sim, senhor!”

“Bom!” Hillman também se endireitou, seu olhar frio emanava uma aura militar.

“Amanhã, vocês irão partir. Hoje à noite, se preparem bem. Eu sei o quão forte todos vocês são. Todos irão entrar no exército facilmente! Eu, Hillman, estarei esperando o retorno glorioso de vocês à cidade de Wushan!” Disse Hillman com uma voz empolgada.

Os olhos daqueles jovens brilharam.

Voltar para casa com honra, este era o sonho de todos os jovens.

“Agora, eu ordeno todos vocês, voltem para suas casas imediatamente e comecem as preparações. Dispensados!” Disse Hillman com uma voz fria e forte.

“Sim, senhor!”

126 jovens curvaram-se respeitosamente e depois partiram. Eles foram acompanhados pelos olhares de admiração dos quase 200 garotos que restaram. Amanhã, eles iniciariam uma nova jornada.

“Ainda vou esperar mais 2 anos, quando tiver idade suficiente eu também quero entrar para o exército.”

“Eu realmente quero viver a vida empolgante e cheia de adrenalina de um soldado. Se eu tivesse que viver toda a minha vida aqui em Wushan, então ela não teria sentido algum.”

………………………………

Um grupo de garotos de 13 anos conversavam entre si. Todos eles estavam ansiosos por uma vida empolgante, uma vida cheia de vigor. Todos eles queriam acumular conquistas e criar uma grande reputação. Queriam ser idolatrados pelas garotas e respeitados por suas famílias.

Este era o sonho deles!

“Linley, seu pai, Lorde Hogg, tem uma assunto muito importante para discutir com você, não saia por aí com as outras crianças, venha para casa comigo.” Hillman caminhou até Linley. Olhando para ele, Hillman se sentia muito orgulhoso.

Linley era extremamente inteligente. Sob a orientação de seu pai, Hogg, desde muito novo, ele havia aprendido muitas palavras e podia ler muitos livros.

Ler era algo muito luxuoso. Geralmente, apenas descendentes de nobres podiam ler. O Clã Baruch era um clã extremamente antigo e possuía um grande número de livros.

“Tio Hillman, eu sei disso. Meu pai já me avisou 3 vezes. Ele nunca foi tão insistente. Eu não vou sair por aí, não se preocupe.” Linley sorriu, revelando seus dentes brancos, quase perfeitos, a não ser pelo que estava faltando.

Linley já estava começando a crescer dentes permanentes.

“Já chega. Você está com um dente a menos na frente. Quando você sorri, entra vento.”  Hillman riu. “Vá, vá para casa.”

………………………………………

No velho pátio da mansão Baruch, depois da família terminar o jantar, Linley estava brincando com seu irmão mais novo.

“Irmão mais velho, estou indo!”

Pequeno Wharton estava olhando para Linley com um olhar de pura determinação. Caminhando meio desequilibrado, ele estendeu uma mão, pequena e gorda, para Linley, tentando abraçá-lo. Linley estava parado não muito longe, esperando quietamente o pequeno Wharton alcançá-lo.

“Wharton, você consegue!” Incentivou Linley.

Os passos desequilibrados do pequeno Wharton faziam com que as pessoas temessem que ele fosse cair a qualquer momento. Mas no final, o pequeno Wharton conseguiu alcançar seu irmão mais velho. Com seus grandes olhos redondos, ele olhou para seu irmão. “Irmão mais velho, irmão mais velho.”

Olhando para seu irmão mais novo, o coração de Linley estava cheio de afeto.

Sem mãe, sem avós. Embora ele tenha seu pai e o criado-chefe da família para cuidar dele, Linley, que amadureceu cedo, era bastante afetuoso e protetor com seu irmão. Nos olhos de Linley, como irmão mais velho, era seu dever proteger seu irmão mais novo.

“Wharton, o que você aprendeu hoje?” Perguntou Linley, sorrindo.

Wharton fez uma careta, um gesto extremamente fofo. Depois de pensar, ele disse animado, “Hoje eu aprendi como usar trapos!”

“Trapos?” O rosto de Linley revelou um sorriso incontrolável. “O que você esfregou?”

Contando nos dedos, pequeno Wharton respondeu: “Primeiro eu usei os trapos para esfregar o chão, depois as latrinas e por último eu esfreguei… esfreguei… certo, eu esfreguei os pratos!” Ele olhou para Linley empolgado, esperando um elogio.

“Você limpou as latrinas e depois os pratos?” Os olhos de Linley estavam arregalados.

“O que, eu limpei errado? Eu esfreguei bastante.” Na pequena cabeça de Wharton, seus olhos estavam cheios de incompreensão ao olhar para seu irmão mais velho.

“Jovem mestre Linley, seu pai está procurando você. Deixe que eu tome conta do jovem mestre Wharton.” Um velhote de nariz torto se aproximou deles. Este velhote era o criado-chefe do Clã Baruch, Hiri. Em toda a propriedade, tirando o criado-chefe, não havia nem mesmo uma criada.

Linley não tinha mais tempo para conversar com Wharton. Ele deixou Wharton com o “vovô” Hiri e se encaminhou para a sala de visitas.

“Por que meu pai está me chamando?” Apesar de ainda ser jovem, Linley podia sentir que dessa vez seu pai o estava chamando para algo importante.

Entrando na sala de visitas, em um canto da sala, havia um relógio de mesa que era mais alto que Linley.

Esse relógio de mesa era considerado de alta qualidade. Normalmente, apenas famílias nobres ou ricas possuíam um relógio desse tipo. Nesse momento, o pai de Linley estava sentado próximo a lareira. As chamas estavam estalando e queimando a madeira lentamente.

“Hmn? Porque que o pai mudou de roupa?” Vendo seu pai, Linley ficou surpreso. Em casa, normalmente, seu pai vestia roupas bem simples. Agora a pouco, no jantar, seu pai estava vestindo roupas normais. Mas agora, ele trocou por um conjunto bem nobre e bonito.

O corpo inteiro de Hogg emanava uma aura anciã e nobre. Esta não era uma aura do tipo que se pode comprar com dinheiro. Era algo que um clã antigo cultivava em seus herdeiros. Um clã que havia sobrevivido por cinco mil anos. Como poderiam se comparar com um clã comum?

Hogg se levantou. Virou-se e, quando viu Linley, seus olhos se acenderam.

“Linley, venha comigo. Vamos para o Hall Ancestral. Tio Hiri, você conhece os assuntos do clã, então pode vir também.” Hogg Sorriu.

“O Hall Ancestral?” Linley estava espantado.

Os membros do Clã Baruch só ocupavam a parte da frente da mansão. As áreas que ficavam mais ao fundo ninguém limpava. Apenas o Hall Ancestral, no fundo, era limpo uma vez por mês.

“Mas não é o tempo de prestar homenagem aos antepassados. Porque estamos indo para o Hall Ancestral?” Linley estava cheio de perguntas.

Deixando a sala de visitas, Hogg, Linley e Tio Hiri, que ainda carregava Wharton, seguiram o caminho de pedras azuis em direção ao fundo da mansão.

Era pleno outono. A noite estava fria.

O vento frio batendo, Linley se arrepiou. Mas não fez nenhum som, porque podia sentir que alguma coisa estava diferente hoje. Seguindo seu pai, Linley também entrou no Hall Ancestral.

“Clack.” A porta do Hall se fechou.

Com as velas do Hall se acendendo, o local se iluminou imediatamente. Linley podia enxergar as placas espíritas em frente ao Hall. Aquele espesso e denso aglomerado de placas falava muito sobre a idade do Clã Baruch.

Hogg parou silenciosamente em frente as placas espíritas, sem dizer uma palavra.

Linley estava nervoso. Em todo o Hall, tirando o som das velas queimando, não dava para escutar nada. O silêncio era apavorante, criando um sentimento de opressão em seu coração.

De repente, Hogg se virou e focou seu olhar em Linley. Com uma voz pesada, disse: “Há muitas coisas que precisam ser feitas. Mas primeiro, deixe-me contar a você um pouco da história do nosso Clã Baruch.”

Linley podia sentir seu coração batendo freneticamente.

“A história de nosso clã? O que será?” Em seu coração, Linley estava ansioso para saber, mas ele não se atrevia a dizer nada.

Com um olhar orgulhoso em seu rosto, Hogg disse com uma voz clara: “Linley, nosso Clã Baruch já existiu por cinco mil anos. Mesmo procurando em todo o reino de Fenlai, eu não acredito que seja possível encontrar outro clã tão antigo quanto o nosso.” A voz de Hogg continha um orgulho absoluto.

Antigo. Essa era uma palavra que alguns clãs nobres viam com grande importância.

“Linley, você já ouviu falar dos lendários quatro guerreiros supremos do continente de Yulan?” Virando a cabeça, Hogg olhou para Linley.

Com os olhos brilhando, Linley acenou com a cabeça. “Eu sei. Segundo o Tio Hillman, os lendários quatro guerreiros supremos são o guerreiro Sangue de Dragão, o guerreiro Chama Violeta, o guerreiro Tigre Listrado e o guerreiro Imortal.”

De fato, Hogg concordou com a cabeça. Sorrindo, ele disse: “Certo! Agora, eu vou lhe contar uma coisa. Os quatro guerreiros supremos, na verdade, representam quatro clãs muito antigos. E o nosso clã Baruch é o clã ancião que contém a elevada linhagem dos guerreiros Sangue de Dragão!”

Contribua com o novo site da Saikai Scan
By | 2017-03-13T19:25:08+00:00 26/09/2016 as 12:52|Panlong|4 Comments

About the Author:

Scryzz

Gamer, Otaku e Trophy Hunter. Fã absoluto de One Piece, Dragon Age, CSR, TDG, PS3, PS4, PSV, Cinema, Música e, é claro, Linkin Park!

  • Luis Fernando

    Muito bom.

  • Ian Rodrigues

    MB

  • Ricardo Camilo

    obrigado pelo capítulo xD

  • nada a comentar só o começo ainda