Panlong (Coiling Dragon) 162

/Panlong (Coiling Dragon) 162
Capítulo Anterior
Índice
Próximo Capítulo

Tradutor: Vairor | Revisor: Skarr

Capítulo 162 – Faltando Uma Mão?

Trazendo a espada pesada de adamantina em suas costas, Linley se moveu rapidamente pelas ruas. Porém falando apenas em aparência ninguém podia dizer quão pesada a espada era, então Linley não atraiu nenhum curioso.

“Clayde finalmente chegou. Eu esperei por tanto tempo!” Linley suprimiu sua ansiedade. “Calma Dessa vez não importa o que eu não posso cometer nenhum erro.”

Na primeira vez ele pensou ter mais de 90% de chance de sucesso, mas ele não esperava aquele segurança do nivel Santo apareceria do nada e faria o plano de Linley falhar. Dessa vez, Linley não queria cometer nenhum erro.

“Linley.” a voz calma de Doehring Cowart soou. “Lembre-se, antes você esteve ao lado de Shaq e seus homens por um certo período. Assim que Clayde voltar, Shaq deve reportar isso a ele.”

“Entendi.”

Linley já tinha pensado nessa possibilidade. Mas em prol de descobrir onde Clayde estaria, ele viajou ao lado de Shaq, o que resultou em chegarem juntos a Cidade de Hess. Ele definitivamente não podia matar Shaq, porque uma vez que Shaq e seus subordinados morressem, Clayde provavelmente não iria aparecer pessoalmente.

“Eu tive que atuar desse jeito. Mas mesmo que Clayde soubesse que eu viajei junto com Shaq por um tempo, não tem nada que ele possa fazer, porque… Eu já sei onde fica seu esconderijo. Não tem como ele escapar.” Linley estava totalmente confiante. Ao mesmo tempo, Bebe que estava espiritualmente conectado a ele, estava vigiando Clayde e seus homens.

Enquanto eles conversavam, Linley chegou a estrada Keyan.

Se prevenindo de ser visto pelos homens de Clayde, Linley imediatamente foi em direção ao esconderijo por meio de vários becos escuros.

Um borrão preto subitamente viajou vários metros e parou nos braços de Linley.

“Bebe.” Rindo, Linley olhou para o pequeno rato das sombras em seus braços.

Os olhos de Bebe reluziam enquanto ele conversava mentalmente. “Chefe, eu vi Clayde chegar não tem muito tempo. Mas eu só fui capaz de ver seu rosto de relance antes dele entrar na mansão. Aqueles dois que você contratou são inúteis. Eles nem conseguiram identificá-lo.”

“Hm?”

Linley suspeitou que algo estava errado. Ele tinha ordenado para aqueles dois ficarem no esconderijo. Logicamente falando, assim que Clayde aparecesse eles deviam tê-lo informado.

“Milorde,milorde!”

Ah Da e Ag Er correram e falaram respeitosamente, “Milorde nós acabamos de ver um grande grupo de pessoas entrarem na mansão.”

“Um grande grupo de pessoas?” Linley perguntou imediatamente. “Algum deles estava sem uma mão?

Ah Er balançou sua cabeça. “Não milorde. Milorde você nos ordenou a prestar atenção em qualquer grupo de pessoas que entrasse na mansão, e também nos disse para procurar um homem sem uma mão. Mas nãos não vimos ninguém sem uma mão neste grupo.

“Impossível.” Linley afirmou. “Definitivamente tinha um homem sem a mão.

Bebe já tinha visto metade da face do Clayde, e devido a visão de bebe ele definitivamente não tinha cometido um erro. Desde que bebe tinha certeza que Clayde estava no grupo então ele definitivamente estava.

“Definitivamente?” escutando o quão certo sobre isso Linley estava o homem se sentiu recuado. “Milorde, possivelmente… possivelmente tinham muitas pessoas no grupo e eu e meu irmão não conseguimos vê-lo.”

“Muitas pessoas?”

Originalmente quando ele e o esquadrão de Clayde lutaram no palácio, Linley e bebe tinham matado um bom número. Deixando apenas uns dez guerreiros sobrando. E devido ao número de bestas mágicas na estrada até aqui, seria incrível se todos os dez do esquadrão de Clayde continuassem vivos. Como isso podia ser considerado muitas pessoas?

“Muitas pessoas? Quantas?” Perguntou Linley.

“Muitas, cerca de setenta a oitenta pessoas.” O homem disse meio hesitante parecendo estar incerto. “Independentemente eram muitas. Aquele grupo apareceu subitamente e entrou na mansão. Nós não conseguimos ver claramente cada pessoa no grupo. Possivelmente tinha mesmo um homem sem a mão no meio deles.”

Linley estava confuso.

Setenta ou oitenta pessoas?

Quando ele tentou matar Clayde no palácio o esquadrão Trovão selvagem tinha só trinta pessoas. E além disso depois de ter reduzido o número ele mesmo e bebe como tantas pessoas poderiam aparecer assim do nada?

“Chefe tinha realmente muita gente.” A voz de Bebe soou clara na mente de Linley. Quando eu percebi o Clayde ele tinha acabado de entrar na mansão. Eu só pude vê-lo de relance. Mas atrás dele tinha pelo menos cinquenta pessoas, porém quantas pessoas entraram na frente dele eu não tenho certeza.

Linley definitivamente confiava em Bebe.

“Tantas assim?” Linley pensou consigo mesmo.

“Tudo bem vocês podem ir agora. Essa é uma recompensa pra você e para seu irmão. Continue vigiando para mim.” Linley jogou o saco de ouro cheio até a metade, com cinquenta moedas de ouro.

Aceitando o saco, o homem olhou dentro pela abertura. Dentro estava cheio de um brilho dourado. Esse saco de ouro meio cheio tinha cerca de cinquenta moedas dentro. Seu coração se encheu de emoção. Quando ele tinha escapado para a cidade de Hess, ele não tinha sido capaz de se alimentar. Agora depois de trabalhar para Linley somente por alguns dias, o homem jogou pra ele um saco com cinquenta moedas de ouro? Como ele não poderia estar entusiasmado com isso?

“Obrigado milorde. Obrigado milorde.” Ele se decidiu. Ele e seu irmão mais velho começariam a observar as pessoas dentro da mansão bem de perto. Ele imediatamente partiu e correu para o andar de cima perto do restaurante onde ele e seu irmão poderiam observar.

Dentro do quintal.

Totalmente sozinho, Linley estava pensando o que iria fazer depois.

Uma luz branca brilhou dentro do anel Espiral do Dragão, transformando-se em Doehring Cowart. Doehring Cowart coçou sua barba. Curioso ele disse. “Linley, tem algo de errado? Você está de mau humor?”

Linley levantou sua cabeça para olhar para Doehring Cowart. Vendo seu avô Doehring, Linley sentiu seu coração se acalmar aos poucos. Com um ancião tão experiente como ele ao seu lado, pelo menos Linley não iria se sentir agitado e inseguro.

“Avô Doehring eu estou pensando sobre o grupo que veio com Clayde.” Disse Linley

Doehring Cowart riu. “Você está perdendo seu tempo pensando nisso. Porque você não age ao invés disso? Se esconda em um canto da mansão e olhe você mesmo? Então você irá saber exatamente quem são essas pessoas que estão com Clayde.

Linley começou a rir.

Certo. Porque ele estava perdendo tempo?

“Carregar essa espada pesada vai impactar na minha velocidade.” Linley removeu sua espada pesada, entrou no seu quarto e colocou-a embaixo da cama.

Nos ombros de Linley, Bebe encarava curiosamente a espada pesada de adamantina. Ele perguntou mentalmente para Linley, “Chefe, essa espada pesada é o tesouro que você criou usando o minério de adamantina?”

Linley sorriu e concordou.

“Quanto ela pesa?” perguntou Bebe curiosamente.

“1632 quilos” Linley respondeu honestamente.

Bebe coçou seu nariz de surpresa. Enquanto seus pequenos olhos pareciam chocados ele encarava a espada de adamantina.

“Chega, você terá tempo o suficiente para olhar depois.” Linley abaixou o lençol para esconder a espada.

“Ah, ei chefe eu lembrei de uma coisa. Aquele Clayde provavelmente já sabe que você está aqui.” Bebe olhou para o anel espacial no dedo de Linley e disse alarmado.

“Oque? Porque?” Linley estava extremamente assustado. “Chefe você fez um laço com a Violeta de Sangue usando uma gota de sangue. Eu lembro de você me dizendo que quando estava preso no Templo Radiante, por mais que a Violeta-de-Sangue tivesse sido confiscada, você ainda podia sentir onde ela estava. O anel espacial também é marcado por sangue. Então Clayde não poderia sentir onde o anel está localizado?” Bebe rapidamente transmitiu seus pensamentos para Linley.

Mas ao escutar isso Linley começou a rir.

“Haha.” Próximo a eles Doehring Cowart também começou a rir. Só que Bebe não conseguia escutar a risada de Doehring Cowart.

Imediatamente após sair da cidade de Fenlai Linley também perguntou para Doehring Cowart sobre o anel espacial que ele tinha pego.

“Bebe” Linley começou a explicar. “Esse anel é diferente de um artefato divino como a Violeta de Sangue. Tecnicamente falando, um anel espacial não é um item divino, é somente um item mágico muito valioso. Seus fundamentos são como os dos cartões de cristais mágicos, que usam a impressão digital para personalizar e reconhecer seu dono, enquanto o anel espacial usa sangue para fazer o mesmo. Somente o dono de um anel espacial pode abri-lo e retirar seu conteúdo. Entretanto quando um item é retirado do seu dono não tem como o dono sentir a localização do seu item. Você acha que itens divinos são tão comuns assim? Mesmo minha espada pesada de adamantium não está no nível de um artefato divino.

Artefatos divinos.

Eram impossíveis de serem forjados nesse plano material, no continente de Yulan. Coisas como o anel Espiral do Dragão e a espada Violeta-de-Sangue eram considerados itens ancestrais.

“O anel Espiral do Dragão tinha emitido uma energia terrível e me salvou quando eu estava no Templo Radiante. Além do mais quando eu uso alguma magia ele reduz a quantidade de força mágica e espiritual necessária em um sexto. A Violeta-de-Sangue por sua vez pode se tornar flexível ou reta dependendo da escolha de quem a maneja, e é praticamente indestrutível;

Linley tinha uma teoria.

Ele já sabia que o anel Espiral do Dragão tinha muitos segredos que ele ainda não conhecia. Aquela energia assustadora no Templo Radiante era a prova disso.

E quanto a Violeta-de-Sangue.

Pra ser usada como selo naquela formação mágica misteriosa, queria dizer que sem dúvidas teria qualidades especiais. Só que no momento Linley ainda era muito fraco e não podia descobrir o que ela tinha de especial.

“Violeta-de-Sangue” Linley olhou para a espada que ele estava usando como cinto. Qual era a real habilidade dessa espada flexível misteriosa?

“Bebe, você fica aqui por enquanto.” Instruiu Linley.

“Entendi.” Bebe obedientemente permaneceu no quintal enquanto Linley silenciosamente saiu de sua residência e se dirigiu em direção a mansão onde Clayde e Shaq estavam.

Linley ficou próximo ao muro da mansão que Shaq tinha comprado.

“Snick.”

As garras afiadas de Linley cresceram. Ele facilmente fez uma abertura no muro, então transformou sua mão de volta no tamanho normal e espiou pelo buraco.

Naquela noite que Linley tinha ficado na mansão junto com Shaq ele decorou todo o layout, inclusive quem estava em cada quarto. Linley decidiu fazer o buraco em uma localização bem única; por esse buraco ele podia ver tanto o quintal da frente quanto o quintal de trás sem nada para atrapalhar sua visão.

“Meu pai real.”

Os ouvidos sensíveis de Linley conseguiram escutar a conversa entre Shaq e Clayde no quintal traseiro. Linley cuidadosamente espiou naquela direção. De fato Clayde e Shaq estavam ombro a ombro e dentro da linha de visão de Linley.

“Clayde.” Linley observou cuidadosamente.

Mas o que ele viu o deixou atordoado. “A mão de Clayde… a mão dele….”

Nesse exato momento ambas as mãos dele estavam em perfeitas condições. Mas Linley viu claramente a mão dele cair após ser cortada. Ele tinha até roubado o anel espacial daquela mão. Definitivamente ele não estava enganado.

“Para regenerar uma mão perdida ele iria precisar de um arquimago do estilo luz, e ele precisaria ser no mínimo do nível nove.” Linley estava atônito.

Quando Clayde saiu ele não tinha nem um único mago com ele. Como ele encontrou um arquimago de nível nove?

“Pai real como você encontrou as forças da Igreja Radiante? Aquelas pessoas são todas formidáveis.” Shaq disse isso com uma voz de admiração

Clayde confirmou. “Claro que são, essas pessoas estão entre as mais aterrorizadoras da Igreja Sagrada. Tem muitos combatentes do nono nível entre os devotos liderados pelo Lorde Folha Caída. Viajar ao lado deles foi bem seguro durante todo o tempo.”

Clayde estava falando em um tom inalterado. Logicamente falando, alguém do outro lado de um muro tão distante não seria capaz de ouvi-lo. Mas Linley como um Guerreiro Sangue de Dragão, possuía uma audição assustadoramente apurada, e ouviu cada palavra claramente.

“Um grupo de devotos? Liderados pelo Lorde Folha Caída?” A expressão no rosto de Linley mudou.

Lorde Folha Caída era um combatente no pico do nível santo. E ele tinha consigo um grupo de devotos assustadoramente fortes, com alguns que tinham até chegado no nono nível

Capítulo Anterior
Índice
Próximo Capítulo
Contribua com o novo site da Saikai Scan
By | 2017-04-07T19:16:26+00:00 07/04/2017 as 8:20|Panlong|18 Comments

About the Author:

Bossun
Apenas mais um ser tentando descobrir seu propósito nesse mundo...
  • vitor eduardo

    o que eu disse ? “sempre tem um filho da puta pra atrapalhar”

    • Skarr

      tem nada mano kkkkkk

  • Vitorlmf

    Pütz agora ficou mais difícil ainda…

    • Skarr

      ficou n

  • Tasha D. Godspell

    Ty pelo cap.

    • Skarr

      nos que agradecemos

  • pecinho alves

    VLW PELO CAP

  • quem saber?

    ja to me preparando para os ninjas cortadores de cebola, nao importa quantas vezes eu lei-a sempre vou chora na morte dele T_T

    • Skarr

      DO CLAYDE????

      • quem saber?

        [SPOLIER!]

        não cara, do vovó, ele vai sacrifica a alma dele pra executar uma magia de nivel proibido para salva o linley que foi preso em uma formção magica dos adebtos de 9 rank da igreja radiante.

        • Skarr

          ata kkkkk

          • quem saber?

            a galera vai chora geral nesse cap vey, se bem que uns combo de CD ate que cairia bem ne?

  • BloodKnight

    Obrigado Vairor e Skarr pelo capítulo 162………=D

    • Skarr

      Obg vc por ler

  • emerick

    Ty pelo cap

    • Skarr

      é nnoix

  • antonio Garcia

    Pocha, todo hora tem alguma coisa pra atrapalhar esse simples assassinato. obrigado pelo capítulo.

    • Skarr

      calma jovem gafanhoto , a vingança é um prato que se come frio